sexta-feira, 5 de outubro de 2012

O "jogo" virou?


Pode-se acusar o PT de muita coisa. Mas não de que não saiba atuar numa campanha eleitoral. Veja o exemplo da Helen Cabral, candidata a prefeita do partido em Santa Maria, que divulgou na edição de hoje do Diário de Santa Maria um espaço publicitário onde diz, textualmente "O jogo virou. Helen vence o debate. É a única que cresce nas pesquisas...". 

Muito bem, veja só: perceba que o debate começou às 23h e terminou na madrugada desta sexta-feira. E considere que a edição do Diário de Santa Maria encerra sempre por volta de 21h.

Desta forma, como Apedido de Helen de hoje poderia dizer que ela venceu o debate?? Claro que o anúncio já estava produzido antes da edição encerrar, isso é óbvio. Talvez até estivesse pronto até dias antes do debate acontecer e a informação que ele traz é distorcida e presta um desserviço, já que o que ela apresenta como crescimento (percentual), um dia antes o jornal dava como empate técnico com o candidato Pozzobom.

Mas o grande ridículo da história, a meu ver, é dizer que a Helen venceu o debate. Porque, tirem da cabeça essa história politiqueira: ninguém vence debate algum. Ninguém! Debate não é uma disputa, não é um embate! É um confronto de ideias. Não há regra ou metodologia que indique que os candidatos participantes de um debate estejam jogando para ver quem vence. A vitória só existe nas urnas, óbvio.

Nenhum comentário: