sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Do meu arquivo fotográfico: herança indígena

Essa imagem eu registrei em 2004, numa passagem ali pelas ruínas de São Miguel das Missões, reconhecido ponto turístico que é patrimônio da humanidade. O que achei curioso na cena é que os índios estavam por ali vendendo abacates ou as tradicionais cestarias, (transformados numa triste atração...). Ao fundo, a famosa igreja jesuítica, construída por volta de 1735, dentro do processo de catequização dos índios. Foi quando a Igreja Católica lançou seu poderio sobre os nativos, destruindo sua cultura com uma promessa de civilização, aceitação e religiosidade. Foram convencidos a deixar de acreditar no Deus-Sol, Deus-Lua ou sei lá o quê, para acreditar nesse Deus materialista que cobra dízimo e nos ajuda a ganhar na MegaSena ou que faz o nosso time vencer e o do adversário perder. Um Deus bom.

Pena que a herança dos indígenas tenha se tornado essa. De serem intrusos num solo que não é mais seu, de conviverem em meio a um povo que não lhes pertence. E que se não importa que a cultura deles só persista porque os índios ainda tem cestarias ou abacates para vender...

Nenhum comentário: