quinta-feira, 1 de julho de 2010

Eclipse bate recordes antes mesmo de estrear...

Leticia Okada,18 anos, Marcella Pizarro,13, e Raquel Palhanos,14: fãs de Crepúsculo. Foto de Patrícia Araújo/UOL

A qualidade cinematográfica da saga Crepúsculo é inversavelmente proporcional ao seu estrondoso sucesso comercial. O filme Eclipse, terceiro episódio da saga, conseguiu faturar U$ 30 milhões na pré-estreia (?) em sessões que foram apresentadas à meia-noite (??) desta quarta-feira. Ou seja, a julgar por esse ritmo, em primeiro final de semana em cartaz, o filme vai bater recordes de bilheteria. E, olhe, é bem possível que de sexta a domingo, só nos EUA, a história do vampirinho Edward e do lobisominho Jacob fature mais de U$ 180 milhões e, somando a bilheteria do resto do mundo, não tenho dúvida de que Eclipse vai estourar em mais de U$ 300 milhões. E isso em apenas três dias!!!

No Brasil, há muitas fãs (crepusculletes, eu chamo) que não se importam de ficar horas e horas na fila. Não se importam de passar fome, sede, cansaço, estresse, nada disso. O que importa é ver se Bella vai deixar Edward para ficar com Jacob, ou dizer para Jacob que, não adianta, o que ela quer mesmo é ficar com Edward. Ou se...não adianta. Teorizar sobre a confusão amorosa da personagem de Kristin Stewart é algo muito difícil. Assim como é difícil entender as razões de um fenômeno como esse que, como já disse, é inversamente proporcional às suas qualidades...

Nenhum comentário: