terça-feira, 20 de março de 2012

Toca Raul!


Em barzinhos por todo o Brasil, sempre tem aquele momento em que o músico se dispõe a atender os pedidos do público. E é fato que sempre vai ter alguém dizendo a célebre frase "toca Raul". Pois é, 22 anos depois de sua morte, Raul Seixas segue vivo na lembrança dos fãs de ontem, de amanhã, e de hoje e que não cansam de cantarolar as letras de Gita, Eu Nasci há 10 mil anos atrás, Rock das Aranhas ou Mosca na Sopa, entre mais de 200 sucessos. 

Neste final de semana, está estreando nos cinemas o documentário "Raul Seixas- O Início, o Meio e o Fim", retratando as diversas faces (e fases) da vida da maior lenda do rock brasileiro (o maior e, não, "um dos mais", viu, Vanderlei Machado?) Ame ou odeie Raul Seixas, é impossível negar a sua importância para a evolução da música brasileira, seja por suas canções célebres, seja pelos tantos artistas que influenciou. O documentário, dirigido por Walter Carvalho usa de imagens de arquivo e vai fundo na vida de Raul, enfocando as dificuldades do início da vida artística, a parceria de sucesso com Paulo Coelho, o vício nas drogas, a loucura da Sociedade Alternativa, o misticismo e também os seus vários amores. O início mostra como tudo começou, o fim porque, sim, Raul morreu há 22 anos e o meio, porque a história de sucesso de Raul Seixas não acabou.

Nenhum comentário: