sexta-feira, 30 de abril de 2010

Thor: primeira imagem

0 comentários

Essa é notícia é pro meu amigo Davi Damian babar:

Estreia hoje no Brasil o filme Homem de Ferro 2, exatamente uma semana antes que nos EUA. Cinéfilos do mundo todo estão com os olhos voltados para o Brasil para saber das reações a respeito da sequência deste grande sucesso do cinema, estrelado por Robert Downey Jr. Mas justamente hoje foi divulgada a primeira foto de um outro filme baseado em personagens de histórias em quadrinhos: deus do trovão, Thor.

O filme vai estrear no ano que vem, mas o visual do personagem é esse aí. O herói é interpretado por Chris Hemsworth, em filme dirigido por Kenneth Branagh. Rumores dão conta de que o personagem também aparece brevemente em Homem de Ferro 2 e que o primeiro trailer de Thor também aparece no filme do ferroso. Se isso é verdade? Só vai dar para saber depois de assistir ao filme.

quinta-feira, 29 de abril de 2010

Post dedicado à Luíza Brunet...

0 comentários
Estou há vários dias sem atualizar o blog. Simplesmente não consigo, não dá. Acontece que o blog é um diário virtual, um espaço onde exponho meus pensamentos, meus gostos etc e atualmente estou absorvido de tanto trabalho que não me sobra tempo para jogar uma conversa fora por aqui. E sinto falta. É quase como uma abstinência sexual. Eu olho pro blog e fico com o maior tesão de escrever (mais ou menos como se fica com tesão quando você está há muitos dias sem bimbar e, de repente, surge a Luíza Brunet pelada na sua frente. Claro, estou falando isso hipotéticamente, porque duvido que a Luíza Brunet tenha aparecido peladada na sua frente, leitor deste blog, talvez um nerd. E...putz, porque eu fui logo dar o exemplo da Luíza Brunet? Essa mulher é um espetáculo...fiquei com tesão, mas deixa pra lá, onde eu estava mesmo?). Bom, sendo assim. Espero voltar ao ritmo de atualizações assim que der. Ando fervilhando de ideias e não consigo achar tempo de colocar no papel, em função de tantos compromissos de trabalho a atender. Sendo assim, vou empurrando o blog um pouco com a barriga (bem, com o tesão que estou para escrever não é necessariamente com a barriga...).

Música do Dia: Sentimental

0 comentários


By Los Hermanos

quarta-feira, 28 de abril de 2010

Chicão no Twitter

0 comentários

O ex-prefeito de Santiago, José Francisco Gorski, o Chicão, criou perfil no Twitter. Em seus primeiros 140 e poucos caracteres digitados ele destacou: "chegando neste espaço para expor minhas ideias sobre o fortalecimento da região centro do Rio Grande". Chicão é pré-candidato a deputado estadual na região. Aderindo ao Twitter, ele demonstra estar sintonizado com as novas tecnologias e ferramentas da comunicação. Confira em http://twitter.com/ChicaoGorski

terça-feira, 27 de abril de 2010

Valeu, "boi"!

1 comentários


Não sei quanto a vocês, mas eu sempre torço pelo touro quando eu vejo essas notícias de touradas (ou rodeios e assemelhados). No último domingo, um toureiro mexicano, o famoso Jose Tomas, teve a virilha perfurada por uma guampada que levou de um touro na arena, durante uma dessas ridículas touradas. Apesar de ter levado a pior (dessa vez), ele não correu risco de morte. Acho realmente ridículos esses esportes sanguinolentos que se utilizam dos animais. Vá subir num ringue de boxe com o Mike Tyson se quer se achar homem. Detesto touradas, rodeios ou circos que aprisionam e transformam os animais em atração, graças a condicionamentos agressivos contra eles. Em touradas, geralmente são os animais que levam a pior, sendo que em alguns casos, eles são sacrificados em plena arena para satisfazer a sede de sangue dos espectadores. Desta vez, o sangue na arena foi do toureiro. Valeu "boi"!

Éden de volta ao rádio santiaguense

0 comentários

O último sábado, 24 de abril, foi muito especial para o amigo Éden de Paula. Foi a data que marcou o seu retorno ao rádio santiaguense, através da Central FM. O talentoso comunicador voltou a comandar o programa Show Band, criado por ele há mais de 10 anos e apresentado em outras duas emissoras, anteriormente (uma de Santiago, outra de Alegrete). Esse programa já rendeu para o de Paula mais de 50 trofeus como Melhor Locutor FM. E ele está de volta agora na rádio FM mais ouvida da cidade, ao dos amigos Éldrio Machado e Nilson Pereira. No último sábado aconteceu também a estreia do programa Expresso no Ar, cuja audiência foi fenomenal. É a rádio Central FM matando a pau.

Rimou, no final. Olha só que legal...

Games: contemporâneo, subjetividade e utopia

0 comentários

Por Davi Damian (davi.damian@hotmail.com)

A aparição de jogos eletrônicos conhecidos como vídeo games é algo recente, cerca de trinta anos, começando com o console Odyssey. Hoje vemos infindáveis consoles, um deles, o conhecido PlayStation 3 da fabricante Sony.

Vejo que os games (os jogos, não os aparelhos para executá-los), estão em descrédito quando tentamos pensar neles com algum ‘acompanhamento’ teórico, são vistos como uma produção underground, feita apenas para entreter, para um público infantil ou infantilizado.

Mas vão muito além disso, são um outro olhar, os games também são uma maneira de observarmos a relação do ser humano com sua sociedade, suas angústias, amores e a relação consigo mesmo.

Cativar (ou castigar) com imagens e sons, mostrar outros lados, viajar pelo mundo, visitar lugares, e/ou (re)visitar momentos históricos muitas vezes ignorados por uma ordem discursiva vigente, games são também focos de resistência.

Mostram-nos o ser em movimento, e dizer que há muito tempo esta forma de arte foi marginalizada por discursos de saber, mas algumas fissuras foram criadas por pensadores resistentes a formas de controle neste tipo de processo artístico, tais pensadores (como designers desta forma de arte) nos mostraram que como pinturas ou esculturas, os games vão além das imagens e das palavras. Com isso, possibilitaram uma abertura para repensar o Contemporâneo (e outras formas de produção, como a literatura) e seu mundo de criação, pensamentos, diálogos e idéias, como a filosofia.

Quebrar ou provocar uma rachadura no cristal, aquilo que se estabilizou a nossa volta? Perceber o cristal já pode ser alguma coisa.

Cenas ou imagens em movimento, games! Estes que experenciamos desde crianças, que não lembramos ou não queremos lembrar, desde aqueles que despertaram medo até aquele pelo qual nos apaixonamos e que suas histórias se presentificam no cotidiano, assim como o cotidiano faz parte de suas histórias.

Um simples game pode ser um lugar de perda, ganho, certezas e incertezas, intenções, tensões, unidade e diversidade, sentimentos e razões, de contrários, às vezes quando não se é dito, aparece na sua mais brilhante forma (como o ‘extinto’ cinema mudo).

Discurso e suas vicissitudes, traços na areia, mudança de (e) ventos, uma troca de estações. Há o que se perceber? Ou quem? E por quê?

Na sociedade há algumas formas de controle, especialidades junto a outro/Outro, que estão possivelmente naturalizadas, sempre visíveis, mas pouco percebidas, interpretativa e conseqüentemente a dar uma explicação com toques de verdade, esta socialmente aceita para o bem estar geral de determinada ordem. Como juízes, médicos, advogados, professores, psicólogos, padres, muitos outros gerenciadores de sentidos, determinados saberes que podem nos manter presos, na mesma linha na areia, na mesma estação climática, talvez soprando o vento na mesma direção. Será que possuem tamanha força?

Os games poderão ser vistos como um ato de resistência?

Em uma palestra realizada em 1987, Gilles Deleuze nos diz que “o ato de resistência possui duas faces. Ele é humano e é também um ato de arte” e complementa, “somente o ato de resistência resiste à morte, seja sob a forma de uma obra de arte, seja sob a forma de uma luta entre os homens”.

Por vezes a cinegrafia seguiu (e segue), a ordem discursiva para efetuar sua produção e conseqüentemente existência (ser lembrada por anos), uma lição de moral no final de filmes, ou aqueles exemplos ‘moralmente justos’ em que o bandido é sempre morto pelo mocinho. Além do clássico final hollywoodiano, todos ficam felizes para sempre.

Agora filmes são baseados em games, e estes, nem sempre possuem finais felizes. Filmes tornam-se games. Livros conseqüentemente foram ‘adaptados’ para essa outra forma de produção, contos de H. P. Lovercraft viraram games, além de muitos outros.

Tendência ou um outro olhar sobre os momentos históricos que vivenciamos e foram vivenciados? Talvez seja um processo de quem ‘faz cinema/games’ o repensar práticas da(s) sociedade(s), transformações estão ocorrendo, isso além de obras literárias, não só livros, como diz Deleuze em seu livro “Kafka por uma leitura Menor”.

Além disso, dando continuidade as idéias de Gilles Deleuze, ir além de livros reconhecidos como Best Sellers, peguemos algo menos visto e de mesma importância, uma contra corrente, as revistas em quadrinhos, as HQ’s (histórias em quadrinhos) e um outro gênero as Graphic novels[1] notamos que o conceito de histórias ilustradas em uma mídia impressa está (em termos de conteúdo) sendo adaptada para os games. Mas ocorre uma transformação nessa passagem sócio histórica.

  1. Graphic novel é um termo para um formato de revista em quadrinhos que geralmente trazem enredos longos e complexos, frequentemente direcionados ao público adulto. Contudo o termo não é estritamente delimitado, sendo usado muitas vezes para implicar diferenças subjetivas na qualidade artística entre um trabalho e outro. Disponível em http://pt.wikipedia.org/wiki/Hq#Graphic_novel acesso em 17 de dezembrode 2009.

Um exemplo dessa transformação e como nos filmes, as HQ’s são afetadas pelo discurso e linguagem da sua época de produção, peguemos como exemplo a história da tão conhecida revista do personagem Homem Aranha. O protagonista Peter Parker é picado por uma aranha radioativa durante uma demonstração sobre radiação, tempo depois percebe que está mais forte e ágil, logicamente, como uma aranha.

Essa é a história da revista criada na década de 60, podemos entender que nesse período todos tinham receio e um discurso paranóico a respeito da radiação (e mísseis nucleares), pois era o período da Guerra Fria.

Agora notemos a transformação da linguagem histórica presente no filme baseado na revista do personagem Homem Aranha, o filme realizado em 2002 dirigido por Sam Raimi, nota-se que Peter Parker é picado por uma aranha geneticamente modificada, no lugar da aranha radioativa da década de 60.

Retomemos Deleuze, este autor nos diz que os intercessores – plural mesmo, são indispensáveis para promover encontros assim possibilitar ao pensamento uma saída à sua imobilidade natural, sem intercessores não poderá ocorrer criação e pensamentos, ele nos diz:

“A criação são os intercessores. Sem eles não há obra. Podem ser pessoas – para um filósofo, artistas ou cientistas; para um cientista, filósofos ou artistas – mas também coisas, plantas, até animais, como em Castañeda. Fictícios ou reais, animados ou inanimados, é preciso fabricar seus intercessores. É uma série, mesmo que completamente imaginária, estamos perdidos. Eu preciso de meus intercessores para me exprimir, e eles jamais se exprimiriam sem mim: sempre se trabalha em vários, mesmo quando não se vê, e mais ainda quando é visível [...]” (Deleuze, 2006, p.156.)

Filmes, livros, games intercessores uns dos outros. Mas neste momento quis dar um foco especial aos games a partir de uma rápida pesquisa em alguns títulos e textos para a elaboração deste escrito a fim de expor uma idéia, almejar associações entre estas novas produções (os games têm cerca de trinta anos) com os autores e conceitos trabalhados, mas que mostrei superficialmente aqui com uma exposição ligeira de parágrafos.

Foram desenvolvidas – e estão sendo - durante esta jornada outras formas de se sentir os ventos, as mudanças de marés, às vezes sem me preocupar com as direções de ar, outras bagagens ou “especiarias” foram oferecidas neste porto, outras viagens surgirão...

ELENCO

ALIGHIERI. Dante, A Divina Comédia, São Paulo: Abril Cultural, 1981

DELEUZE. GILLES, Foucault, 1ª ed. 5ª reimpressão São Paulo: Editora Brasiliense S.A. 2005.

KASTRUP. Virginia, O Funcionamento da Atenção Flutuante no Trabalho do Cartógrafo, Revista Psicologia e Sociedade. Porto Alegre, v.19, n.1, 2007.

Paisagem sonora

Dream Theater - Scenes from a Memory

Pink Floyd - The Wall

THE DOORS - L.A. Woman

segunda-feira, 26 de abril de 2010

Monster Of Metal II

1 comentários
Está marcado para o dia 15 de maio o Monster Of Metal II. Será no salão nobre do Círculo Militar e os "camisa preta" de Santiago vão comparecer em peso para ver os shows de heavy metal, doom metal, black metal e outros estilos. Confirmadas as bandas Acacia Avenue Iron Maiden Tribute, Furia, Prophjnt, Rosenrot Rammstein Cover, Scarpast eSky In Flames. Ingressos antecipados a R$ 5. Na hora, R$ 7. A organização é dos amigos Ana Rauber e César Braga.

Música do dia: Bad

0 comentários


By U2

sexta-feira, 23 de abril de 2010

Expresso no ar

2 comentários

E vai estrear neste sábado, a partir das 10h, o programa Expresso no Ar, na Rádio Central FM- 87.9. Será apresentado por Sandra Siqueira, João Lemes e por este blogueiro que vos fala. A expectativa com relação a esse programa é grande, não apenas dos ouvintes, mas dos próprios apresentadores. Outro dia, o amigo Éden de Paula, assessor de imprensa da prefeitura, me perguntou qual seria a "cara" do programa. Respondi que só iríamos saber quando ele estivesse no ar.

Será um programa de entrevistas dinâmico, descontraído e diferente de tudo que já tenha sido feito em Santiago. Esperamos que os ouvintes se divertam tanto quanto a gente. Tal programa é um projeto bastante antigo, que a gente sempre comentava a possibilidade de um dia fazer. E que bom que isso vai acontecer justamente numa emissora que já nasce com uma audiência incrível e que é dirigida pelo grande amigo Éldrio Machado. Então, fica a dica: sintonizem amanhã na Central FM, das 10h ao meio dia.

quinta-feira, 22 de abril de 2010

Caio Fernando Abreu

2 comentários

A biblioteca municipal de Santiago está com quase 30 mil livros em seu acervo. Tem de tudo por lá: desde aqueles livros clássicos até obras mais modernas como Harry Potter, Crepúsculo e outras. Um destaque é o espaço Caio Fernando Abreu, onde estão oferecidas diversas obras do autor, como O Ovo Apunhalado, Ovelhas Negras, Morangos Mofados, O Triângulo das Águas, As Frangas e outros.

Acesse o blog da Central FM

0 comentários

A Central FM, a mais nova emissora de rádio de Santiago, está com sua programação bombando. Moderna, a rádio está sintonizada com as novas tecnologias e invadiu também o mundo virtual. O comunicador Éldrio Machado convida os internautas a visitarem o recém criado blog radiocentraldesantiago.blogspot.com (clique no link e vá embora). A rádio também já está no Orkut e, em breve, no Twitter. Acesse, adicione, siga e ouça a Central FM, 87.9.

Pasini na Feira do Livro de Santa Maria

0 comentários

No próximo sábado terá início a Feira do Livro de Santa Maria, que vai de 24 de abril a 09 de maio. No último domingo passei pela praça central da cidade e vi a baita estrutura que estava sendo feita pro evento. Nos últimos três anos sempre dei uma passadinha na feira e vou tentar ir para lá de novo este ano.

Especialmente porque meu irmão Giovani Pasini estará lançando seu livro A Espiral e o Caracol, no próximo dia 05 de maio, uma quarta-feira, Às 17h30. O Pasini é presidente da Casa do Poeta de Santiago, entidade que estará representada na maior Feira do Livro da região. Fica a dica aí para os amigos e amantes da literatura.

Departamento de Cultura lançou projeto "Amigos da Biblioteca"

0 comentários
Rebeca Sasso na hora do conto

Oficina de rimas na biblioteca

Foi lançado nesta semana o projeto "Amigos da Biblioteca" para estimular o trabalho voluntário pela leitura e produção textual. Na terça-feira, os três andares do Centro Cultural estiveram tomados de atividades. No auditório, a apresentação da peça teatral com os personagens do Sítio do Pica Pau Amarelo. Na biblioteca, a oficina de rimas coordenada pela professora Arlete Tusi, com o apoio de alunas do curso normal do Isaías. E no salão do Centro Cultural, hora do conto com a jovem Rebecca Sasso.

Conforme Rodrigo Neres, do Departamento de Cultura da SMEC, as atividades aconteceram de 15 a 20 de abril e envolveram mais de 500 alunos. "Qualquer pessoa pode ser voluntária e ajudar a consolidar a identidade da Terra dos Poetas".

quarta-feira, 21 de abril de 2010

O Deus das formigas

1 comentários
Uma lembrança totalmente insignificante na vida daquele grande homem. Aliás, insignificante que ele sequer lembra. No entanto, numa tarde da infância, aos 09 de idade, ele brincava de ser Deus. Com uma lâmpada cheia d'água, ele queimava as formigas na calçada. A lâmpada recebia os raios do sol que, focalizados através do vidro, se tornavam mortais para os bichinhos. "Eu sou Deus, sintam a minha ira", ele dizia. De vez em quando, o Deus das formigas cansava da lente e interagia: delicadamente recolhia alguma formiguinha e fazia suas experiências. Primeiro, retirava uma por uma das patas e, por fim, as anteninhas. Assim, se punha a observar o sofrimento das formigas. Quando cansava de brincar de Deus, ele ia tomar nescau e comer bolachas.

O tempo passa. Hoje, aquele homem não mais desmembra formigas. Mas brincar de Deus foi um hábito que ele não conseguiu abandonar. Hoje, ele interage com as pessoas. Rouba. Engana. Mata. Trai. Atropela. Queima. Destrói. Corrompe. Desrespeita. Deseduca. Trafica. E ele seguia sendo feliz em sua infelicidade. Até que num belo dia, lá estava ele caminhando pela calçada. O sol forte sob sua cabeça o fazia suar. Suava demasiadamente, a ponto de sentir uma leve dor de cabeça. "Que cheiro de queimado",ele se queixou. Em seguida, estupefato, percebeu que seus cabelos estavam em chamas.

Nem bem deu tempo de se desesperar e, trash, viu o seu braço esquerdo ser arrancado do corpo misteriosamente. O sangue jorrava e ele gritava. Em seguida, teve seu braço direito decepado. O mesmo veio a acontecer com a perna direita, arrancada por alguma força invisível. E seu tronco estava ali, mergulhado numa poça de sangue. Em seu desespero, olhou para cima e enxergou uma formiga gigantesca, que vinha lhe arrancar a perna esquerda. E arrancou tudo. Só faltou as anteninhas.

Isso é a Veja (ou é Inveja?)

3 comentários

Tudo bem que a revista Veja esteja torcendo para que o José Serra se torne o próximo presidente. Mas será que dava para a revista ser mais "discreta"? Compare o destaque dado para o pré-candidato tucano na capa da edição desta semana, com a capa que saiu com a Dilma Roussef há algum tempo.

Na dele, o olhar direto para o leitor, foto colorida, simpática, passando confiança e uma frase de impacto: "eu me preparei a vida inteira para ser presidente", logo após a sugestiva chamada de "Serra e o Brasil pós-Lula". Nunca vi uma publicação levantar uma bandeira mais escancarada que essa em prol dum candidato.

Agora, veja a capa com Dilma Roussef. Ela olha para o lado, desviando o olhar. A capa é preto e branca. Dramática. Suspeita. O contato com o (e)leitor é indireto, distante. E as chamadas: "A candidata e os radicais do PT", "Entre a ideologia e o pragmatismo", "o estado e o capitalismo no mundo pós-crise". Por fim, a frase de Dilma: "A realidade mudou, e nós com ela", o que não dá para absorver como sendo uma frase positiva, afinal, deixando mesmo aquele ar de "mas o que essa mulher pensa da vida?"

Não simpatizo com a Dilma (preferia ver o senador Pahin como o candidato do PT...), mas, como leitor, também não me agrada esse chamego da Veja pró-Serra. Eles criticam que o Lula botou a ex-ministra debaixo do braço para elegê-la, mas eles estão fazendo o mesmo com o tucano. E faz tempo.

Será que a arte das capas é mera coincidência ou, como diria Lair Ribeiro, "nada acontece por acaso"?

terça-feira, 20 de abril de 2010

Trailer de Homem de Ferro 2

1 comentários


O primeiro filme surpreendeu (ninguém esperava que seria tão bom). Homem de Ferro 2 (Iron Man 2) estreia no dia 7 de maio. Com Robert Downey Jr (Tony Stark/Homem de Ferro), Scarlett Johansson (Viúva Negra), Samuel L. Jackson (Nicky Fury), Gwyneth Paltrow (Pepper Potts) e Mickey Rourke (Wiplash).

segunda-feira, 19 de abril de 2010

Julie & Julia

1 comentários


Julie & Julia é um filme delicioso, eu resumiria. Ao contrário de tantas produções, o filme (já nas locadoras) não tem nenhuma pretensão de passar uma mensagem ou de mudar o mundo. Trata-se apenas de uma história comum e, por conta da simplicidade com que é contada, se torna especial. É baseado num livro da Julie Powell, que trabalha como secretária numa empresa e que, em 2002, decidiu encarar uma missão: preparar todas as mais de 500 receitas ensinadas por Julia Child em seu livro, lançado em 1961 e que já teve mais de 50 reedições. E não apenas isso: ela também abre um blog para registrar todas as suas experiências culinárias.

A partir daí, passamos a acompanhar duas personagens distintas: a Julie contemporânea e a Julia, de quando morava na França (na década de 50) e passou treinar receitas para ter algo a fazer. Meryl Streep, como sempre, está muito bem no papel e esbanja simpatia com sua personagem, um tanto desajeitada e de voz esganiçada (Meryl é especialista em criar sotaques diferentes para cada personagem).

Amy Adans, como a jovem Julie consegue criar empatia com uma personagem que, nas mãos de outra pessoa, poderia ser interpretada como uma "fracassada que não tinha nada a fazer de interessante em sua vida e foi tentar viver o sonho de outra pessoa". No entanto, a sua Julie é doce e nos faz acreditar em sua missão, encarada com muita seriedade (mesmo que em algo nada útil para o resto da sociedade). Ela encontra na cozinha a paz e a liberdade que seu emprego não lhe dá e, desta maneira, solta sua veia criativa.

De qualquer forma, é um filme gostoso de assistir por vários motivos - e isso inclui também uma série de cenas onde os alimentos são preparados e degustados- mas principalmente pelo talento das duas atrizes principais. Ao final, Julie & Julia nos deixa com a sensação de ter provado um prato que foi preparado com todo o requinte. E é muito gostoso de experimentar.

Evolução

0 comentários
Evolução é uma das minhas palavras preferidas. Em quaisquer aplicações, acredito que é uma palavra-chave. Evolução social, humana, espiritual, empresarial, salarial, científica, educacional, moral, sentimental, cultural e por aí vai. Creio que essa palavra sintetiza aquilo que muitos buscam. Evolução é procurar ser melhor hoje do que o que se era ontem. Caso isso não esteja ocorrendo, é porque alguma coisa está fora da ordem. É um processo íntimo de cada ser, mas que também se interliga aos demais. Evolução é não perder tempo reclamando do que aconteceu ontem, mas fazer do hoje o melhor possível, projetando o amanhã, afinal de contas ele é um reflexo do está sendo feito no agora.

Voltando a atualizar o blog...

0 comentários
... depois de vários dias longe. No domingo estive em Santa Maria, onde fiz a prova do concurso para oficial de justiça a exemplo de centenas de outras pessoas de minha cidade. Porém, não fiz a prova pensando em ser aprovado, simplesmente porque não tinha estudado nada, a não ser passado os olhos nas primeiras três páginas do Código de Processo Civil. De qualquer forma, fui e fiz a tal da prova só para ter conhecimento do concurso. E, quer saber? Se eu tivesse estudado no mínimo uns dias antes poderia ter ido melhor. Achei a prova muito fácil, bastante interpretativa e lógica. Fico na torcida para que alguns amigos tenham conseguido passar.

sábado, 17 de abril de 2010

sexta-feira, 16 de abril de 2010

Com uma panela dessas, qualquer um vira cozinheiro...

1 comentários

Não é só panela velha que faz comida boa. Prova disso é o lançamento de uma panela elétrica de fazer arroz criada pela DL Eletrônicos, que faz com que qualquer um vire cozinheiro.

A DL 20 é compacta, portátil, moderna e e fácil de usar. É só colocar os ingredientes e ligar, não sendo necessário colocar óleo ou gordura para preparar um arroz soltinho, leve e saudável. Ou, se preferir, um delicioso risoto. A DL-20 cozinha de 2 a 4 copos de arroz, e serve uma família de até 8 pessoas. Faz faz todos os tipos de arroz, sem o risco de passar do ponto, pois desliga automaticamente.

Preocupado com a conta de luz? A DL 20 consome só R$ 0,07 centavos por cozimento. A panela ainda mantém o arroz quente e fresquinho por até 10 horas. Ela também ode ser usada para ir diretamente à mesa e manter aquecidos vários tipos de alimentos como: strogonoff, sopas, cremes, nhoque, salsichas, molho para hot dog, fondue, entre outros.

Para famílias maiores, a DL Eletrônicos oferece a DL-50, com capacidade de 5 litros e cozinha de 02 a 10 copos de arroz. Este modelo possui uma bandeja para cozimento de legumes a vapor.

Quanto custa cada uma? A DL-20 R$ 109,90 e a DL-50 R$ 159,00. Tá interessado? Procure nas redes de lojas

"Liberdade de expressão? Isso não existe..."

1 comentários
"Três outros chegaram com pistolas na mão,
Um gritou: Mão na cabeça malandro, se não quiser levar chumbo quente nos cornos
Eu disse: Claro, pois não, mas o que é que eu fiz?
Se é documento eu tenho aqui...
Outro disse: Não interessa, pouco importa, fique aí
Eu quero é saber o que você estava pensando
Eu avalio o preço me baseando no nível mental
Que você anda por aí usando
E aí eu lhe digo o preço que sua cabeça agora está custando"

Trecho de Metrô Linha 743, de Raul Seixas

Pensar é algo perigoso. Ter uma opinião é pior ainda. Expressar essa opinião, então, pode ser fatal, ainda que haja liberdade constitucional para isso. Há alguns anos, eu ousei pensar e ter uma opinião sobre o trabalho dum delegado dono da verdade, da lei, da razão e da ordem e eis que ele só não mandou me prender porque não tinha como. Mas está me processando, a nobre autoridade. Entrou com um processo contra mim porque ousei criticá-lo aqui, neste mesmo blog, de uns poucos leitores.

Um delegado de mais de vinte anos de carreira alegando que "o prejudiquei" por ter manifestado a minha opinião sobre o trabalho dele (que tênue deve ser a reputação de alguém assim para ser prejudicado por um bloguezinho. A não ser que o prejuízo tenha sido político e não profissional). Claro, um sujeito que está acostumado a receber aplausos, tapinhas nas costas e bajulações deve odiar a mínima crítica que apareça.

É por isso que digo que pensar é perigoso e ter uma opinião é pior ainda. Agora, o interessante é que voltamos ao tempo da ditatura, onde um sujeito se considera acima da opinião pública, mesmo que esteja exercendo uma função pública paga pelo dinheiro do povo. Ao invés de se colocar a serviço do povo e compreender que é um serviçal do povo, ele se considera acima disso. São os outros que lhe devem mesuras, que devem lhe prestar favor e continência e não o contrário.

Mas foi engraçado ver que há poucos dias, que esse mesmo sujeito andava se queixando de "perseguição" por ter sido transferido para uma delegacia menor, muito além de sua grandiosidade. Quanto a isso, eu não sei dizer. Cada um colhe aquilo que semeia (portanto, também não me queixo dele estar me processando. É um direito dele pensar...). De qualquer forma, autopiedade é perda de tempo...

Mas uma coisa: acredito que não importa o tempo que se tenha e, sim, como você usa o tempo que tem. Um exemplo positivo disso: a delegada Carla Dolores Almeida assumiu a Delegacia de Polícia de Santiago e, em dois dias apenas, prendeu vários ladrões e traficantes.

Enquanto algum outro...putz, deixa para lá. É melhor ocupar o tempo fazendo letra de música para disputar festival...

Liberdade de expressão aqui? Ha, não existe
Eu fiz "Hoje eu tô feliz" e fiquei triste
Pois já não posso mais nem sair em paz
Os filhos da puta confundem artistas com marginais
Mas eu não sou um marginal, isso é um grande erro
Sou apenas um artista como todo brasileiro
E o meu erro dizer o que não devia
Acreditei que existia o quê: (Democracia...)

Trecho de Abalando- de Gabriel, o pensador

Chegou a sexta-feira e...

1 comentários
...tenho uma penca de coisas para fazer. A primeira foi tomar café, para acordar. As próximas horas serão de muito trabalho e contatos a fazer. Enquanto tomava café e lia a Veja desta semana, repetia as músicas "Quiero", "Te Necesito" e "Antologia", da Shakira. Logo mais quero atualizar o blog e comentar também sobre o filme que assisti ontem e achei uma delícia: Julie e Julia. Bem, hasta la vista, baby. Hoje circula o jornal Expresso Ilustrado. Já está no ar a rádio Central FM, frequência 87.9. Tá frio lá fora e a dor do parto é grande, mas tenho que partir...

quinta-feira, 15 de abril de 2010

Banda Caais divulga seu disco

0 comentários

A banda santiaguense Caais esteve em Santa Maria na gravação do programa Studio Rock, da TV Unifra. É mais um passo que a Caais dá na divulgação de seu primeiro CD, o Trilha Sonora. Atualmente, os músicos estão nos preparativos do segundo disco, que será Coração Maldito. A Caais é formada por Montanha, Marcello, Lucas e Alexandre. Patrocinam os artistas a Info Jet Serviços e o STICMS.

Música do dia: Antologia

1 comentários


By Shakira

Thor e Capitão América em Homem de Ferro 2?

2 comentários

Homem de Ferro 2 estreia no final desse mês nos cinemas. É o filme mais aguardado do ano por nerds, fãs de quadrinho, cinema e porraloucas do mundo inteiro. E por quê? E por quê?? Porque, putaquemepariu, o primeiro filme foi ótimo!!! E eu tive a satisfação de vê-lo no cinema ali em Santa Maria (que é o maior bairro de minha cidade de Santiago).

O filme conta a história do milionário, bon vivant, cínico e mulherengo Tony Stark, que depois de sofrer um acidente, é sequestrado por um grupo de terroristas e cria um traje para escapar de sua prisão. Cientista brilhante, ele aperfeiçoa sua armadura e se torna uma espécie de herói e astro, algo que mexe e muito com a vaidade do personagem

O filme fez muito dinheiro nos cinemas e ganhou uma continuação que deve elevar à nona potência as emoções na franquia estrelada por Robert Downey Jr (ex-astro, ex-drogado e atual dono do mundo no cinema). E outra, rapaiz, tem a Scarlett Johannson no papel da Viúva Negra! Só por ela, já vale o ingresso, mesmo que ficasse o tempo todo catando tatu do nariz...

No primeiro filme, os rumores de que uma cena escondida nos créditos traria Samuel L. Jackson como Nicky Fury enlouqueceu os fãs na época.

Agora, a estratégia se repete numa dose ainda maior: boatos "vazados" dão conta que haveria uma cena pós-crédito onde apareceriam nada mais, nada menos do que Thor ou Capitão América ou os dois (que vão ter seus próprios filmes no ano que vem...) indicando que vem por aí o filme dos Vingadores.


Tá. A maioria dos leitores deste blog pode nem dar bola para essa notícia. Mas que ela fará muitos marmanjos chorarem de emoção, isso é verdade. Sniff...

Uma imagem vale mais do que...

0 comentários

... mil palavras, certo?. E foi por isso que escolhi essa foto aqui para ilustrar a despedida do amigo Éldrio Machado do cargo de assessor de imprensa da prefeitura de Santiago. Foram 12 anos à frente dessa importante função, a qual ele desempenhou com louvores, honrando o seu trabalho e sendo um articulador discreto, inteligente, eficiente e um ser humano de grande valor e que muito contribuiu com nossa cidade.

Muito mais poderia ser dito sobre o Éldrio, mas creio que o abraço paternal do prefeito Júlio Ruivo, direcionando um olhar orgulhoso para seu amigo falam mais do que qualquer outra coisa que eu pudesse escrever...

Cafezinho poético

0 comentários
Neste sábado a Casa do Poeta de Santiago promove o seu tradicional Cafezinho Poético, só que dessa vez será num local diferente: a reunião vai acontecer às 17h no Clube União Santiaguense durante encontro com os integrantes do Rotaract Clube Terra dos Poetas. A partir de agora, a Casa do Poeta fará encontros itinerantes em clubes, escolas, entidades e até ao ar livre. O Cafezinho Poético é uma ação quinzenal da Casa do Poeta de Santiago e é aberto para quem quiser participar e debater sobre literatura, leitura, filosofia, bater papo, dar risadas e fazer amigos. O recado é do presidente da entidade, meu amigo Carlos Giovani Delevati Pasini.

Cacau na Playboy

2 comentários

...E para que perder tempo vendo o Big Brother, se o melhor do programa aparece depois que acaba? É quando as big sisters começam a pipocar nas capas das revistas, mostrando a beleza das mulheres brasileiras (que patriotismo o meu, hein?).

Pois bem, até é possível ignorar o Big Brother, mas é impossível ficar impassivo diante de uma foto como a que ilustra essa postagem. É a belíssima Cacau, fotografada pela maravilhosa Autumn Sonnichsen, para a revista Playboy.

Como abril foi o mês da Páscoa, o ensaio brincou com o apelido da musa, com fotos em que ela se lambuza todo de chocolate, ao lado de coelhinhos. Antes de Cacau, a ex-bbb Tessália também posou para a publicação e várias outras estão em negociações com a Playboy e outras revistas.


PS: bateu uma vontade de comer chocolate...(quer ver mais fotos, clique aqui)

Quer um gatinho??

0 comentários

Quem gosta de gatos levante a mão! Eu os adoro. Os felinos tem aquela beleza mística, aquele ar misterioso e aquele porte elegante que nenhum outro animal tem. Fora que, caso você não saiba, os gatos são os melhores guardiões espirituais que se pode ter em casa. São verdadeiros anjos protetores que impedem a presença de energias negativas.

Se você também gosta de gatos e quer adotar um, eis uma dica: minha amiga Fátima Friedriczewski está com uma ninhada de lindos bichanos. Ligue para ela (fone 3251-5446) e combine um horário para escolher o seu gatinho. Ou melhor: ser escolhido por ele.

quarta-feira, 14 de abril de 2010

O poder da telepatia

1 comentários

Eu acredito em telepatia. Aliás, nem é que eu acredite: é uma coisa que eu tenho certeza que acontece. As pessoas se comunicam telepaticamente, ainda que nem percebam isso, afinal, aprendemos a acreditar só naquilo que os olhos são capazes de ver ou as mãos de tocar, ainda que também acreditemos em deuses e santos que não podemos ver e nem tocar, o que acaba sendo um paradoxo interessante. Mais um, entre tantos que a sociedade possui.

Mas, enfim, sem desviar do assunto, a telepatia é algo real e usado por nós tanto quanto a fala. Mas você sabe quando pronuncia tais palavras, mas não se percebe quando enuncia um determinado pensamento que acaba por atrair algo ou alguém.

Sabe quando você sai na rua e, ao invés de dobrar nesta esquina, dobra naquela e encontra uma pessoa que gostaria de encontrar? É telepatia. As pessoas se atraem dessa forma, se encontram. Sabe quando está pensando em alguém e aquela pessoa te liga ou bate na sua porta? É telepatia. Aquela pessoa recebeu o seu chamado. Sabe quando uma pessoa está numa situação de perigo em algum lugar e, de repente, surge alguém que a ajuda? É telepatia. A pessoa mais próxima se conectou a essa e "ouviu" mentalmente o pedido de socorro, ainda que nem se aperceba disso. É a chamada transmissão de pensamentos.

Muitas vezes, a tantas destas situações damos o nome de "coincidência". No entanto, não acredito que o ser humano seja fruto do "acaso" ou da coincidência. Portanto, é por isso que creio em telepatia. Um pequeno exemplo: na tarde desta terça-feira eu tava mal, com uma espécie de enjoo ou dor-de-cabeça. Tava ruim de trabalhar, difícil de se concentrar. Mas não comentei com ninguém. Eis que, antes de encerrar o expediente, minha colega Suélen chega do meu lado e me deixa um pedaço de chocolate.

- Olha, pra ti. Sei que tu adora chocolate.

Pronto. Bastou comer aquele pedaço de chocolate para que eu melhorasse. Pode ter sido pelas propriedades do próprio doce, pode ter sido pelo carinho de minha colega. Mas o fato é que, de alguma forma, ela percebeu que eu não estava bem. E acabou que aquele pedaço de chocolate fez com que eu me recuperasse. Mas o que fez com que a Suélen viesse ao meu "socorro"? Telepatia, pura e simples.

Quanto vale o seu blog?

2 comentários

O meu está cotado em U$ 3,387.24 (três mil, trezentos e oitenta e sete dólares e vinte quatro centavos), conforme o site Business Opportunities, que faz um avaliação geralzona do conteúdo da página, comentários e também o volume de acessos e dá o resultado. Como sou curioso, submeti para avaliação o blog do Políbio Braga, um dos mais acessados do Rio Grande do Sul, só para comparar. Deu U$ 564.54 (Quinhentos e sessenta e quatro dólares e cinquenta e quatro centavos). Eba! Ganhei do Políbio.

No entanto, na avaliação do Page Rank, que vai de 1 a 10, o do jornalista portoalegrense está em vantagem: o blog dele está no rank 4 e o meu no 3. Não é a toa que o dele é tapado de anúncios do Governo do Estado e de empresas de celulose.

Quer saber quanto vale o seu blog? Clique aqui e faça a consulta.
Quer saber como está o seu Page Rank, clique aqui

Programação da Central FM

1 comentários

A expectativa é grande por parte dos ouvintes, mas a partir deste sábado, 17, é bem provável que entre no ar a rádio Central FM, em caráter experimental por um curto período. Já na próxima semana, entra no ar a programação definitiva da emissora, que é comandada por Éldrio Machado. Confira como será a programação diária da nova rádio de Santiago:


06 às 08 horas – Acordes – Nativismo
08 às 09 horas– Bom dia dia– Giros de notícias das últimas 24 horas, previsão do tempo para Santiago e região.
09 às 12 horas – Rádio Cidade (Repórter Cidadão) – Noticioso com repórteres na cidade e nas principais fontes de informação. Entrevistas e música.
12 às 13:30 horas– Nativismo – Música Nativa
13:30 às 14 horas– Esporte – Noticioso local
14 às 16 horas– Radar 87 – Música e informação
16 às 17:30 horas – Acesso 87 – idem.
17:30 às 19 horas – Radioativo – Fim de tarde. Música, informação leve e Humor. Apresentado por 3 comunicadores e com a participação de convidados.
19 às 20 horas– Voz do Brasil
20 às 22 horas– Rádio Noite – Música e participação do ouvinte por MSN, SMS e fone.
22 às 24 horas– Ligue e se ligue
24 às 02 Horas– Central na noite
02 às 06 horas– Insônia- música


Fazem parte da equipe cinco locutores: Éldrio Machado, Nilson Pereira, Franciele Estivalet, João Garcia e Gilson Mendes e três operadores: Renã Beck, Willian Ramos e Pablo Luz. Fora os demais colaboradores, como Sandra Siqueira, João Lemes, Sadi Machado, Cassal Brum, eu e outros.

terça-feira, 13 de abril de 2010

Talentos daqui brilharam em Itaqui

0 comentários

Artistas santiaguenses foram destaques no 11º Festival Itaquiense de Teatro Amador, que aconteceu de 09 a 11 de abril, no Teatro Prezewodowski, em Itaqui. O grupo de teatro Artemágika, dirigido pelo professor Renato Polga conquistou o trofeu de Melhor Ator Infantil para Dilnei Chagas, além das indicações nas categorias de melhor maquiagem, figurino, ator coadjuvante, direção e espetáculo para a peça O Galo Tião e a Dinda Raposa. Outro grupo local que também brilhou foi o Dom de Semblantes, dirigido por Ângela Genro. A peça Irritação teve indicações nas categorias de Melhor Atriz e Melhor Ator. Ambos os estáculos foram apresentados no ano passado no palco do Santiago Encena, onde conquistaram elogios e prêmios.

Sempre ao seu lado

1 comentários

Tem muitos filmes que me fazem chorar. Entre tantos, o que mais me causou emoções foi Marley e Eu (clique aqui e leia meu comentário). Caso você tenha chegado de Marte e não conheça, trata-se da adaptação de um famoso livro que conta a história de um labrador destruidor do lar e seus donos. Uma história de amor que está acima de quaisquer defeitos. Incrível, maravilhoso, perfeito.

Pois bem. Quando vi o trailer de Sempre ao Seu Lado já senti um princípio de formação de lágrimas. Sabia que iria me emocionar com esse filme que, mais uma vez, conta uma história sobre um cão e seu dono. Uma clássica história de amizade que, a exemplo de Marley e Eu, também se baseava em fatos reais. Ou seja: um motivo a mais para gostar da história. Logo, sabendo que a Marcela era fã de filmes com bichos (e também uma leitora "canina" de Marley e Eu), recomendei o Sempre ao Seu Lado, antes mesmo de assistí-lo. E eis que ela assistiu antes de mim e lhe perguntei: "e aí, chorou muito?".

Que nada, a Marcela tratou de dizer que tinha gostado, mas que não se emocionou. Achou legal, mas não que fosse a oitava maravilha. E assisti, então, ao filme. E não sei se por influência da Marcela, concordei com ela. Gostei muito e recomendo, mas não chorei como achei que iria.

Sempre ao Seu Lado conta a história de um professor, interpretado por Richard Gere, que encontra um cão ao descer de um trem. A princípio, ele tenta encontrar o dono do animal, que é de uma raça japonesa. Como não consegue, o leva para casa e começa a despertar amor pelo bichinho e vice-versa. Logo, o cão se mostra fiel a ponto de acompanhá-lo todos os dias até a estação de trem. Depois, em casa, ele aguarda o apito do trem para retornar até a rodoviária e recepcionar seu dono. Vários personagens testemunham essa relação de fidelidade/amizade e se impressionam com isso. Até que, um dia, algo acontece e o professor não retorna mais pelas portas da estação. Mesmo assim, o cão permanece à sua espera: dia e noite, com chuva, sol ou até neve. E lá ele fica por nove anos.

A história é emocionante? É! A trilha sonora, o roteiro, as interpretações, as tomadas de câmera, tudo faz com que a gente se apaixone pelo cão e se identifique com sua fidelidade e se emocione. Richard Gere está muito bem, Joan Allen está maravilhosa e o cão Hachiko é um encanto. Mesmo assim, é preciso reconhecer que tudo é orquestrado para que seja assim, perfeito.

Mas onde foi que a Marcela "estragou" o filme para mim? Bom, ela é uma criadora de cães e gatos e procura analisar de forma minuciosa o comportamento deles. Ela considerou o seguinte: "para o cão não há nada demais em ficar esperando pelo dono. Ele não está pensando que ama ou que está sendo fiel. Ele simplesmente está seguindo uma rotina a qual já estava acostumado. Cães adoram rotina e detestam que algo lhes desvie daquilo que estão acostumados. É mais ou menos como uma programação. Se tu ensinar algo pro cão, ele vai repetir sempre. Que ele gosta da companhia do dono, é verdade. Mas acima de tudo, cães amam a rotina".

O que ela me disse fez muita lógica para mim. Marley e Eu conta a história de um cachorro terrível que é amado por seu dono acima de qualquer coisa. Sempre ao Seu Lado conta a história de um cão que ama o seu dono e fica nove anos à sua espera. O que fez com que eu me apaixonasse pelo primeiro e apenas gostasse bastante do segundo também faz parte de uma rotina a qual já estou acostumado: é mais fácil se emocionar com as emoções humanas.


Assista o trailer

Música do Dia: Admirável Chip Novo

1 comentários


By Pitty

segunda-feira, 12 de abril de 2010

Prefeito apresentará novo assessor de imprensa

0 comentários

Nesta quarta-feira, o prefeito Júlio Ruivo deverá anunciar oficialmente o nome de Éden de Paula como assessor de imprensa da administração municipal de Santiago. Será a partir das 16h no gabinete do prefeito, contando com a presença dos secretários municipais e da imprensa santiaguense, a qual está convidada para o evento. Éden substitui o comunicador Éldrio Machado, que deixa a prefeitura após 12 anos de serviço. O novo assessor assume a função de prestar informações para a imprensa acerca do que ocorre na prefeitura, além de ser um gestor de relacionamentos com o público, ligado ao gabinete do prefeito.

A experiência adquirida em passagens por emissoras de rádio da região, fazem com que Éden de Paula tenha aptidão de sobra para encarar essa missão.

Encontrei com o Cassal Brum...

0 comentários

... e ele me comentou, feliz da vida, que estava acertando para apresentar um programa na rádio Central FM, que vai entrar no ar na próxima semanas. Será um programa informativo da Brigada Militar, aos moldes do que ele apresentava na Rádio Iguaçu FM, na época em que o seu Gibelino Munissi era o diretor. O programa do Cassal será todas as segundas, às 20h, na 87.9.

Música do Dia: Lanterna dos Afogados

0 comentários

domingo, 11 de abril de 2010

Tendo a lua

2 comentários

Conto publicado no jornal Expresso Ilustrado em 2005

Desde pequeno, ele alimentava um sonho impossível: queria ser astronauta, pisar no mesmo solo que Neil Armstrong. Pular sem sentir o peso da gravidade, olhar para a Terra e, emocionado, repetir a mesma frase de Yuri Gagarin: "A Terra é azul", sentindo a máxima liberdade de se desgarrar pelo infinito. Projetava sua felicidade além dos limites do céu. Cresceu e não pensava mais na Lua, mas nos olhos de uma garota que conheceu e por quem se apaixonou. Logo, projetou a felicidade num casamento com aquela doce criatura, com quem sonhava em ter três filhos. Casou e trabalhava no emprego que um dia quis (já vislumbrava outro). Agora, enxergava a sua felicidade dirigindo um carro novo ou viajando para o Egito. Planejava sua vida sempre no amanhã, jamais no agora. Se considerava um visionário e, invariavelmente, conquistava o que almejava, desconhecendo que o preço de receber aquilo que se quer é receber o que um dia se quis.
******
Os três filhos vieram, o carro novo também. E, num belo dia, lá estava ele diante da Pirâmide de Keops, no Egito. Se pôs a olhar para a sua poderosa silhueta (que o tempo teme) e começou a contar estrelas, percebendo que o alinhamento das três Pirâmides, Keops, Quefren e Miquerinos, em relação ao Rio Nilo era igual ao das Três Marias, em relação a Via Láctea. "Assim na Terra como no céu", suspirou. Então, olhou para a Lua (ou a Lua olhou para ele?) e se deu conta que não havia realizado o seu sonho. Assim, sua vida passou até que a última palavra no Livro de sua Vida foi escrita. Ele abriu os olhos e estava na Lua. Olhou para o lado e lá estava a Terra. Azul, como disse Gagarin. Lembrou de sua esposa, dos filhos e chorou, mas as lágrimas não molhavam seu rosto, pois na ausência da gravidade flutuavam. "Por que choras, filho?", perguntou uma poderosa Voz. "Choro porque não encontrei a felicidade", desabafou. "É porque sempre estiveste olhando para o lado errado", sentenciou a Voz.

sexta-feira, 9 de abril de 2010

Central FM: à espera da nova emissora

1 comentários

Falta pouco, muito pouco para a rádio Central FM entrar ao ar em Santiago. A nova emissora está sendo aguardada com grande expectativa justamenteporque deverá apresentar uma programa de altíssimo nível, dada a qualidade de seus profissionais. Entre eles, o próprio diretor da emissora, comunicador Éldrio Machado, e também o coordenador de programação, Nílson Pereira. Duas feras do rádio que já foram colegas na Verdes Pampas e que cruzam seus caminhos para essa nova empreitada. Só por compartilhar da amizade desses dois, já estaria numa expectativa à espera de sintonizar a nova emissora.

Porém, há vários outros motivos a mais: teremos na Central FM um programa chamado Expresso no Ar, que será apresentado pela Sandra Siqueira, João Lemes e eu. Será um programa de entrevistas e notícias bastante diversificado e diferente de tudo que já tenha sido feito nesse segmento em nossa região.

Além disso, a Casa do Poeta de Santiago também está em tratativas para também ter um espaço de divulgação da cultura santiaguense e regional e, por fim, o Éldrio também me convidou para fazer breves comentários sobre filmes (cinema, DVD e TV) num espaço a definir.

Por fim, acredito que tão logo inicie a operar, a Central FM vai assumir a liderança na audiência das emissoras FM da cidade, tamanha é a expectativa dos ouvintes. E, sendo assim, será um ótimo negócio de investir nesta emissora. Confira os telefones da rádio Central FM: 3251-5563 e 3251-5577.

Admirador secreto...

3 comentários

"Eu amo vc". Assim, bem simples, foi o torpedo misterioso que fez o telefone dela bipar, sem número identificado. Ela sorriu. Ou era brincadeira ou, de fato, tinha um admirador secreto. Quem seria? Nada como um pequeno mistério para tornar mais saboroso o Dia das Mulheres. E que mulher não gosta de desvendar um mistério? "Eu sempre amei vc". Outro torpedo. Nossa. Alguém que sempre a amou. Agora, sim, intrigou-se. Alguém, que ela não sabia quem era, a amava. E ela? Amava alguém? Sua vida era dedicada ao trabalho, aos estudos e aos pais. "Eu sempre amarei vc. Não importa o mundo", outra mensagem. Pronto, agora ela não iria descansar até achar uma pista de seu Don Juan anônimo e dar outro sentido à sua vida. E, quem sabe, ter alguém para amar.

Podia ser o colega de trabalho, o vizinho, alguém com quem cruzou o olhar na rua. Ou o antigo namorado..., hmm, será que seu beijo ainda tinha aquele sabor de "quero-mais"? Não, óbvio demais. Ela até que tentou esquecer do assunto. Claro que o fato de começar a usar roupas mais sexy, falar mais suave e caminhar elegantemente foram detalhes. E, sim, cuidar todo e qualquer movimento ou olhares dos seres masculinos ao seu redor . "Vc é linda", outra mensagem. "Nossa, ele notou". Danou-se. Agora, era ela quem estava apaixonada. Quem mandou mexer com o coração de uma mulher que estava quieta? Em breve, ele iria se revelar, marcar um encontro, mandar-lhe flores ou...outra mensagem. O celular bipou. "Oi, desculpe transtorno. Ignore mensagens anteriores. Número errado". Agora, mais do que nunca ela queria saber quem era o mensageiro. Só para matá-lo.

Conto publicado no jornal Expresso Ilustrado em 2006

quinta-feira, 8 de abril de 2010

Ernesto Alves foi palco da Paixão de Cristo...

0 comentários
Atores santiaguenses encenaram o drama do mítico Jesus Cristo.

Atores em cena de A Paixão de Cristo, dirigida por Renato Polga


No dia 02 de abril aconteceu no distrito de Ernesto Alves, em Santiago, a 3ª edição da Via-Sacra, com encenação da Paixão e Morte de Cristo. A direção do espetáculo foi do teatrólogo Renato Polga, que coordenou atores que fazem parte de diversos grupos locais.

Estiveram conduzindo a cerimônia o Padre Hermeto com a ajuda do Padre Fernando. A abertura foi com um breve concerto de violino. "O espetáculo está cada ano mais profissional, já que os atores vivem o que estão representando. Isso só faz engrandecer nosso evento e torná-lo maior, como em muitos lugares do Brasil. Isso comprova que as pessoas tem necessidade de praticar o turismo religioso", observou a gestora de Cultura, Mônica Vargas.

O evento foi coordenado pelas secretarias de Educação e Cultura e Indústria, Comércio e Turismo, com apoio das de Obras e Desenvolvimento Social.

Fotos: Mônica Vargas

Legião, o filme

1 comentários
Quem acompanha o blog, sabe que eu gosto de fazer críticas sobre os filmes que assisto. É uma forma de compensar o fato de eu ser um crítico frustrado e de não ter sido chamado para fazer a cobertura do Oscar na TNT e, sim, o Rubens Edwald Filho (só porque ele assistiu uns 10 mil filmes a mais que eu. Injustiça). Mas tudo bem. Ainda vou trabalhar na revista Set, na Monet, na Sci Fi News, na Movie, na Preview ou no Diário de Santa Maria. Se nada der certo, crio um fanzine (Mas, pensando bem, para não gastar dinheiro com xerox é melhor seguir escrevendo no blog mesmo....).

Bom, entrando no assunto: Semana passada eu assisti o filme Legião, o novo estrelado por Dennis Quaid e também pelo Paul Bettany. Dito isso, vou fazer minha crítica sobre o filme.

A história poderia ser resumida assim:

Um anjo chega num bar perdido no meio do deserto e diz "óh, tigrada. Negó'seguinte. Deus tá cansado das merdas que vocês andam fazendo aí com o planeta e resolveu foder com tudo. E ele tá mandando uma cambada de anjos prá matar vocês. Mas eu resolvi me rebelar e vamos pegar junto que a gente precisa defender a vagaba dessa garçonete aí que tá grávida e mesmo assim joga carta, fuma, bebe e anda sempre bem pintada, essa bagaça. O problema é que o filho que ela tem no bucho é a salvação para humanidade. Só não me perguntem o porquê, porque no meu script não diz. E 'cês que sabem: é pegar ou largar. Então, às armas!".

Incrivelmente e sem questionar o absurdo da situação, todo mundo acredita no anjo. A partir daí, seguem diálogos cada vez ridículos (devem ter sido escritos pelos mesmos roteiristas dos filmes da Xuxa e do Fábio Barreto...). As interpretações são as piores possíveis, todo mundo fazendo cara de sério como se estivesse participando de um filme do Hitchcock (mas que não chega aos pés das trasheiras do Roger Corman). Tudo é previsível, tudo é uma canastrice. Olha só o nome do bar: Paradise Falls (Paraiso caído). Que coisa "original".

E dê-lhe brigas e (d)efeitos especiais num filme que pretendia ser sério, mas que virou um trash involuntário com direito a monólogos existencialistas por parte do anjo interpretado por Paul Bettany, que fazem o filme do Chico Xavier ser merecedor de um Oscar (é claro que isso é uma piada, Pedro . Tu não riu porque não entendeu). É um filme de anjo, mas é um inferno de ruim. Fuja de Legião que nem o capeta fugiria duma cruz. Ou não.


Veja o trailer (mas não se deixe enganar. O filme é tudo o que eu falei e coisas piores ainda. Não deixem o dono da locadora enganar vocês)



Gostei do que disse o Jones Diniz...

0 comentários
...hoje no programa Santiago Atualidade, sobre a questão da segurança pública. Ele argumentou que entende, mas não aceita esses parâmetros que o Estado apresenta de que cada cidade tem que ter tantos policiais por número de habitantes. Tem razão o Jones: é uma furada essa história. É mais uma forma da gente engolir estatísticas que não refletem a realidade. Santiago é mal guarnecida de policiamento ostensivo (Brigada Militar). Temos aí 50 mil pessoas e um brigadiano para cada 350 pessoas. Mas e de quê adianta se temos 5 marginais para cada 350? Tudo bem que ainda não somos uma cidade violenta. Mas a gente chega lá: força, gurizada medonha!

Meu livro...

0 comentários
Em breve, muito em breve, brevíssimamente (se não mudar de ideia) vou lançar meu primeiro livro de contos. Dentro de um ano pretendo lançar outros quatro livros, de temáticas diferentes. Por incrível que pareça - e não é primeiro de abril, porque já passou- quatro editoras entraram contaram comigo. Só que são editoras lá de São Paulo, Rio e sei lá donde o diabo perdeu as botas. Os caras te oferecem mil coisas, mas quando tu vai assinar o contrato vê que nas linhas menores está também vendendo a tua alma pro diabo. Em sendo assim, deixa quieto. Vou lançar os livros por aqui mesmo e do jeito que der. Se é para se ferrar, é melhor se ferrar na cidade da gente...

O meu erro...

0 comentários
Ah! Eu escrevi excessão em vez de exceção num post anterior. Valeu pelos amigos que me alertaram do erro. A sorte é que não sou cri-cri e nunca fui de apontar erros de digitação de ninguém. Talvez por isso, tenha sido "perdoado" e ninguém tenha me jogado pedras. Mas minha média de erros ainda está melhor que a do Paulo Coelho (que, por acaso, é meu primo). E, bem, ele é um imortal da Academia Brasileira de Letras. Eu só entraria lá para servir chá pros caras...

Música do Dia: Eu quero sempre mais

0 comentários


By Ira and Pitty

Valeu, Édson Vargas

0 comentários

Recebi um presente especial: o DVD No Aconchego do Galpão autografado pelo amigo Édson Vargas, que vai lançá-lo neste sábado, dia 10, durante jantar-baile no CTG Os Tropeiros. O Édson me contou que está a mil preparando este evento. Vai ter jantar e baile para a gauchada que garantir o seu convite, no valor de R$ 12 pila por pessoa, à venda nas lojas Lacqua di Fiori e Komplementus. Desejo todo o sucesso ao Édson, que além de ser um baita cantor, é muito gente boa. Ele é conhecido em todo o Rio Grande do Sul por seu trabalho de muitos anos como vocalista dos Mateadores e, agora, se lança em sua carreira-solo.
*******
Fiquei feliz com o DVD que ganhei do Édson, que me brindou com sua arte. Quando um artista te oferta um disco, um livro ou qualquer obra, fruto de seu talento e dedicação, é sem dúvida uma honra. Afinal, ele está ofertando aquilo que de melhor possui, fazendo questão de dividir, compartilhar. Portanto, obrigado Édson. Teu DVD possui uma qualidade incrível e um valor inestimável.

quarta-feira, 7 de abril de 2010

A poesia vive de exceções...

2 comentários

Já ouviu falar que toda regra tem a sua exceção? Então tá, vamos partir desta sentença e estabelecer o seguinte: o poeta é a regra, mas a poesia é a exceção. Dito isso, esclareço: há muitas pessoas que escrevem poesias e que buscam desenvolver-se no meio literário. E isso é louvável, admirável e requer estudo e incentivo. Porém, é ingênuo considerar que quaisquer versificações podem ser consideradas como arte.

No meu entender, em sua absoluta maioria não temos tantos poetas, mas sim aspirantes a poetas. Isso porque entendo que o poeta verdadeiro seja o supra-sumo da literatura. Alguém que tenha ascendido a um nível extratosférico, convivendo no apogeu da genialidade, lugar reservado a tão somente alguns poucos, como Vinícius de Morais, Carlos Drummond de Andrade, Cruz e Souza, Casimiro de Abreu, Mário Quintana e outros de igual quilate.

Considerar todo aquele que escreve como sendo um poeta é vulgarizar tal arte, sendo esse um erro cometido pelos leitores e também pelos aspirantes a poesia. Lembro que há pouco, tempo durante o lançamento de um livro do Poeta (com P maiúsculo) Oracy Dornelles, um jovem estava na fila de autógrafos da obra. Quando chegou sua vez, Oracy perguntou-lhe:
- Tu és um poeta?
Sem pestanejar, o rapaz respondeu.
- Sim. Eu sou.

Quando chegou minha vez de solicitar-lhe um autógrafo, Oracy me fez a mesma pergunta, porém com um sorriso levemente irônico.
- Tu também te considera um poeta?
- Não escrevo poesia. Escrevo algumas porqueiras de contos e crônicas. E perto do senhor, eu não sou é nada...

Oracy autografou-me o livro, dedicando "ao irmão de letras". Lógico, uma bondade da parte dele. Em seguida, recomendou-me.
- Assim te considero. Mas tome cuidado para não escrever bobagens...

Essa foi apenas uma de tantas histórias e tantos encontros que tive com o Oracy. Cada um deles sempre rendeu alguma pecualiaridade. Houve também vezes em que ele foi bem sincero-tal qual um coice de cavalo- ao fazer suas considerações críticas com relação a alguma coisa que eu tenha escrito. Até brinco que nenhum escritor de minha cidade possa se considerar como tal, se não tiver passado pelo batismo de fogo, ao ser criticado pelo Oracy.

Não escrevo poesia, não sou poeta. E mesmo que eu escrevesse poesia, não poderia me considerar um poeta. Ao fazer isso, estancaria o constante aprendizado literário para ousar sentar-me ao lado dos verdadeiros poetas, lugar onde jamais pretendo estar, porque não tenho o dom da poesia.

É por isso que digo: que a maior parte das poesias produzidas em Santiago, no Rio Grande ou em qualquer canto do Brasil tem o seu valor, devido o esforço do aspirante. Porém, pouquissimas podem ser consideradas poesia verdadeira. Dizer que todo aspirante a poeta é um poeta é como considerar que toda ostra produza uma pérola. E não é assim. E justamente por não ser assim, é que as pérolas são valiosas. E é por isso que digo que o poeta é o supra-sumo da literatura. E é por isso que digo que a poesia vive de exceções.

Por fim, como estou falando de poesia, encerro com uma do Oracy:

O que admiro em ti
não são teus olhos lucilantes,
tua paz iniciática,
tua intuição arrojada;

O que admiro em ti
não é a tua voz languor,
teu coraçãozinho,
tua alma pura,
teus dentes em "n"...

...também não é o teu amor!

o que admiro em ti
é a dignidade
com que me desprezas!...