terça-feira, 18 de junho de 2013

O Brasil acordou...

Gigante pela própria natureza, o povo brasileiro levanta o seu brado retumbante pelas ruas mil da Pátria amada Brasil. A luta é (e sempre foi) por igualdade, por justiça, por cidadania, por transporte, por desenvolvimento, por saúde, por dignidade. É contra a corrupção, contra a violência, a truculência, a inércia, a incoerência. É contra todo o tipo de abuso dos governantes, que permitiu a disseminação de inúmeras mazelas sociais, os descasos com a segurança (vide a boate Kiss), com a saúde (filas nos hospitais), a educação (catastrófica), com a cidadania e com a própria Constituição.

E é também por tantas a vezes em que o povo se viu indignado, sufocado, restringido, aviltado, debochado, contrariado, subestimado. Com braços fortes a geração cara limpa (20 anos depois da geração cara-pintada) vai às ruas mostrando que não foge à luta. O Brasil de verdade não é feito pelos aproveitadores. É dos trabalhadores.

Os brasileiros saem às ruas para mostrar que o Brasil é da Maria, do José, do Paulo, do Pedro, da Bruna, do Ricardo, da Patrícia, do Eduardo, da Fernanda, da Andreia, do Marcos, do Marcelo, do Cláudio, da Ângela, do Chico, da Geni. De todos os Silva, Santos, Cardoso, Souza e de milhões de famílias de bem. 

Conectados às redes sociais e, especialmente, compartilhando o ideal de justiça social, estudantes e trabalhadores saem às ruas para mostrar que amam o Brasil e clamam que o país passe a dar bons exemplos para o mundo. Porque dos maus, estamos cheios.

Nenhum comentário: