terça-feira, 12 de janeiro de 2010

O som dos carros, pela charge do Diário de Santa Maria...


A charge publicada no jornal Diário de Santa Maria, no último sábado, foi fantástica (como sempre). Esse chargista aí, o Elias, é de uma sutileza, de uma inteligência afiadíssima na hora de elaborar seus trabalhos. Dispensaria fazer qualquer comentário, mas atrevo-me:

Já notaram que quanto mais alto é o som que se propaga nos carros ruas afora, pior é o gosto musical de seus tripulantes?

É óbvio que sou contra essa turma que sai por aí propagando alto som pelas ruas (como bem ilustrou Elias, são verdadeiros carros de corrida). Mas não há muito o que fazer. A Brigada não pode ficar só atrás dessas nulidades. O que deveria existir era algum tipo de fiscalização direta na fonte. Ou seja: nas lojas que vendem e instalam a aparelhagem de som. Deveria ser proibida a comercialização de sons a partir de determinado volume. A coisa tinha que ser bem limitada mesmo.

Afinal de contas, carro não tem que virar boate. Até mesmo porque isso impede de ouvir o som de outro carro buzinando ou mesmo de uma pessoa sendo atropelada, como já aconteceu.


PS: como a foto da charge ficou pequena, eis a pérola que está "tocando" no carro acima: "Você não vale nada, mas eu gosto de você..."

Nenhum comentário: