quinta-feira, 28 de julho de 2011

Filme vai contar a história de Dilma


Com o seu filme Lula, o Filho do Brasil, o diretor Fábio Barreto pode não ter agradado a todos os públicos. Mas ensinou o "caminho da roça" para outros cineastas oportunistas que buscam financiamento fácil para filmes ruins. Basta querer fazer uma cinebiografia de algum político, como fará o produtor Antonio de Assis, que já está recrutando elenco para filmar A Primeira Presidenta, que contará a história de vida de Dilma Rousseff. Primeiro, ele tentou contratar a atriz Marieta Severo, que recusou, agora tentará Fernanda Montenegro, que é alguns vários anos mais velha que Dilma. Mas, claro, verossimilhança é de menos, nesses casos, pois o que importa são os patrocinadores.

Depois dos filmes "Lula" e "Dilma", aguarde num cinema perto de você, e financiado por empresas públicas ou que tenham gordos contratos com o Governo os filmes "Sarney- o Poderoso Chefão", "Palocci- O primeiro mentiroso", "Yeda-O Diabo Veste Prada", "Olívio- O mistério do bigode", "Serra versus a terrível bola de papel", "Gabeira-Estranhos Prazeres"...

Nenhum comentário: