quinta-feira, 1 de agosto de 2013

Santiago terá um hospital veterinário

Neste espaço costumeiramente abordo questões mais ligadas a ações culturais. Hoje o assunto é sobre algo muito importante para Santiago e que é também uma questão de cultura, de consciência. Trata-se da construção de um Hospital Veterinário no Centro de Zoonose de Santiago, popular Canil. Um sonho? Que nada. O pessoal da Associação de Conservação de Proteção dos Animais (ACPA) já conseguiu quase tudo o que é necessário: os equipamentos veterinários e também muito do material de construção (com exceção de fios, telhas e madeiras), graças ao apoio do Juizado Criminal de Santiago, que liberou dinheiro suficiente para o projeto. 

Veja só a planta do futuro hospital veterinário





Então, o que falta? 
Conforme a presidente da ACPA, Fátima Friedriczewiski, para que a planta (criada pelo curso de Arquitetura da URI) se transforme em algo material o que precisa é da mão-de-obra. Para tentar conseguir isso, a entidade está pedindo o apoio dos quarteis (sabendo do comprometimento comunitário do general Valério Stumpf), das associações comunitárias, construtoras, prefeitura, enfim.

É muito importante que essa obra seja feita, pois trará grandes benefícios para a cidade. Primeiro, na questão da saúde pública. Pois o canil abriga mais de 200 animais sem dono (imagine se eles estivessem soltos nas ruas), que recebem tratamento veterinário dedicadíssimo, a cargo da doutora Eva Müller. E, segundo, imagine que Santiago se tornará das poucas cidades do interior do Estado a ter um Hospital Veterinário. E isso abre muitas possibilidades de futuro. Sabendo do envolvimento da URI no projeto, é bem possível imaginar...

Apoiadores
A ACPA agradece o apoio de vários de seus apoiadores, entre tantos, o Restaurante do Mário (na figura da empresária Elisabete Walter, a Beca), a Cerâmica Vielmo, o curso de Arquitetura da URI, o Fórum de Santiago, a Vara Federal, Ieda Pinto, Eloísa Ferreira Martins Gomes, Alair Cassol. Interessados em ajudar podem ligar para o fone 3251 2445.

Voltar à página inicial.

Nenhum comentário: