quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

Das vampirizações


Artigo do professor Rodrigo Dalosto Smolareck ¹


A sociedade que se desenha na atualidade é resultado de um processo histórico marcado por relações de poder as quais foram ao longo dos tempos ecoando concepções acerca de como vivemos e de que valores morais são postos como “prato principal” na ceia das relações interpessoais.

Escutei semana passada um sociólogo ainda não muito conhecido revelar que estamos vivendo em uma sociedade com características “vampirizáveis”, ou seja, trouxe à tona que todos nós conhecemos alguém, em algum lugar, que se “alimenta” da desgraça ou das mazelas do outro, há também aqueles que no auge da inveja jogam fel na produção do semelhante. São os vampiros agora numa versão mais sociológica, carregados de intencionalidades pobres no tocante a evolução e ao desenvolvimento de valores legitimamente promotores da pessoa.

O Doutor Varella (2008) pontuou que existem pessoas com peso em bronze, mas com pés de barro, pois antes que comecem a caminhar afundam na própria lama que prepararam durante o escoamento da baba invejosa que pinga dos dentes agudos e afiados que estão prontos para morder a próxima presa.

Há vampiros desta estirpe em todos os lugares, no bairro, na escola, no trabalho, na venda da esquina, e em muitos outros espaços. Nossa missão é encontrarmos objetos cabalísticos que nos protejam dessa gente aparelhada para sugar o potencial alheio.

Estou convicto de que algumas posturas são vitais para o nosso fortalecimento frente os vampiros espalhados por aí: elegância frente à hipocrisia, retidão em momentos delicados, sinceridade em ocasiões um tanto melindrosas, respeito perante a diversidade humana, sabedoria diante da ignorância revelada, e para arrematar uma boa dose de conhecimento para afastar a sensação de impotência diante de tanta trama de protecionismos.

Na interpessoalidade temos que estar alertas... vigilantes...para prosperarmos diante do cenário em que somos e estamos.


¹ Pedagogo, Psicopedagogo Clínico e Institucional, MBA em Pedagogia e Psicopedagogia Empresarial, e-mail: profpedagogia@zipmail.com.br

Nenhum comentário: