quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

As estatísticas escondem o que dói

0 comentários
Foto: Felipe Dana.

Nos acostumamos a ver notícias de tragédias que ora ocorrem muito distante de nós. Milhares que morrem no desabamento de arranha-céus nos EUA. Milhares que morrem por causa de um tsunami na Indonésia. Outros milhares que morrem pelo mesmo motivo no Japão. Ou um avião que cai. Um navio que naufraga. Erupções vulcânicas. Furacões. Terremotos. Bombas. Conflitos armados. Violência urbana. Cada desastre com suas frias estatísticas e rankings dos piores. Nos acostumamos a ver as notícias na TV, nos jornais, na internet. E a impessoalidade dos números nos fazem esquecer o que, de fato, representam. Cada um é uma vida, onde orbita um pai, uma mãe, uma namorada. Ou namorado. Ou filho. Irmãos. Amigos. Cada número atinge várias pessoas. 

Quanto maiores os números, mais filhos não voltarão para casa, são mães chorando ou pais tendo que enterrar sonhos. Na impessoalidade das notícias, existe a tendência de não se afetar pela dor do outro. Até que um dia, ou antes mesmo de nascer o dia, a tragédia nos acorda de madrugada. Irrompe próximo e transtorna tudo ao redor. E todos nos vemos afetados de maior ou menor forma. E a dor do outro se torna a nossa dor. Quando uma fatalidade ocorre à nossa volta, arrancando da gente as pessoas que conhecemos, convivemos, amamos, as lágrimas se tornam impossíveis de segurar. Números escondem a verdade, estatísticas mentem. As tragédias (des) contam pessoas e destroem famílias. 

Em momentos de dor nos voltamos para a reflexão. Para tentar entender, buscar uma luz, a clareza. E, por mais que a gente não queira, a tristeza é o sentimento que mais nos impõe a compreensão. Nestes dias dolorosos, ainda se buscam razões e principalmente se apontam culpados. E como sempre, acreditamos que existe uma salvação no Céu ou que a culpa veio do Inferno, sem muitas vezes confrontar que há em cada um, uma parcela de culpa (seja pela corrupção ou pela omissão). Mas, de nada adiantará chorar, se isso não servir para nos consolar, inquietar, transformar e evitar o que pode ser evitado, assumindo cada um de nós, sociedade, a parcela de responsabilidade que nos cabe. Pois pessoas não merecem virar estatísticas.

terça-feira, 8 de janeiro de 2013

Há 17 bilhões de planetas aí fora...

2 comentários

A Sociedade Astronômica Americana divulgou um estudo, baseado em análises feitas pelo telescópio Kepler, que pode existir um total de 17 BILHÕES de planetas iguais à Terra em toda a galáxia. Com tanto planeta, será que é possível não existir vida inteligente aí fora, da Terra? Digo, inteligente, não simplesmente vida racional como a que temos por aqui (porque não é nada inteligente destruir aos semelhantes e ao ambiente em que se vive...).

sábado, 5 de janeiro de 2013

Santiago...

0 comentários
...todos os dias te vejo com olhos de um alguém apaixonado...

sexta-feira, 4 de janeiro de 2013

Os filmes que assisti em 2012

0 comentários
O ano passado foi bem interessante em termos de filmes. Muita coisa boa chegou nas locadoras, ótimas produções ainda estão nos cinemas. Era para eu ter postado já a lista de filmes que assisti nos últimos 365 dias, mas acabei não o fazendo. Então, aqui estão os filmes que vi, que gostei, os que mais ou menos gostei e os que detestei. Fica como dica:


Gostei e super-recomendo:

Batman - O Cavaleiro das Trevas Ressurge (Drama/Ação)- Capítulo final da trilogia dirigida por Christopher Nolan, encerrando a saga do Homem-Morcego. Roteiro bem elaborado e ação empolgante.
O Ditador (Comédia)- Com o mesmo ator de Borat, que aqui faz o líder de uma nação fictícia, que dissemina seu ódio por outros povos e avacalha com a política internacional. Melhor cena: "Imagine se os Estados Unidos fossem uma ditadura"....


Jogos Vorazes (Aventura)- Baseado num livro de grande sucesso. No futuro, jovens se enfrentam num reallity show onde o prêmio principal é sair vivo.
Os Vingadores - (Aventura)- Grandes heróis da Marvel reunidos num só filme: Homem de Ferro, Capitão América, Thor, Hulk, Gavião Arqueiro, Viúva Negra e Nicky Fury enfrentam Loki e os exércitos de Thanos.
Poder Paranormal (Suspense)- É um suspense bem conduzido e com ótimas interpretações. Cillian Murphy está espetacular. Boa trama, tensa, desmistificante e, ao final, impactante. Gostei muito.
Poder sem Limites (Drama/Ação)- No estilo falso documentário, mostra três jovens ganhando poderes e se divertindo com isso, até sofrer consequências.
Ted (Comédia)- Menino deseja que seu ursinho de pelúcia ganhe vida. Isso acontece e os dois se tornam grandes amigos. Décadas mais tarde, eles continuam amigos, apesar dos vícios e da boca suja. Humor negro total.
Para Sempre (Romance)- Tocante história sobre uma mulher que perde a memória num acidente e não lembra do marido, que faz de tudo para ficar com ela. Baseado em história real.
O Palhaço (Drama nacional)- Selton Mello mostra o mundo do circo pelos olhos de um palhaço que sonha com uma vida comum.
Shame (Drama)- Grandiosa atuação de Michael Fassbender, sobre um homem viciado em sexo e pornografia.
Woody Allen: Documentário- Tudo sobre a carreira de um dos mais brilhantes cineastas de todos os tempos.
A Pele Que Habito (Drama)- Cirurgião aprisiona suposto estuprador de sua filha para se vingar. E...é melhor não falar mais nada. Brilhante trabalho do espanhol Pedro Almodóvar. Com Antônio Banderas.
Sherlock Holmes: O Jogo de Sombras (Aventura)- O brilhante detetive encontra um inimigo à altura de sua mente dedutiva.
Sete Dias com Marilyn (Drama)- Sobre os dias em que o furacão loiro filmou com Laurence Oliver.
Gigantes de Aço (Drama/Ficção)- Sobre robôs que lutam boxe. E sobre um homem que aprende a ser pai. E chorei no final.
Melancolia (Drama/Ficção)- Que tal se um outro planeta se chocasse com a Terra?
A Árvore da Vida (Drama)- Filme filosófico sobre a evolução da Terra, das espécies e nossa busca por respostas (e perguntas).
O Escritor Fantasma (Drama/Suspense)- Autor é contratado para escrever livro sobre ex-primeiro ministro, após a morte misteriosa de outro escritor.
A Fita Branca (Drama)- Filme alemão que se passa antes da I Guerra Mundial e que mostra as raízes do mal, por meio de pequenas situações que alteram a vida num pequeno povoado.
Vidas Que Se Cruzam (Drama)- Com Charlize Theron e Jeniffer Lawrence. Não precisa dizer mais nada.
Preso na Escuridão (Drama)- Filme espanhol que fala de um jovem milionário e vaidoso, que sofre acidente.
Meia-Noite em Paris (Comédia)- Paris nunca foi retratada de maneira tão romântica quanto nesta comédia de Woody Allen sobre um escritor que se relaciona com personalidades históricas do passado.
Bravura Indômita (Faroeste)- Menina contrata um xerife beberrão para encontrarem o homem que matou seu pai. 
Intocáveis- Conta a história de um tetraplégico milionário que escolhe um ex-presidiário para lhe servir como seus "braços e pernas". Baseado numa história real. Filme francês.
O Escafandro e a Borboleta- Homem sofre derrame e seu corpo se torna inerte, a não ser por uma pálpebra, que ele usa para se comunicar. Filme maravilhoso.
Namorados para Sempre- Sobre um casal, cujo relacionamento está se destruindo.


Gostei, com ressalvas

MIB³ - Homens de Preto 3 (Comédia)- Com Will Smith e Tommy Lee Jones, é mais do mesmo (vide MIB 1 e 2), mas com um pouco de sentimentalismo e um talento extra: Josh Brolin.
Um Dia (Romance)- Anne Hathaway é a razão de ser deste filme sobre "descobrir o amor quando já é tarde"...
Hysteria (Comédia)- Fala sobre a invenção de um aparelho que era usado para "curar" mulheres estressadas: o vibrador.
Amizade Colorida (Comédia Romantica)- Dois amigos vivem uma relação só de sexo, mas sem sentimento. Dá certo?
Tron - O Legado (Ficção)- O visual retro-futurista e a trilha sonora oitentista são o destaque.

A Invenção de Hugo Cabret (Hugo)- Levando o título brasileiro ao pé da letra...o que foi que o Hugo inventou? O filme começa de um jeito e envereda para outro. O destaque aqui é Ben Kingsley.
Missão: Impossível - Protocolo Fantasma (Ação)- Tom Cruise fazendo cenas de ação épicas. Diverte e só.
O Ritual (Suspense)- Mistura de O Exorcista com O Novato. Mas vale por Anthony Hopkins.
Batman - Ano Um (Animação)- Sobre o primeiro ano de atividade do homem-morcego numa cidade corrupta. Quem leu a HQ sabe: está tudo lá.
Batman- O cavaleiro das Trevas- Parte I (Animação)- Perto dos 60 anos, Batman segue combatendo o crime.
Rede de Mentiras (Suspense)- Você capta melhor a ideia do filme quando já tá no final. Mas o suspense é bom.
A Perseguição (Drama/Suspense)- Lian Nesson no gelo lutando contra uma matilha de lobos famintos.
Missão Madrinha de Casamento (Comédia)- Comédia adulta para mulheres. Mas com roteiro escrito por homens.
Um Método Perigoso (Drama)- O ritmo do filme é quebrado. Mas as atuações de Michael Fassbender e Viggo Mortensen são hipnotizantes como Jung e Freud.
Os Descendentes (Drama)- George Clooney me fez chorar com sua belíssima atuação. 
Contra o Tempo (Aventura/Ficção)- Um bom passatempo sobre viagens no tempo.
Tudo pelo Poder (Drama)- Sobre os bastidores da política e estratégias (sujas) de campanha.
O Espião que Sabia Demais (Drama)- Um filme onde os diálogos e as atuações conduzem. Mas precisa ter paciência.
Sem Limites (Ação)- Gostei, especialmente porque tem o Robert De Niro.
Branca de Neve e o Caçador (Aventura)- Mais um filme que Charlize Theron carrega nas costas. O filme tem uma visual legal, algumas (poucas) boas ideias, mas forçou a barra com aquele lance da Branca de Neve ser "a escolhida".
A Mulher de Preto (Suspense)- Bons momentos de suspense. Mas começa a enjoar de tantos sustinhos que quer dar.
Passe Livre- Divertida comédia sobre maridos que ganham alguns dias para viverem como solteiros.


Quase gostei de...
O Espetacular Homem-Aranha (Aventura)- Roteiro furado e situações bobas. Mas os efeitos são legais, claro.
Prometheus (Ficção)- A primeira metade foi muito interessante e prometia muito, enquanto instigava a imaginação. O roteiro se perdeu a começar a dar respostas. E a criar situações absurdas.
A Hora do Espanto (Suspense)- Já imaginou se o seu vizinho fosse um vampiro?
Planeta dos Macacos - A Origem (Ficção)- Os macacos são o que o filme tem de interessante. A Ciência nunca foi tratada de maneira tão bobinha...
Deixe-me Entrar (Suspense/Terror)- Seria muito bom, se não o comparasse com o original sueco (Deixa ela entrar) que é maravilhoso.
Jovens Adultos- Charlize Theron é a razão de ser do filme. E deu.


Perdi tempo vendo... (sem comentários)

Lanterna Verde (Aventura)- 
Cowboys & Aliens (Aventura/Ficção)
Os Pinguins do Papai (Comédia)
Cilada.com (Comédia)
Sexo Sem Compromisso (Comédia)
Jonah Hex – Caçador de Recompensas (Aventura)


* Incluindo filmes de outros anos, mas que assisti em 2012.

quinta-feira, 3 de janeiro de 2013

Entre aspas

0 comentários
"Somos livres. Mas só até onde alcançam as correntes que nos prendem aos pré-conceitos de toda (des) ordem. Que 2013 traga a revolução da consciência e exorcise os demônios da (in)diferença."