segunda-feira, 15 de março de 2010

Meu findi...


O que eu fiz no final de semana? Vamos começar do começo, então. No sábado, dormi a tarde inteira para descontar o déficit de sono da semana. Queria me preparar para a noite que eu sabia que seria longa. É que, seguindo os planos da Karlinha, estávamos arquitetando uma festa-surpresa para o Giovani Pasini, que tava de aniversário. O ambiente para nossa comemoração foi o bar Flashback. Fomos todos para lá e ficamos à espera do aniversariante, que foi surpreendido por encontrar vários de seus amigos por lá. Houve rodada de frios, refri e cerveja. Em seguida, abrimos os trabalhos no karaokê e seguimos nesse rítmo até umas 3h30 da manhã.

Mas a noite também teve muito bate-papo. Pude conversar um pouco com vários amigos: o Éverton Gerhard, a Lígia Rosso, o Giovani, a Karla, o Éldrio e o Vanderlei Machado. Também dei muita risada e cantei ao lado da Janice, do César, da Lígia e da Júlia. Depois de tudo, a volta para casa. Coloquei o colchão no chão, liguei o computador e deixei rodando o álbum The Division Bell, do Pink Floyd, a noite inteira, enquanto dormia. E em meio aos meus sonhos, meu subconsciente captava trechos da música. Veja só: agora meus sonhos tem trilha sonora....
********

Domingo
Meu domingo iniciou quando abri os olhos, após acordar de sobressalto com o barulho do despertador do meu telefone. Só que essa porrinha de telefone celular tava configurado, sei lá como, para despertar um batalhão militar. Me irritei com o telefone e mirei ele longe de mim, com intenção de jogá-lo num sofá, em meu quarto. Errei o alvo e o telefone foi direto para a parede, soltando a bateria para um lado, o teclado para outro etc...

Levantei rápido e me arrumei logo para um compromisso muitissimo importante: ir na casa de meu amigo Sidi. É que um dia antes eu havia comunicado-o que iria almoçar em sua casa. Mas, para quem não conhece o Sidi, ele só se alimenta com as marmitex do restaurante do Corcine. Não nesse domingo. Decidi que eu iria lá cozinhar para ele. E fomos no supermercado comprar alguns ingredientes para o nosso almoço. O Sidi não quis que eu pagasse nada, nem mesmo o refri que insisti em comprar.

Ele queria pagar tudo, afinal, eu é que seria o cozinheiro. Tá bem, então. E, então, fomos para a casa dele. Lá, me familiarizei com as panelas e comecei, então, a preparar o molho para uma lasanha. Enquanto isso, também dava jeito de cozinhar batatas para uma salada de maionese. O arroz ficaria por último. E, enquanto eu preparava cada ítem do cardápio, o Sidi olhava atentamente. Ele achava estranho de me ver cozinhando, apesar de ter "sentido firmeza" quando eu disse que faria.

Pois bem, uma hora depois tudo estava pronto e os pratos estavam à mesa. Ficamos nós ali, comendo arroz, lasanha e salada de maionese enquanto ouvíamos uma seleção de músicas da Elis Regina, por quem o Sidi se declara apaixonadíssimo. Confesso que não há como não se envolver com a interpretação dessa maravilhosa cantora gaúcha.

E assim o nosso papo foi discorrendo, sobre a interpretação da Elis, sobre as letras do Chico Buarque que ela gravou, sua vida, sua carreira, sua morte etc. E, claro, também falamos de nosso cotidiano, nosso trabalho, nossos amigos, expectativas de vida e tals.

Depois do almoço, fomos assistir um filme. "A Estrada", que eu já tinha visto, mas fiz questão de ver junto com meu amigo porque sabia que ele iria gostar. E gostou. Mais tarde, fui pra casa com intenção de tomar um banho e sair, mas acabei dormindo um pouco e, assim, passei o resto da tarde. Até chegar a hora de ir para o jogo de futebol de todos os domingos, lá no Ginásio da Belizário. E me fui. E todos nós fomos.

O jogo foi ótimo e, modéstia à parte, até acho que joguei bem. Consegui até estourar meu joelho, igualzinho aos grandes atletas. Pelo menos isso, tenho em comum com eles. Meu joelho ficou igual ao meu talento no futebol: fodido.

Por fim, meu domingo termina como iniciou. Estou deitado na cama e programando o meu telefone para despertar. A última coisa que farei será fechar os olhos e dormir.

Talvez sonhar.

Nenhum comentário: