terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

Atenção, prefeito Júlio Ruivo!


A foto que ilustra essa postagem não existe. Trata-se de uma montagem, onde recortei uma foto do protótipo de Maria-Fumaça que está localizada no Distrito Industrial de nossa cidade (monumento que muitos nem sabem que existe) e inseri numa imagem junto da praça em frente ao prédio da Viação Férrea.

Mas e o que é que tem a ver uma coisa com a outra? Tudo. Acontece que a Prefeitura de Santiago está reformando o antigo prédio da RFFSA (a saber, a estação de trem, que esteve abandonada durante anos) e pretende estruturar no local a Casa do Conhecimento, que agregará diversos espaços culturais, como exposições de fotos, museu, salas de vídeo, artefatos diversos etc.

Portanto, eis que teria tudo a ver tirar o protótipo da locomotiva que está perdida lá no Distrito Industrial e colocá-la aí, onde despertaria maior interesse dos visitantes, tornando-se um atrativo a mais nesse complexo cultural que a Prefeitura pretende conceber.

Vejamos: pode ter quem diga "ah, mas pra quê tirar a Maria-Fumaça lá do Distrito Industrial". E eu respondo "porque sim". Aí no largo da Estação Férrea ela faria mais sentido.

Até mesmo porque, onde está atualmente localizada serve como um mero adereço para quem cruza pela movimentada BR 287.

Então, paro de falar por aqui. Alô, prefeito Júlio Ruivo, olhe pra fotografia acima: a imagem diz tudo o que tentei dizer até aqui, com o propósito de fazer essa sugestão.

5 comentários:

Nivia Andres disse...

Sem dúvida, uma ideia fantástica! Nem sabia que existia essa locomotiva no distrito Industrial. Tem tudo a ver!

A propósito, como estão as obras da futura Casa do Conhecimento? Ouvi um comentário de que estariam embragadas pelo IPHAN, por causa de modificações indevidas na fachada do prédio. Procede ou é fofoca? Não faço essa indagação de má-fé pois julgo que a Casa do Conhecimento vai ser muito importante para a cultura de Santiago e gostaria que estivesse funcionando logo. A Estação Ferroviária e adjacências fazem parte da minha vida, pois morei nas imediações, na Rua Barão do Ladário e, na infância, apreciava demais o passeio diário na gare.

Júnior disse...

Mas que bela ideia Márcio, parabéns.

Giovani Pasini disse...

Apoiado!

Parabéns pela idéia!

Weimar Donini disse...

Vamos lá Prefeito. A ideia é 10. As máquinas têm de ficar junto à estação.
O povo antigo vai adorar. Mãos-à-obra.
Aproveite que seu partido faz parte do governo federal e levanta uma verbinha em Brasília, pô!

Anônimo disse...

Márcio, meus pêsames pela idéia de colocar aquele artefato defronte à Estação Ferroviária. Quem disse que ele é uma "Maria Fumaça", ou locomotiva??? Qualquer criancinha do pré nota que aquelas rodas são lisas, sem aquele encaixe para sua fixação nos trilhos!!! Só que o Maquinista fosse Mandrake, o Mágico, para conservar o equilíbrio.

Oracy Dornelles