terça-feira, 23 de julho de 2013

Cientistas criam o cérebro para robôs

Uma equipe de cientistas suiços criou microprocessadores que imitam o funcionamento do cérebro por meio de circuitos eletrônicos, capazes de processar informação em tempo real. Os chips poderão ser inseridos na fabricação de robôs, permitindo que tenham autonomia para se comunicar e agir, sem serem teleguiados para tal. 

O que acho surpreendente é que se você ler alguns dos livros do escritor Isaac Azimov, escritos lá pelas décadas de 1940 ou 1950, verá o quanto ele foi visionário, prevendo muitas das tecnologias hoje existentes e que ainda estão para surgir, na área da robótica.  Poucos cientistas do passado conseguiram ter uma visão tão clara e lógica dessa evolução quanto ele. Em livros seus das décadas de 1940 e 1950 previu muito da sociedade atual e coisas que ainda estão para acontecer, mas que começam a ser (r) evolucionadas desde já. Ainda não leu nada dele? 

Recomendo: A Relatividade do Erro, Histórias de Robôs, O Homem Bicentenário, Eu Robô e, claro, a trilogia Fundação. Já li e tenho alguns, quero mais!

Voltar à página inicial.

Nenhum comentário: