quinta-feira, 15 de julho de 2010

Poema de Oracy Dornelles: A mulher que lavou Beethoven

O amigo Oracy Dornelles enviou as divertidas fotos acima, da jovem escritora Ana Paula Sangói, devidamente acompanhada de uma poesia (que publicada em seu livro Poesias novíssimas & Antycquas). Confira o recado e, sem seguida, o poema:

Márcio amigo, se quiseres podes publicar a foto da Ana Paula aqui em casa, lavando Beethoven, em teu Blog... com o poema anexo... Abraços. Ela vai gostar. Oracy


A mulher que lavou Beethoven

A cabeleira branca encoberta de poeira
Com a gola corroída pelo tempo
Jaz o mestre deitado sobre a pia

Aos jatos de água fria
A cuidadosa Ana
Escova o rosto de Beethoven morto
Branco
A jazer perpetuamente
Numa morte sem fim

Todo o cuidado é pouco
Para não quebrar o Beethoven morto
Nesse instante de gesso.

Oracy Dornelles

Um comentário:

Weimar Donini disse...

Olá Márcio.

Isto indica que em breve teremos uma grande audição musical regada à poesias e quiçá "comes e bebes" na casa do poeta?