sábado, 5 de fevereiro de 2011

Aos Amigos...

Costumo classificar os amigos em dois níveis: os amigos sociais e os amigos de verdade. Os amigos sociais são aqueles que a gente conhece, cumprimenta, pergunta quais são as novas, como estão as coisas e blá, blá, blá.

E, penso, há os amigos de verdade. Esses, sim, são indispensáveis para a nossa vida. São amigos que não importa o mundo, estão sempre com a gente e a gente com eles. Com os amigos de verdade a gente se importa, admira, respeita e torce pelo sucesso.

A amizade social é tênue, em alguns casos, uma farsa sobre a qual se sustentam os pilares da sociedade. Sempre foi assim, sempre vai ser.

Já a amizade verdadeira é perene, calçada na confiança, no respeito e na abnegação. Amizade de verdade não se compra e nem se vende: se conquista. E, uma vez conquistada, se leva para toda a vida.

Enquanto escrevo isso, surge à minha mente a imagem da professora Rosane Vontobel Rodrigues e de seu esposo, o Ery do Amor Divino Rodrigues (mania minha de escrever nome e sobrenome das pessoas). Pois bem, atualmente eles estão morando na cidade de Erechim por conta de suas atividades profissionais. Mas nesta sexta eles estiveram aí na cidade. Quando o Rafael Nemitz me falou que esteve num evento ao lado da profe Rô (sane), meu primeiro impulso era de querer entrar em contato para ver, conversar, dar um abraço nela e no Ery. Mas hoje, quando o Rodrigo Vontobel me ligou e disse que eles já estavam indo embora, fiquei com aquele aperto no peito.

Uma pena não poder vê-los, mas sei de seus compromissos e tudo o mais.Fica para a próxima. Gosto muito de conversar tanto com a Rosane, que é uma alma de imensa sabedoria e amor, que sabe compreender a tudo e a todos. E sempre aprendo muito conversando com o Ery, que é um homem verdadeiramente sábio. Certa vez ele disse-me uma frase, que guardei no coração:

"Na vida tu encontrará pessoas que vão gostar de ti pelas qualidades que tu tens, pelo que tu faz, pelo que tu és.
E da mesma forma encontrará outras pessoas que vão te odiar e tentar te derrubar justamente pelas qualidade que tu tens, pelo que tu faz e pelo que tu és."

Ery, sei que vai ler esse blog (sempre está à procura das notícias de tua Santiago amada) e quero dizer-te: eu poderia passar mil anos convivendo contigo e absorvendo de teus ensinamentos. Jamais deixaria de me surpreender e aprender cada vez mais.

Em momentos de atribulação sempre penso na verdade de tuas palavras, as quais sempre brotam como poesia (apesar de tu não ser um poeta) de tua alma de Homem de Verdade.

Um fraterno abraço

Um comentário:

Anônimo disse...

eu sou a segunda opção, e tu que diga o contrário, kkkkkkkkkkk, abç, aliás todos aqui de casa.