quinta-feira, 19 de agosto de 2010

Os amigos de Beethoven

Integrantes atuais do CMAB

De 25 a 27 de agosto, o Centro Cultural vai abrir para uma programação especial que marca os 30 anos do clube de música Amigos de Beethoven, entidade que reúne admiradores da música clássica e que mantém viva a arte dos grandes mestres. Já no dia 28, acontece um concerto aberto com os músicos Dinorá Campello, Bruno Immich e Diogo Bonato, às 20h30min na Igreja dos Mórmons. O surgimento dos amigos de Beethoven remete a uma viagem no tempo, rumo ao 20 de agosto de 1980, quando se cruzaram os caminhos de dois militares, um poeta, um médico e um funcionário público, reunidos pelo hábito de ouvir música clássica. |Hugo Jorge de Brito Chaves, Oracy Dornelles, Arlindo Disconzi, Samuel Jornada e Maurício Furtado de Mendonça foram os precursos do grupo, que resistiu ao teste do tempo e ganhou outros adeptos sempre com o mesmo propósito, fazendo do CMAB um pequeno oásis da música clássica em meio ao pampa gaudério.

Em 30 anos, os amigos de Beethoven completaram 687 concertos ordinários (entre os sócios), 34 concertos abertos ao público, 21 concertos especiais (apresentando instrumentistas ou grupos musicais eruditos), realização e apresentação de programas musicais clássicos em várias rádios e a participação em todos os eventos culturais de nossa cidade. Atualmente, o grupo possui 17 sócios ativos, sob a presidência da professora Dinorá Campello. Se hoje Santiago desperta para a construção de uma identidade cultural, é preciso sempre aplaudir as instituições e pessoas que ajudaram a consolidar esse caminho. É por isso que o Clube Amigos de Beethoven merece o carinho de Santiago por seus primeiros 30 anos.

3 comentários:

Weimar Donini disse...

Caro Márcio.
Veja só que ideia errônea eu tinha. Pensava que os amantes do Beethoven (de 3 a 5), se encontrassem eventualmente em uma saleta na casa do Oracy para ouvir uns LPs (bolações), cheio de ruídos do aparelho. Apraz-me saber que a estrutura está muito mais "profissional", que alguns são músicos (amadores e profissionais) e que eventualmente promovam audições públicas. Faltou apenas identificar os sócios na foto (não reconheci nenhum rosto. De nome, a profª Campelo e o dr. Disconzi. Nem sei se estão na foto). Será que promoverão alguma apresentação em meados de setembro?
Um abraço

Michele disse...

Márcio, como cemabiana fico honrada por vc ter publicado o texto em seu blog. Agradeço de coração em nome do CMAB pela tua colaboração pela cultura musical santiaguense. Fraterno abraço!

Zambonato disse...

Desculpe Márcio mas converse com o Disconzi o Brito Chaves e o Oracy e confirme a participação de meu pai na origem do Amigos de Beethoven, porque o Jovino Zambonato já tinha este mesmo grupo antes, Alegrete e aí em Santiago participou da sua fundação.Talvez tenhas que corrigir no seu blog para o bem da verdade.
Abçs
Roberto Zambonato