segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

Jayme Piva comenta sobre Idiossincrasias Amalgamadas

0 comentários
"Caro amigo. Acabei de terminar a leitura de festejada obra Idiossincrasias Amalgamadas. Nela, são se sabe o que mais apreciar: textos belíssimos, subdivididos em capítulos bem ordenados, abarcando um universo existencial calcado nas tuas vivências do cotidiano. Destaques para O Romantismo das Noites de Inverno, Flores de Ipês, O Locutor e O Guri, e tantos outros textos que colocam a nu a sensibilidade de uma alma poética encantada pelos meandros e sinuosidades da vida. Abraço de parabéns!"

Obrigado pela leitura e apreciação, querido amigo Jayme.

Gravidade

1 comentários

Que filme fenomenal. Aliás, que filme que nada. Me senti lá, no espaço, vendo a imensidão do planeta Terra, acompanhando de perto a missão da doutora Ryan Stone, intensamente interpretada pela Sandra Bullock. Senti cada momento de aflição, de terror e fiquei sem ar, apavorado com a morte respirando no espaço infinito. Não. Isso aqui não é um filme. É um documentário. Ou uma transmissão ao vivo, de algo real, que está acontecendo de verdade. É indescritível, aterrorizante, emocionante, apoteótico, fantástico. Pra mim, O MELHOR FILME de 2013.

sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

Santiago tem Livraria!

0 comentários
Sim, a nossa cidade tem uma ótima livraria. A Inove, que fica na rua Bento Gonçalves, nº 1974. Fone 3251-6987.. É super diversificada, muito bem atendida, um lugar muito aconchegante e de boas vibrações.

Perdi as contas de tantos livros bons já comprei por lá e sempre recomendo muito aos amigos para que visitem, conheçam e se deixem envolver pelo maravilhoso mundo da leitura.

Neste sábado, a partir das 14h, estarei lá na Inove autografando meus livros e, para quem quiser, dar alguma dica, indicando leituras gostosas. Lá na Inove tem livros muito bons a partir de 10 reais, além dos lançamentos que estão badaladíssimos.

Livro é um presente sempre inteligente. Passe lá na Inove e deixe que um bom livro o escolha e leia você.

quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

Vídeo: uma fala sobre leitura e cultura

0 comentários

Na última quinta, 05 de dezembro, estive participando da programação de aniversário do Centro Cultural de Santiago, autografando dois de meus livros, O Clube dos Monstros e 10 Segundos. Foram momentos muito bons, onde conversei com alguns amigos que lá estiveram. Acima, um vídeo gravado pelo Éder Alves, que mostra a minha fala no evento.

terça-feira, 10 de dezembro de 2013

Minhas leituras...

1 comentários
Terminei de ler há poucos dias os livros O Oceano no Fim do Caminho, de Neil Gaiman e Em Chamas, de Suzanne Collins. Agora, estou mergulhado nos contos fantásticos de Stephen King em Tudo É Eventual, alternando com a leitura de Ovelhas Negras, de Caio Fernando Abreu. Minhas próximas leituras são A Ciência da Burrice, de Jayme Piva e, em seguida, retomo a leitura de Máquinas que Pensam, coletânea de contos de ficção científica organizada por Isaac Azimov (do qual só li o conto do Azimov, que adoro de paixão, dos outros autores ainda não). Termino nos próximos dias e antes do final do ano quero ler ainda Jogo Perigoso, do Stephen King e Poesia, de Froilam Oliveira e Erilaine Perez; Bemquerer dos Adondes, de Tadeu Martins e ao menos iniciar Orgulho e Preconceito, da Jane Austen ou Morte Súbita, da J.K Rowling.. Vou lendo de dois, alternadamente, mesmo que um livro não tenha a ver com o outro, mas ajuda a memória a trabalhar e a se localizar dentro dos gêneros.

Antes do final do ano, publicarei minha lista de leituras e de filmes assistidos em 2013.

Na Feira do Livro de São Luiz...

0 comentários
A Selina e eu, na livraria Magia das Letras.

Na sexta e no sábado últimos estive em São Luiz Gonzaga, onde acontecia a 37ª Feira do Livro da cidade. Foi um momento muito bacana para estar em contato com livros e com leitores, ambiente ideal para ampliar os círculos de amizade. Pude conhecer de perto a variadíssima livraria Magia das Letras, da dinâmica Rose Della Flora, e passear pela cidade missioneira, que muitas vezes visitei quando criança, desfrutando da hospitalidade da querida tia Maria, da prima Irene Gomes e demais familiares. Gosto muito de São Luiz e esse novo contato cultural me levará a estar por lá mais vezes.

 Com a Rose, visitando o estande da Magia das Letras, na Feira do Livro.
Clube dos Monstros entre os lançamentos da Feira.

quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

Uma pequena grande leitora...

0 comentários
Não exagero quando digo que a Selina, que está com um ano e dois meses, já é uma leitora voraz. Ela senta com seus livros e os folheia com o mesmo gosto com que brinca com seus ursinhos e bonecas. Encanta-se com cada página, sorri, aponta, mostra alguma coisa, viaja na sua imaginação. Desde os sete meses dela, quando adquiriu firmeza corporal e dedica maior atenção às coisas que lhe são mostradas, a Tainã e eu passamos a lhe apresentar livros infantis. 

Colocamos ela no colo, lemos as histórias, cantarolamos, nos divertimos e a deixamos manusear os livros. Inicialmente, os de página grossa para que não houvesse o perigo de rasgar as páginas, devido a coordenação motora em seus estágios iniciais. Hoje em dia, já manuseia livros de "página fina" e os folheia delicadamente. Se, por acaso, "comete" algum rasgo não é por gosto e, sim, pela falta de jeito.

Mas a Selina já tem sua pequena biblioteca, de uns 10 livros ou mais. E os aprecia verdadeiramente, até mesmo porque sempre nos vê, a Tainã e eu, lendo alguma coisa. Creio que o incentivo para gostar de ler se dá desde esses primeiros momentos da vida. Gostar de ler está muito ligado a fazer disso algo prazeroso, lúdico, transformador.


Voltar à página inicial.

Lançamento em dose dupla

0 comentários
Nesta quinta-feira, 05 de dezembro, às 20h, dentro da programação de aniversário do Centro Cultural de Santiago, em seus 26 anos, acontecerá um coquetel com lançamento de meus livros "O Clube dos Monstros" (infantil) e "10 Segundos" (contos). Um pouco sobre eles:

O Clube dos Monstros 
Conta a história de um grupo, formado por um vampiro, um lobisomem, um Fantasma e outros seres assustadores, que resolvem se unir para fazer a humanidade ter muito medo deles. Acontece que na época atual, os medos que as pessoas sentem são outros. Um livro para crianças de 07 a 12 anos engraçado, lúdico, envolvendo e com uma mensagem que vai encantar crianças e adultos. Esse é baseado numa peça de teatro que escrevi aos 16 anos e que foi transformado num livro. Tive a sorte dele ter sido um dos mais autografados da última Feira do Livro de Santiago

10 Segundos
É um livro que reúne 37 contos, que atravessam uma variedade de temas, incluindo contos românticos, eróticos, insólitos, engraçados, tristes, monótonos, irônicos, com abordagem irônica, humorada ou dramática, variando de acordo com cada segmento. Em verdade, estou relançando este livro, em sua terceira edição. Originalmente, foi lançado na Feira do Livro de Santiago em 2010 e na de Santa Maria em 2012. Mas como eu considero "meu melhor" livro, estou relançando ele. Até porque nunca tinha feito uma recepção aos amigos, a não ser em feiras.

Pois bem, na sexta, estarei participando da programação da 37ª Feira do Livro de São Luiz Gonzaga, que acontece na praça da Matriz.

terça-feira, 3 de dezembro de 2013

Bate-papo literário e lançamentos de livros

0 comentários

Na semana passada estive na cidade de Jaguari, conversando com alunos das escolas municipais São José e Antonieta Reguelin, abordando sobre a importância da leitura na construção do conhecimento, do despertar da inteligência. Foram momentos muito bacanas, proporcionados através da secretária de Cultura, Elimar Frasson. Nesta quinta-feira, 05, às 20h, estarei autografando os livros O Clube dos Monstros e 10 Segundos, dentro da programação de aniversário do Centro Cultural de Santiago. (Convidado aos amigos para se fazerem presentes e degustarem um delicioso coquetel). Já na sexta-feira, 06, estará em São Luiz Gonzaga autografando livros dentro da programação da 37ª Feira do Livro, que acontecerá na praça central. Minha participação se dará junto ao estande da livraria Magia das Letras.




quarta-feira, 27 de novembro de 2013

Filmes para ver, livros para ler

0 comentários
Desde que o cinema surgiu, há mais de 100 anos, muito se alimenta da literatura para contar histórias. Basta dar uma passada nas locadoras e ver a quantidade de títulos disponíveis, baseados em grandes obras da literatura. É o caso, por exemplo, do ótimo Os Miseráveis, que foi lançado há pouco com Hugh Jackman e Anne Hathaway, mas que já foi adaptado do livro de Victor Hugo mais de 10 vezes no cinema. Conta a história de um homem que vai preso por roubar um pão e, quando é solto anos depois, precisa reconstruir a sua vida e fugir da perseguição de um inspetor. É interessante ver que os filmes também ajudam a atrair audiência para os livros, que são descobertos e saboreados por novos leitores. Após ler e assistir (ou assistir e ler) fica impossível não fazer aquela inevitável comparação entre a obra original e adaptação. Muitas vezes, gosto de ler o livro antes de ver o filme para ter uma ideia expandida sobre a ambientação e os personagens. Mas muitas vezes também fui levado a conhecer a obra original literária após conhecer o filme e gostar da história. Dá pra comprar o filme na cabeça (de quando a gente lê), com a produção cinematográfica.


Livros, filmes e séries
Algumas obras literárias que viraram bons filmes: Grandes Esperanças, de Charles Dickens; Orgulho e Preconceito, de Jane Austen; Doutor Jivago, de Boris Pasternak; O Silêncio dos Inocentes, de Thomas Harris; Drácula, de Bram Stoker; Entrevista com o Vampiro, de Anne Rice; Harry Potter, de J. K. Rowling; O Iluminado, de Stephen King; O Senhor dos Aneis e O Hobitt, de J. R. R. Tolkien; Jogos Vorazes, de Suzanne Collins; O Auto da Compadecida, de Ariano Suassuna;  Onde Andará Dulce Veiga, de Caio Fernando Abreu; Diário de uma Paixão, de Nicolas Sparks; As Vantagens de Ser Invisível, de Stephen Chbosky; O Lado bom da Vida, de Matthew Quick; O Grande Gatsby, de F. Scott Fitzgerald; As Aventuras de Pi, de Yann Martel; Ensaio sobre a Cegueira, de José Saramago; Na Estrada, de Jack Kerouac; Bilionário pro Acaso: A Criação do Facebook (de Ben Mezrich, livro que originou o filme A Rede Social); Comer Rezar Amar, de Elizabeth Gilbert; O Caçador de Pipas, de Khaled Hosseini; O Fantasma da Ópera, de Gaston Leroux; Uma Mente Brilhante, de Sylvia Nascar; O Homem Bicentário e Eu, Robô, ambos Isaac Azimov; Carrie-A Estranha, de Stephen King). 

terça-feira, 26 de novembro de 2013

Grupo Artemágika: 25 anos

0 comentários
É um orgulho para Santiago ter um grupo que há 25 anos trabalha muito pela arte e mantém sempre viva a mágica do teatro. É o grupo Artemágika, que encanta crianças e adultos com seus espetáculos, de lirismo e literatura. No último sábado, na premiação do Santiago Encena, o Artemágika recebeu um prêmio especial do júri por sua contribuição à cultura regional. Merecidamente.

Muitos foram os atores que fizeram parte da história do grupo, como Volnei Sarturi, Dilnei Chagas, Catiane Bertazzo, Simone Santos, Mare Perez, Luciele Bonoto, Jordana Ben, Adriane Pizoloto Machado, Nevinton Valli e outros tantos, que integraram elencos de dezenas de peças. Mas o diretor é sempre Renato Polga, que continua firme por lá, orientando, acompanhando e fazendo a mágica acontecer para a arte encantar. Parabéns, Renato Polga. Parabéns, Artemágika.

Voltar à página inicial.

Contatos imediatos...

0 comentários
Aproveitando que estava lá em São Francisco de Assis, evidentemente que não poderia deixar de dar uma passadinha na praça e ver os bugios que habitam a copa das árvores. Vê-los desta vez teve o sabor de primeira vez, porque era assim que a minha filha, Selina, estava vendo-os. Ela apontava e, creio eu, achava semelhança com os gatos lá de casa, quando sobem nas árvores. No entanto, bastou chegar um pouco mais perto de um bugio para ela perceber que aquilo não era gato, não. E ficou um pouco assustada quando viu um deles chegar pertinho para cheirar um pêssego em minha mão. Mesmo assim, a guriazinha não deixou de ficar com os olhos grudados nos hábeis movimentos dos macacos nas frondosas árvores.

Voltar à página inicial.

Bate-papo literário em São Francisco de Assis

0 comentários
Na última sexta, estive em São Francisco de Assis participando da Semana de Ações Culturais, promovida pela Prefeitura. À convite do dinâmico Herton Couceiro, coordenador de Cultura, bati um papo com um grupo de alunos destacando sobre o desenvolvimento que a leitura proporciona. Também na sexta, fui muito bem recebido no Instituto Professor Isaías, que promoveu a sua Maratona Cultural, com apresentações diversas. Nos próximos dias, estarei fazendo lançando de livros na cidade de Jaguari, Santiago e também participando da Feira do Livro de São Luiz Gonzaga.

Voltar à página inicial.

Já dá para conhecer a Terra Média

0 comentários
Para você que é fã dos livros de J.R.R Tolkien e teve um vislumbre da Terra Média apresentada na trilogia cinematográfica O Senhor dos Anéis e também em O Hobbit, prepara-se para embarcar numa nova viagem. Em parceria com a Warnes Bros, o Google criou uma ferramenta de visita virtual à Terra Média, aos moldes do Google Earth. O internauta poderá conhecer a geografia de Valfenda, do Condado dos hobbits, da Floresta dos Trolls, cidades e de muitos outros lugares, tudo em 3D. Além das cidades há informações sobre personagens como Gandalf, Bilbo Bolseiro e Galadriel, entre outros. Para acessar, clique na imagem acima.

quinta-feira, 21 de novembro de 2013

Estudantes degustam literatura e bolos

0 comentários
Professora Rosinha Matos e alunas.

 Todos sabemos que a educação e a cultura são capazes de tornar o mundo melhor. E a professora Rosinha Matos, da escola Monsenhor Assis, é incansável na elaboração de projetos de incentivo à leitura, procurando motivar seus alunos a descobrir o universo das letras. Nesta semana, ela ficou muito feliz com a boa receptividade de seu projeto "Conhecendo nossos poetas", onde enfatizou o trabalho de escritores de Santiago. Os alunos visitaram a Rua dos Poetas, pesquisaram, produziram painéis e redescobriram obras e autores. Ao final desse trabalho saboroso, todos degustaram bolos e recitaram poesias.

Alunas degustando bolos e poesia.
Estudantes do Monsenhor Assis pesquisaram sobre autores locais.

Breno Serafini lança livro em Santa Maria

0 comentários
Acontece logo mais, às 19h30, na Biblioteca Pública de Santa Maria, o lançamento do livro Millôres Dias Virão, do escritor Breno Serafini. Trata-se de uma obra literária que merece ser conhecida e aplaudida, pois lança um profundo olhar sobre parte da produção literária do cronista e humorista Millôr Fernandes, dando ênfase ao período em que atuou como colunista da revista Istoé. O livro é uma adaptação do estudo feito por Breno Serafini para a sua tese de doutorado pela PUC/RS. Millôres Dias Virão já teve lançamentos no Rio de Janeiro, São Paulo e nas feiras do livro de Santiago e Porto Alegre.

Breno Serafini em dois momentos:

 Entregando um exemplar de Millôres Dias Virão para o escritor Luís Augusto Fisher
Sendo cumprimentado pelo governador do RS, Tarso Genro.

Cinco bons filmes e um ruim

0 comentários
Raul Seixas- O Início, o Meio e o Fim- Um instigante documentário que joga luz sobre o mito que foi Raul Seixas, procurando humanizá-lo, mostrando as suas fraquezas, defeitos, sua genialidade, sua bondade e o gigantesco talento. Apesar de burocrático nas entrevistas, o filme soma pontos por apresentar material inédito de imagens do cantor (ao menos do grande público). Melhores momentos: a cena em que uma mosca insiste em incomodar Paulo Coelho, que faz um discurso pacifista de "não vou matar", mas acaba matando e perdendo o raciocínio e todos os momentos em que Raul aparece e o documentário só cresce. Ao final, fiquei com a certeza de que o mito do Maluco Beleza virou uma lenda.


Wolverine Imortal- Agora entendi o porquê de X-Men Origens Wolverine (de 2009) ter sido tão ruim. Na verdade, os produtores queriam que a gente tivesse as mais baixas expectativas para este Wolverine Imortal (2013) que, se não adaptou ao pé da letra a famosa HQ (Eu, Wolverine), que ela levemente se inspira, temos aqui um filme realmente digno do mais popular dos mutantes. Hugh Jackman está animal no papel (duplo sentido, sacou?); e o roteiro foi muito bem trabalhado, as cenas de ação muito bem dirigidas, os diálogos, os personagens, existe uma trama bem amarrada e, ao menos, duas cenas antológicas: a da luta no trem bala e a do confronto com os ninjas na neve. Até o último minuto, Wolverine Imortal é surpreendente. E depois que acaba, quando sobem os créditos, o filme ainda presenteia os espectadores com uma cena apoteótica.


Antes da Meia-Noite- A mais linda e honesta história de amor retratada no cinema está retratada na trilogia formada por Antes do Amanhecer, Antes do Pôr do Sol e Antes da Meia-Noite. No primeiro, vimos dois jovens se conhecendo numa viagem de trem que marcou profundamente as suas vidas. No segundo, o reencontro de ambos, nove anos depois. Agora, nove anos mais tarde os reencontramos. Agora, maduros. E cada qual conhecendo o melhor e o pior de cada um. O amor é capaz de resistir? Belíssimas atuações da dupla Ethan Hawke e Julie Delpy. Difícil não se identificar, não se envolver, não se emocionar com as minúcias dessa história construída com tanta sensibilidade.
50%- Você começa assistir e pensa que vai ser um drama. Aí, o filme te envolve com algumas piadas e alivia a pesada história sobre um rapaz de 27 anos que descobre ter câncer. E pelo resto do filme temos o equilíbrio de momentos dramáticos (contatos com leveza pelo roteiro) e de instantes de riso, de melancolia e de celebração à vida. Impossível não se emocionar, ainda mais com as atuações dos ótimos Joseph Gordon-Levitt e Seth Rogen. (E me apaixonei pela Anna Kendrick).


Círculo de Fogo- Roteiro de quinta, atores de terceira e efeitos especiais de primeira. E quer saber? A premissa de monstros gigantescos sendo combatidos por robôs igualmente descomunais diverte muito. "Hoje vamos cancelar o apocalipse", entra para história das frases marcantes do cinema. Se você curte (ou curtia) Transformers, Godzila, Jaspion ou Changeman vai curtir ainda mais este Pacific Rim.

E  o ruim é...

Kick-Ass 2: A Decepção. Se o primeiro filme era arrebatador, esse aqui chega "arrebentado". Consegue desperdiçar todas as oportunidades de fazer um bom filme, desvirtuando até mesmo características marcantes dos personagens tão bem apresentados no filme anterior. O novo diretor demonstrou uma notável incompetência ao não desvalorizar a participação de um ator como Jim Carrey que, desde a primeira cena, não diz a que veio e em nada acrescentou. E dê-lhe cenas enfadonhas, ainda que bem coreografadas. O filme tem um conflito de personalidade, pois ao mesmo tempo em que é surreal por sua própria temática, tenta também evocar um realismo forçado. E é perceptível também a tentativa em imitar algumas das cenas mais célebres do filme anterior, como a de um personagem tomando um tiro de outro, durante um treinamento (mas que não tem, nem de longe, o mesmo impacto do primeiro Kick-Ass); além do uso de uma música infantil em ritmo acelerado, emulando um grande momento do filme original, em que a Hit-Girl combatia um grupo de bandidos. Só que, aqui, o recurso é aplicado numa cena de outros personagens, de maneira equivocada. Kick-Ass 2 só tem serventia nas cenas em que a Hit-Girl aparece, sendo interpretada com muita competência por Chloe Moretz, que faz o (im)possível para dar levantar a moral do filme, mesmo que a produção tenha sido ingrata em destruir a sua personagem, mostrando-a como alguém que tenta se encaixar num universo feminino fútil, em vez de justamente evidenciar que ela não tem nada a ver com aquele tipo de comportamento. Se o primeiro Kick-Ass terminava de um jeito que me fez sonhar com um segundo filme, este merece figurar na mesma galeria de péssimas adaptações de HQ (habitada por Batman & Robin, Mulher Gato, Elektra etc) e me faz rezar que não façam um terceiro filme.

E como você percebeu falei muito mais do filme ruim do que dos bons. Mas é isso mesmo. Nada se perde e, muitas vezes, até algo que não é bom pode render mais discussões.

Mais de mês....

0 comentários
...sem atualizar o blog. Um pouco por envolvimentos profissionais, outro tanto por envolvimento familiar e um tanto por preguiça. Mas vamos botar as postagens em ordem.

terça-feira, 8 de outubro de 2013

Meus próximos livros...

0 comentários
De 24 a 27 de outubro, acontecerá 15ª Feira do Livro de Santiago. Estarei participando como leitor, comprando muitos livros e como escrivinhador, lançando dois trabalhos. São eles: O Clube dos Monstros, um livro infantil, que é baseado numa peça de teatro que escrevi aos 16 anos (que, por sua vez, era inspirada numa redação que escrevi no colégio, aos 12). 


O outro é Idiossincrasias Amalgamadas, que faz um apanhado de crônicas sobre uma série de particularidades misturadas (daí o nome). A capa do livro infantil foi produzida pelo Sidnei Garcia e a do de crônicas é uma criação do Andrei Lopes.

A Feira do Livro contará neste ano com vários outros lançamentos. Destaco alguns: Froilam Oliveira lança Poesia, escrito em conjunto com Erilaine Perez; Tadeu Martins, com  Benquerer dos Adondes, Giovani Pasini, com 77; Breno Serafini, com Millôres Dias Virão; Jayme Piva, com A Ciência da Burrice; de Zeca Blau,  Trovas do Abandono, (obra póstuma) e Neltair Abreu, com Causos do Santiago e Arlete Gudolle Lopes, com O Inquietante Perfume de Cravos.

quarta-feira, 2 de outubro de 2013

Hitler morre em falso comercial

0 comentários

Estudantes alemães de uma Academia de Cinema criaram um comercial de TV falso usando veículo da Mercedes-Benz e fizeram sucesso na internet. No clipe, é destacado o sistema de freios do veículo e mostra o momento em que um jovem Adolf Hitler, aos 12 anos, é atropelado e morre. O vídeo encerra com uma frase dizendo que o carro é "capaz de prever riscos antes que aconteçam".

segunda-feira, 30 de setembro de 2013

Dica de filme: Faroeste Caboclo

0 comentários
Faroeste Caboclo é um bom filme. Tem uma direção firme, atuações bem corretas dentro da linguagem do cinema (detesto aqueles filmes brasileiros em que os atores interpretam como se estivessem numa peça de teatro, como em Nosso Lar, ou numa novela da Globo, como em Somos Tão Jovens), boa trilha sonora, diálogos bem escritos e direção de fotografia muito bem concebida. O ator Fabrício Boliveira, que faz o João de Santo Cristo, está muito bem e Ísis Valverde, como Maria Lúcia, mostra que é realmente uma atriz versátil. Falo neles por serem os principais, mas todos os demais atores também estão muito bem seguros em suas atuações.

O filme prende do início ao fim e gostei muito da ambientação (como a participação relâmpago de uma certa banda de rock). Mas é inevitável que, ao longo de Faroeste Caboclo, o filme, o espectador fique identificando passagens da música. Apesar disso, o longa não se prende só à letra escrita por Renato Russo e cria rumos diferentes, mostrando personalidade própria, ainda que acompanhe de perto os versos de Faroeste Caboclo, a música. É um bom filme? Sem dúvida. Mas fiquei com essa dúvida: será que se a música não existisse e, sim, só o filme, será que ele cativaria?

terça-feira, 17 de setembro de 2013

Últimos bons filmes que vi:

1 comentários
O Grande Gatsby- O clássico da Literatura ganha uma versão estilística de Baz Luhrmann, que parece se divertir mesmo é com as cenas das festas (a la Moulin Rouge). O filme é envolvente, mas carrega demais no romance, deixando de desenvolver um pouco mais a personalidade de Gatsby. De qualquer maneira, o filme vale muito a pena por Leonardo Di Caprio, que torna-se cada vez mais um dos melhores atores da atualidade. Por fora, seu personagem possui 32 anos, mas por dentro parece ter mais de 50, graças à interpretação admirável de Di Caprio.


Guerra Mundial Z- Há alguns anos, filmes de zumbi reuniam atores pouco conhecidos, tinham orçamento limitado, efeitos praticamente caseiros e uma produção trash, Este Guerra Mundial Z é estrelado por Brad Pitt, tem efeitos da Industrial Light & Magic (ou seja, superprodução) e direção do excelente Marc Foster, que elevaram o conceito de "filmes de zumbi" a um nível épico em escala global. Na história, um vírus se espalha rapidamente e destrói a humanidade. Sobreviver se torna algo muito perigoso diante de um inimigo tão poderoso: o próprio homem. Destaque para as cenas em que os infectados se amontoam uns em cima dos outros (como bactérias) ou se jogam desvairados contra o que seja para aplacar sua fome carnívora. Filmão! Envolvente e empolgante. Gostei muito.


Medo da Verdade- Medo da Verdade confirmou o talento de Ben Afleck como roteirista (algo que já tinha mostrado em Gênio Indomável) e revelou um diretor promissor, dando início a uma nova fase em sua carreira. Além de, também, mostrar que seu irmão, Casey Afleck, é um ator capaz de segurar um filme. O roteiro é muito bem trabalhado, equilibrando muito bem o drama e o suspense com o desaparecimento de uma menina de quatro anos. Por fim, o filme cria uma dúvida na consciência do protagonista e que divide opiniões, instigando um debate sobre ética, quanto à solução encontrada por ele para a resolução do caso em que trabalha. Afinal, nem sempre a verdade parece ser a melhor solução. Surpreendente.

quarta-feira, 11 de setembro de 2013

O 11 de setembro...

1 comentários

...é uma data que será sempre histórica para a humanidade. E, para mim, ganhou um novo significado. Em 11 de setembro de 2012, segurei a Selina pela primeira vez. Com certo medo, com receio, com expectativa, com alegria, estabelecendo o princípio de uma nova relação.

Num ano apenas a vida é capaz de te fazer conhecer um universo de novos sentidos, se você está disposto a aprender. Obrigado a todos que fazem/fizeram/farão parte dessa existência. 

quarta-feira, 28 de agosto de 2013

Moonrise Kingdom

0 comentários
Doce e melancólico, Moonrise Kingdom apresenta personagens que parecem habitar o mesmo mundo de Os Excêntricos Tenembauns, obra-prima dirigida pelo mesmo Wes Anderson. Um cineasta autêntico, que criou o seu estilo único de compor imagens pitorescas, com ambientações que parecem complementar os saborosos diálogos. A tocante história acompanha duas crianças tidas como "estranhas" por familiares e colegas, que fogem para ficar juntas. Inicia-se uma pequena e inocente aventura que envolve e emociona neste despretensioso (mas majestoso) retrato do princípio da adolescência.


Country Strong

0 comentários

Em Country Strong (batizado de Onde o Amor Está), a atriz Gwyneth Paltrow interpreta Kelly Carter, uma talentosa cantora e compositora de música country que está tentando retomar o rumo de sua carreira, outrora de muito sucesso, mas que foi arranhada por problemas recentes. Especialmente, por causa de seu alcoolismo e os traumas que surgem por causa disso. Sua carreira é dirigida de maneira firme por seu marido ( Tim McGraw), mais focado nos negócios do que no afeto, deixando essa parte ser cumprida por um parceiro musical (e sexual) de sua mulher, encarnado por Garrett Hedlund. 

Fecha o quarteto uma jovem - e inicialmente desajeitada- cantora, vivida por Leighton Meester, que combina ambição, meiguice e tem um talento latente, o que desperta o ciúme de Kelly. A inicial sensação de "já vi esse filme", vai sendo disseminada pelo elenco cativante e pela excelente trilha sonora, fazendo a história tomar rumos inesperados. Ao final, Country Strong acaba sendo um filme do tipo "Sessão da Tarde". Mas no bom sentido.

terça-feira, 27 de agosto de 2013

Artemágika apresentará "Sacrilégio"

0 comentários
O grupo de teatro Artemágika vai comemorar os seus 25 anos em cima do palco. E o público santiaguense é convidado a assistir à montagem da peça “Sacrilégio”, no próxima sexta, 30 de agosto, às 20h30, no Centro Cultural. O texto e a direção é de Renato Polga e o elenco traz os talentosos Adriana Pizoloto, Dilnei Chagas e Luciele Bonoto.

Voltar à página inicial.

As vantagens de ser Invisível

0 comentários
Li o livro e vi o filme. E não vou comparar um com o outro, porque evidentemente uma adaptação cinematográfica de uma obra literária sempre toma rumos diferentes por questões práticas. O único pecado porém que aponto é que no livro a música é um elemento muito mais presente do que no filme, que acaba por também não dar a devida importância para um certo trauma do personagem principal, o que acaba por não impactar tanto o espectador quanto o livro faz com o leitor. Mas, considerando que o diretor do filme é o próprio autor, Stephen Chbosky, respeita-se, pois, as suas decisões. o trio principal está muito bem em seus papeis. E, por isso mesmo, a personagem de Emma Watson merecia ter ganhado maior importância. Como cinema, As Vantagens de Ser Invisível mostra um universo adolescente crível e bem distante daquelas comédias besteirol que só mostram um bando de descerebrados. Aqui, o nível é outro e dialoga com a universalidade. Gostei, com 4 estrelinhas.

Leia mais resenhas de filmes

Voltar à página inicial do blog

19 cantoras numa só

0 comentários

Perdi as contas de quantas vezes assisti ao vídeo acima. Mostra uma parte do show da cantora e atriz Christina Bianco em que ela interpreta a canção Total Eclipse of the Heart, que ficou famosa na voz de Bonnie Tyler. Mas Christina comenta que é uma pena que uma canção tão bonita não tenha ganhado outras versões e, assim, mostra no palco como seria Total Eclipse of the Heart na voz de estrelas da música como Adele, Cher, Alanis Morissete, Shakira, Britney Spears, Norah Jones, Barbra Streisand, Christina Aguilera, Celine Dion, Edith Piaf e outras. Imitando os trejeitos e o mesmo timbre de voz de 19 divas, Christina Bianco mostra muito talento, versatilidade e bom humor. Impossível não rir, sorrir e procurar a original de Total Eclipse of The Heart no playlist.

Voltar à página inicial do blog.

sexta-feira, 23 de agosto de 2013

Oblivion

0 comentários

Pegando emprestado os acordes da trilha sonora de Tron: O Legado e algumas ideias de vários outros filmes e livros de ficção científica, o diretor Joseph Kosinski constrói o seu novo filme com esmero na produção, bons efeitos especiais e um Tom Cruise sempre disposto a dedicar o seu melhor na construção de mais um "Jack" em sua carreira. Apesar de ser simples, o roteiro fica jogando ruminando pedaços aqui e ali, que podem passar despercebidos justamente por causa da ação, criando uma certa confusão ao espalhar tantas ideias. Mas Oblivion desenvolve-se com bom ritmo bem e segura-se como espetáculo.

Homem de Ferro 3

0 comentários
Na próxima semana chega às locadoras Homem de Ferro 3. E não se engane com o título. Na verdade, o filme é muito mais de Tony Stark do que do Homem de Ferro. O gênio, bilionário e filantropo interpretado por Robert Downey Jr chega em sua terceira parte no cinema, consagrado por ter inaugurado a Era Marvel nos cinemas, que resultou em sete filmes que, somados, arrecadaram mais de 4 bilhões nas bilheterias mundiais. Homem de Ferro 3 tem muito mais história do que o segundo filme. É envolvente, é divertido e surpreende em alguns momentos. 

As cenas de ação são muito boas, os diálogos são precisos e o elenco é excepcional. No entanto, acaba também decepcionando em alguns pontos, especialmente no tocante à expectativa que se tinha com relação ao vilão e ao uso da saga Extremis, uma das mais marcantes nos quadrinhos, mas que em sua versão cinematógrafica perde a força e deixa brechas. O primeiro filme era nota 10. O segundo mereceu um 7 e esse fica no meio caminho: nota 8.

...E Tony Stark voltará em Vingadores 2 e 3.


Leia mais resenhas de filmes.

quarta-feira, 21 de agosto de 2013

Somos tão jovens

0 comentários
No mesmo ano, o cantor e compositor Renato Russo ganhou duas homenagens em forma de cinema. O primeiro a ser lançado e que já está nas locadoras é o Somos Tão Jovens, que conta o início da história artística da vida do cantor, mostrando suas primeiras performances no palco, com a banda Aborto Elétrico e dando início a Legião Urbana. O segundo filme é Faroeste Caboclo, inspirado numa famosa canção escrita por Renato em 1979, que a interpretou em alguns shows solo, mas que só foi lançada oficialmente em 1987 como parte do disco  "Que País é Este?", da Legião Urbana. Ainda não vi esse e estou curioso. Mas posso falar sobre o "Somos Tão Jovens".

Pontos bons do filme: o esforço do ator Thiago Mendonça em emular o Renato Russo em suas falas e trejeitos, a competente direção de arte, que recriou com esmero a Brasília do final dos anos 1970 e início dos anos 1980 e a excelente trilha sonora, claro.

Pontos ruins: roteiro travado, diálogos pouco inspirados que buscam alguma inteligência ao evidenciar trechos de canções da Legião Urbana, atores que interpretam como se estivessem numa peça de teatro (cinema é outra linguagem, não?), direção careta (que evita focar em pontos polêmicos) e enquadra como se estivesse filmando pra TV, construções de personagem pouco verossímeis e um ritmo acelerado que não se explica (o roteiro parece ter pressa para...chegar em lugar algum. Quando chega, termina). 

Sabe aquele episódio daquela programa da Globo, o Por Toda a Minha Vida, que falou do Renato Russo? Foi bem mais emocionante do que este burocrático Somos tão Jovens. A impressão que dá é que o roteiro
foi construído a partir da Wikipedia...

terça-feira, 20 de agosto de 2013

Thedy Corrêa na Feira do Livro de Santiago

0 comentários
O músico e escritor Thedy Corrêa, vocalista da banda Nenhum de Nós, será um dos participantes da 15ª Feira do Livro. Considerada como a grande festa local à literatura, a feira será de 24 a 27 de outubro em frente da Estação do Conhecimento. Além dele, outros famosos que marcarão presença são Jane Tutikian, Léia Cassol, Claudio Levitan, Paulo Bocca e Alcy Cheuich. As livrarias confirmadas são Colisa, Cultura na Estrada, Nobel, Distribuidora de Livros Santa Rita, Livraria Planeta Livros, Santa Rosa, Livraria da Seicho-no-ie; Livraria Santiago, Sebo, Livraria da União Espírita, Livraria Católica, Inove e a Casa do Poeta. Neste ano, o patrono da Feira do Livro é o escritor Froilan Oliveira e o lema do evento é "Ler: Um Passaporte para a Sabedoria".

Voltar à página inicial do blog.

Livro de santiaguense é indicado no Faustão

0 comentários

No último domingo, o livro Millôres Dias Virão foi apresentado com dica de leitura pelo apresentador Faustão, durante o seu programa na Globo. "Esse livro é fantástico. De Breno Serafini, Millôres Dias Virão, uma homenagem ao inesquecível humorista, jornalista Millor Fernandes que deixou uma obra inestimável", disse o apresentador mostrando a capa do livro aos telespectadores. Millôres Dias Virão faz um estudo sobre parte da produção literária de Millôr Fernandes, especialmente no período em que ele foi colunista da revista Istoé, analisando também fatos da vida do artista e relacionando ao período histórico e a coragem que Millôr tinha de enfrentar quaisquer sistemas de amarras do pensamento. O livro foi lançado há poucos meses em Santiago durante o Fórum de Literatura, promovido pela Casa do Poeta e tornará a ser levado ao público na 15ª Feira do Livro, em outubro. Está à venda na livraria Inove, que fica na Bento Gonçalves, 1974. Fone 3251-6987.

Confira o vídeo do livro sendo indicado pelo Faustão

Voltar à página inicial do blog.

quarta-feira, 14 de agosto de 2013

Pelo sim, pelo não...

0 comentários
Com tanta coisa acontecendo no Brasil, a polêmica do momento é quanto a (não) depilação da atriz Nanda Costa no ensaio para a Playboy. Vale a pena opinar a respeito?? Sim! Vale!

Corajosa, a moça ousou enfrentar os ditames das clínicas estéticas e expôs a sua feminilidade in natura. E mostrou que é linda e tem personalidade. Vi as fotos e ficaram lindas. Polêmicas à parte, pelo sim, pelo não, sou a favor do “pelo sim”. Até porque dá uma personalidade pra...

quinta-feira, 8 de agosto de 2013

Espero ser merecedor...

1 comentários
Recebi o título do presidente da Câmara, Sandro Palma.

Tive a oportunidade de viver momentos especiais durante a sessão solene de 129 anos da Câmara de Vereadores, que fez a entrega de títulos de Cidadania e Benemerência. Fui um dos três indicados para receber a láurea de Cidadão Benemérito, pelo fato de estar ligado aos movimentos culturais de nossa cidade e ser um dentre tantos "agitadores". Em verdade, desde os meus 15 anos eu habito o Centro Cultural, sou rato de livrarias e bancas de revista, grilo em fóruns de literatura, morcego de teatros e cinemas e cachorro em procissões, feiras de livro e eventos assemelhados. 

No quesito relacionamento social, sou uma china mesmo e me dou com todo mundo e gosto de todo mundo até de quem não gosta de mim. E se eu chego a não gostar de alguém é por 5 minutos e depois fica tudo bem. 

Agradeço às manifestações recebidas lá na Câmara, na rua, via telefone, e-mails, Facebook, mensagens de fumaça etc. (PS: Froilam, fiquei elevadamente emocionado com a sua postagem. Muito obrigado). Espero ser merecedor de tantos afagos.

Não sou de falar de mim, até porque não sou um só. O pouco que sou é a soma do muito que aprendo com as pessoas que tenho o privilégio de conviver, como o Sidnei Garcia, o Jones Diniz, o João Lemes, a Sandra Siqueira, a Fátima Friedriczewski, a Tainã, a Lígia Rosso, a Augusta Velasco, o Chico Diello, a Enadir Vielmo, o Vanderlei Mchado, o Éldrio, o Davi Damian, o Rodrigo Neres, o Giovani Pasini, o Oracy Dornelles, o Breno Serafini, o PC Cipolatti, o Marcus Manzoni, enfim, muitos e muitos amigos, alguns perto, outros longe dos olhos e perto do coração. E minha honra reside nisso e, principalmente, por ter nascido em Santiago. Ser santiaguense é, senão, a qualidade maior que tenho.


Voltar à página inicial

terça-feira, 6 de agosto de 2013

Para votar pela Cultura e Educação:

0 comentários

Amigos, tenho a certeza de que a Cultura e a Escola Técnica estão pontuando bastante na votação do Sistema Estadual da Participação Popular e Cidadã 2013. A todos que atenderam os nossos pedidos via Facebook e ajudaram a divulgar, muito obrigado.

Mas a campanha segue: nesta quarta-feira, 07, ainda dá para votar pelo site http://participa.rs.gov.br/ e também haverá urnas por toda a Santiago. (confira o modelo)

Entre as demandas que você escolher para sua cidade e região, aposte também na Cultura e Educação, instrumentos transformadores da sociedade.

Voltar à página inicial