quarta-feira, 13 de março de 2013

Habemus Papam


Se você quer ter uma ideia de como funciona o conclave dos cardeais para a escolha do Papa, eis uma dica de filme: Habemus Papam (*), que apesar de ser uma obra de ficção, é claramente inspirado no conclave que elegeu Bento 16. Depois da morte do Papa, os cardeais se reúnem no Vaticano para escolher o novo líder da Igreja Católica. Quando a fumaça branca sobe, o escolhido fica apavorado em assumir tamanha responsabilidade e se recusa a sair em público. Às pressas, é chamado um psicanalista (ateu) para ajudar a reverter situação, enquanto os cardeais precisam continuar reclusos, como se o conclave ainda estivesse acontecendo, seguindo-se uma pressão mundial. Em meio a isso, a várias histórias envolvendo os religiosos, mostrando-os como figuras humanas, sujeitas a falhas e medos. O diretor usa do humor para contar uma história séria e não se aprofunda muito nas contradições da Igreja, que com a modernidade e as práticas medievais.

(*) Frase em latim que significa "Temos um Papa", dita assim que o novo líder é escolhido.

Nenhum comentário: