quarta-feira, 28 de outubro de 2009

Música do Dia: Everything

1 comentários


Alanis Morissette


Posso ser uma idiota em grau maior
Posso resistir mesmo quando já está fora de moda
Posso ser a queridinha mais recatada e você nunca conhecerá ninguém
Que seja tão pessimista como eu sou algumas vezes

Sou a mulher mais inteligente que você já conheceu
Sou a alma mais bondosa com que já teve contato
Tenho o coração mais valente que você já viu e você jamais conhecerá alguém
Que seja tão otimista quanto eu algumas vezes

Você enxerga tudo, enxerga cada detalhe
Você enxerga toda minha luz e ama meu lado obscuro
Você vasculha todas as coisas as quais me envergonho
Não há nada em comum com você
Mas você ainda está aqui

Eu culpo todo mundo mas não assumo a minha parte
Minha passividade agressiva pode ser devastadora
Estou assustada e desconfiada e você nunca conhecerá alguém
Que seja tão fechada quanto eu sou algumas vezes

Aquilo que eu resisto persiste e fala mais alto que eu
Eu resisto seu amor não importa o quão pra baixo ou pra cima eu esteja

Sou a mulher mais engraçada que você conheceu
Sou a mulher mais boba que você conheceu
Sou a mulher mais linda que você conheceu
e você nunca conheceu ninguém
Que seja tão TUDO como eu sou algumas vezes

Evangeline Lily...

0 comentários

... E que tal se o seu avião caísse e você fosse parar numa ilha deserta com a Kate, de Lost?

terça-feira, 27 de outubro de 2009

Minta para mim!

1 comentários

Nos últimos anos, o cinema parece padecer da falta de criatividade. Tanto é verdade que hoje em dia, qualquer sucesso potencial vira uma franquia de 3, 4, 5 capitulos. Exemplos não faltam: Matrix, Transfomers, Harry Potter, Crepúsculo etc. Hoje em dia, o cinema americano (que é, senão, o que mais repercute mundialmente) vive mais de continuações, remakes ou adaptações de livros, HQs ou games. Há, claro, as tais comédias românticas, onde você sabe que a mocinha sofredora, vai terminar com o galã ou as comédias adolescentes, onde o nerd bobão acaba ganhando do jogador de futebol americano e fatura a gostosona.

Neste cenário, são poucas as produções realmente inteligentes que surgem. Geralmente, elas saem das mãos de diretores independentes ou já consagrados como Martin Scorcese, Peter Jackson, Michael Mann ou Clint Eastwood, por exemplo.

Mas se o cinema americano padece de criatividade, o mesmo não pode se dizer de sua programação televisa. Ao contrário do Brasil e suas novelas requentadas, as emissoras de TV nos EUA possuem uma grade de programação privilegida. Mas que nós, que não dispomos de TV por assinatura, ficamos relegados de assistir. A não ser, claro, que você tenha a sorte da locadora da esquina comprar para a locação os boxes de temporadas
das séries, ou você mesmo tenha a possibilidade de comprá-la. Ou ainda apelar para a prática do download, o que se tornou mais comum.

Genialidade em série
Nos últimos tempos, muitas das séries televisivas são tão bem produzidas e apresentam temática original, que muito se assemelham a um filme. Ou ainda: os geralmente 40 minutos de duração de algum capítulo consegue ser mais emocionante do que as duas horas de muitos filmes por aí. Quando Arquivo X estreou no início da década de 90 mostrou que há espaço para histórias adultas e capazes de gerar legiões de fãs. De lá para cá, muita coisa boa foi produzida: (24 Horas, Gilmore Girls, Grey's Anatomy, Cold Case, CSI, Alias, Lost, Heroes, House, True Blood, Dexter, Numb3rs, Smallville e muitas outras, entre boas e ruins. Mas todas com um conceito diferente.)

E eis que chegamos a Lie to Me. A série, encabeçada pelo excelente Tim Roth, apresenta uma equipe formada por especialistas em detectar mentiras. A série faz uso de uma ciência que estuda as mínimas expressões e gestões, os quais são avaliados por esses cientistas do comportamento.

- Todo mundo mente, no mínimo, três vezes a cada 10 minutos. Bem, nem todo mundo: só as pessoas normais.

Diz o dr. Cal Lightman, um cientista que dedicou-se ao estudo do comportamento humano. Segundo ele, por mais que uma pessoa esteja contando uma mentira, o corpo dá claros sinais de que aquilo que se está dizendo não é verdade. Numa barraquinha de lanche, ele lança uma pergunta ao vendedor.
- Você lavou suas mãos hoje?
- Claro- responde o homem, levando as mãos até a nuca.

Segundo o dr. Ligthman, um sinal dado por seu corpo de que ele estava mentindo. E é assim em várias outras situações: a testa franzida de um, a boca torcida de outra, um gestos das mãos...

O grupo liderado por ele conta com outras especialistas, uma psicóloga um pesquisador e uma ex-policial alfandegária que tem o dom natural de perceber mentirosos. Eles prestam serviços para a polícia, FBI, empresas particulares ou quaisquer pessoas dispostas a descobrir a verdade a qualquer custo. O interessante da série é que também se utiliza de imagens de pessoas reais, mostrando-as em momentos de constrangimento e desfraldando suas mentiras (vemos aí Bill Clinton, Hugh Grant, Saddan Hussein, Marilyn Monroe e Mike Thyson entre tantos outros).

Lie to Me (traduzindo: Minta para mim) não dá lições de moral sobre o que é certo ou errado. E, na verdade, em alguns casos até sustenta que a mentira pode ser até a solução para resolver um conflito de modo pacífico. Afinal, o ser humano não está preparado para encarar plenamente a verdade.

Veja um trailer da série:


segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Belezas da natureza

0 comentários






Meu amigo, o grande fotógrafo Ovídio Fiorenza esteve me visitando na redação do jornal Expresso Ilustrado para um breve bate-papo. Ele mora na cidade de Santiago-RS, onde nasceu, mas seu talento desconhece fronteiras. É, sem dúvida, um dos melhores fotógrafos de natureza de todo o Brasil. Para quem não conhece o trabalho deste grande artista da fotografia, vou publicar periodicamente algumas de suas fotografias neste blog, com a devida autorização de meu amigo. Suas imagens são belíssimas e são 100% naturais, dispensando o uso de Photoshop ou outras ferramentas.

Para quem gostar de seu trabalho quiser contatá-lo, eis o telefone do seu Ovídio: 0xx-55-3251-1786. Não me pergunte de e-mail, porque ele é da moda velha, portanto, e é meio avesso a lidar com computadores.

Música do Dia: Tu

0 comentários


Shakira

Mis días sin ti son tan oscuros
Tan largos, tan grises
Mis días sin ti
Mis días sin ti son tan absurdos
Tan agrios, tan duros
Mis días sin ti
Mis días sin ti no tienen noches
Si alguna aparece es inútil dormir
Mis días sin ti son un derroche
Las horas no tienen principio ni fin

Tan faltos de aire
Tan llenos de nada
Chatarra inservible
Basura en el suelo
Moscas en la casa

Mis días sin ti son cómo un cielo
Sin lunas plateadas ni rastros de sol
Mis días sin ti son sólo un eco
Que siempre repite la misma canción

Tan faltos de aire
Tan llenos de nada
Chatarra inservible
Basura en el suelo
Moscas en la casa

Pateando las piedras
Aún sigo esperando que vuelvas conmigo
Aún sigo buscando en las caras de ancianos
Pedazos de niño
Cazando motivos que me hagan creer
Que aún me encuentro con vida
Mordiendo mis uñas
Ahogándome en llanto
Extrañándote tanto

Mis días sin ti
Cómo duelen los días sin ti

Eliza Dushku...

0 comentários
...Vestida para matar!

sexta-feira, 23 de outubro de 2009

A Mulher Invisível: melhor filme nacional que vi esse ano...

2 comentários

Imagine chegar em casa e encontrar uma mulher linda (tipo a Luana Piovani) fazendo faxina só de calcinha? E que tal encontrá-la assistindo a uma partida de futebol de clubes da terceira divisão, muito empolgada? Essa mulher, além de muito linda, gosta das mesmas coisas que você e é tão compreensiva a ponto de não se importar de saber de sua transa com duas mulheres e de chegar em casa de madrugada e bêbado. Existe uma mulher assim??

Existe! Pelo menos para o personagem vivido pelo ator Selton Mello no divertidíssimo filme A Mulher Invisível, que chega esta semana nas locadoras (reserve o seu).

Tudo começa logo depois dele ser dispensado por sua esposa que não aguentava mais viver um casamento perfeito e ter um homem romântico à sua disposição. Ela não queria mais essa coisa dele chegar em casa com flores. Queria correr riscos. E, assim, o abandona.

Para se curar dessa desilusão amorosa, Pedro sai comendo todas. Até que entra em depressão e se isola do mundo, não quer mais saber de mulheres. Eis que um dia, a inacreditável vizinha bate em sua porta para pedir uma xícara de açúcar...

O filme tem ainda os atores Vladimir Brichta, Maria Luíza Mendonça, Fernanda Torres e Maria Manuela. É uma produção caprichada, com diálogos muito bem escritos e direção inspiradissima. Baita filme. Não sei o que é melhor de se ver: a Piovani, mais linda do que nunca, ou o Selton Mello, hilário. Sem dúvida, ele é o Tom Hanks brasileiro. É um dos atores brasileiros mais versáteis!!

Para mim, a Mulher Invisível foi o melhor filme nacional que assisti nesse ano.

Esse me ganhou!!! Eheheheh!!!

3 comentários

Cara, tem vezes que eu sou desligado do mundo e fico sem saber o que aconteceu ao meu redor. Mas o meu amigo, o designer e fotógrafo Cláudio Brum (foto acima) me ganha. A gente estava conversando no final da tarde desta quinta-feira. Ele me contou que esteve em Santa Maria e foi no cinema com uma amiga (que ele devia estar tenteando, o malandro). Como ele sabe que eu gosto de filmes, comentou que tinha assistido um, que era bem legal, mas que ele não lembra muito bem.

- Mas como, Cláudio? Tu assistiu o filme domingo e não se lembra o nome?
- É com aquele ator que faz bastante filme. Um ator negro muito conhecido...
- Qual, o Samuel L. Jackson?
- Acho que é... ou aquele outro, do Eu sou a Lenda.
- Ah, o Will Smith...?
- Esse! Acho que é esse. Um bom filme, parece meio de guerra. Não sei muito bem...
- Mas como não sabe? Tu viu o filme no domingo....
- É que, para te falar a verdade, não tava muito interessado no filme, mas na companhia que tava comigo...
- Hmmm. E qual era o nome do filme?
- Parece que era Tempo de Paz, uma coisa assim....

Com a informação do nome, fui para o Google procurar. Afinal, não sabia de nenhum filme do Will Smith que estivesse no cinema. Do Samuel L. Jackson era mais possível, porque o cara aparece em tudo que é filme. Quando encontrei o que era, mostrei para o Cláudio a foto do cartaz.
- É esse????!!!!
Ele confirmou que era. Pois bem, senhoras e senhores. Vamos aos fatos para vocês verem o quanto o meu amigo é desligado. Primeira, Tempo de Paz é um filme brasileiro. Segundo, não tem Samuel L. Jackson e nem Will Smith no filme. O ator principal chama-se Tony Ramos. E terceiro (e pior de tudo), o Cláudio confundiu o ator Dan Stulbach, que é brasileiro, com o Will Smith, que é americano!!

Façam a comparação:


Isso é incrivel!!!!!! O Cláudio ganhou o troféu de cara mais desligado do ano! Eheheh!!

Mas pelo menos, parece ter dado toda a atenção do mundo pra a gata que tava com ele. Dá um crédito pro cara...

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Santiago participa do Dia Internacional da Animação! (Eba!!!)

1 comentários

Uma excelente oportunidade para os cinéfilos de Santiago e região. O Cine Clio, Cine Clube Santiaguense, em parceria com o curso de História da URI, vai promover o Dia Internacional da Animação. Vai acontecer no dia 28, às 19h30, na URI e terá entrada franca. Trata-se de uma mostra de curtas nacionais e internacionais e que vai estar acontecendo simultâneamente em mais de 400 cidades em todo o Brasil, além de outros 30 países. Este é, sem dúvida, um dos maiores eventos do gênero e o incrível é que a nossa cidade vai ter essa oportunidade inédita de conferir os trabalhos brasileiros e estrangeiros, divididos em categorias adulta e infantil.

Confira alguns dos filmes nacionais que serão apresentados:

A Princesa e o Violinista – Dir. Guto Bozzetti
Recorte / 2D - 10min30seg – 2008 – Porto Alegre-RS

Sinopse: Trata-se de uma fábula sobre o surgimento da tristeza. Pelos olhos de uma menina, descobrimos uma bela história, enquanto ela tenta entender o que sua mãe está sentindo.


princesa

Queda Livre – Dir. Marcelo Vidal/Renan de Moraes
3D – 1min10seg – 2009 – Rio de Janeiro – RJ

Sinopse: Terror e pânico. Plínio um desengonçado Quati, salta de pára-quedas em uma frenética queda livre.


queda_livre

Papercut – Dir. Pedro Eboli
Tradicional 2D - 4min13segs – 2008 – São Paulo – SP

Sinopse: A vida no escritório pode acabar com você. Ainda mais quando um pequeno corte de papel transforma a vida do nosso herói numa caçada surreal. Agora, é todo o escritório contra um, numa luta pela vida e por sua própria identidade. Uma animação de humor e realismo fantástico feita por alguém que nunca agüentou a vida num cubículo.


papercut

O Jumento Santo e a cidade que se acabou antes de começar– Dir. William Paiva e Leo D.
2D - 11min – 2007 – Olinda – PE

Sinopse: Quando Deus resolve criar o mundo, as coisas acabam não saindo como planejado. O sertão nunca mais será o mesmo, depois que o jumento Limoeiro vem a terra pra dar um jeito na humanidade, que depois de sucumbir à tentação do capeta, acaba botando o mundo em desordem.


jumento

O Quarto do Jobi – Boca Aberta - Dir. Andrés Lieban
2D Digital – 1min06seg – 2008/2009 – Rio de Janeiro- RJ

Sinopse: Como qualquer criança de sua idade, Jobi adora chegar em casa e fechar a porta do seu quarto. Afinal, qual é o menino de 9 anos que não curte esse primeiro gostinho de privacidade? O que descobrirmos ao espiar Jobi é que, dentro do quarto, ele e seu melhor amigo o sapo Oscar, encontram um atalho para o mundo.


jobi

Silêncio e Sombras – Dir. Murilo Hauser
3D - 8min33seg – 2008 – Curitiba – PR

Sinopse: Quem cavalga tão tarde pela noite e pelo vento?


silencio

O Anão que virou Gigante – Dir. Marão
2D tradicional (lápis no papel) - 10min – 2008 – Rio de Janeiro- RJ

Sinopse: A improvável – todavia autêntica – história do anão que virou gigante.


anao

Linhas e Espirais – Dir. Diego Akel
Pintura digital - 2min16seg – 2009 – Fortaleza – CE

Sinopse: Sentimentos e expressões misturam-se numa harmonia conflitante, em forma de pintura animada.


espirais

Dossiê Rê Bordosa - Dir. César Cabral
Stop Motion - 16min – 2008 – Santo André - SP

Sinopse: Fama? Ego Inflado? Espírito de Porco? Quais os reais motivos que levaram Angeli a matar Rê Bordosa, sua mais famosa criação? Este documentário em animação stop motion investiga este vil crime.


dossie
Mais informações pelos e-mails: cineclio@hotmail.com ou montagner@urisantiago.br, com Rosangela Montagner ou Rafaela Martins

Therezinha Tusi e Nenito Sarturi serão homenageados com livros

0 comentários

No próximo dia 04 de novembro, o curso de Letras da URI vai promover o lançamento de mais dois livros do projeto Santiago do Boqueirão, seus Poetas quem São?

Chegou a hora de homenagear o talento dos escritores Therezinha Lucas Tusi e Nenito Sarturi. Com mais essas duas obras, já são nove autores lançados e estudados pela Universidade Regional do Alto Uruguai e das Missões (a saber, Oracy Dornelles, Lise
Fank, Barbela, Ataliba de Lima Lopes, Caio Fernando Abreu, Ayda Bochi Brum e Márcio Brasil. No caso, eu).

Durante o evento haverá também a exposição Rostos e Palavras da Terra dos Poetas, com a divulgação do trabalho de mais escritores e artistas plásticos de nossa cidade. Também estão previstos shows com Júlio Saldanha, Jian Frigo, Marcus Vinícius, Anderson Mireski e Márcio Ribeiro, além de recital com Ataliba de Lima Lopes, Jéssica Marq
ues e Amanda Canterle.

Feliz da vida está a minha querida amiga, a professora Rosane Vontobel Rodrigues (foto abaixo, com as acadêmicas), que celebra o sucesso do projeto criado por ela:

- Chegamos a marca dos dez mil livros ditribuídos democraticamente, 80 escritores divulgados num processo no qual a Literatura é um direito de todos.

Avril Lavigne...

0 comentários
...I'm with you!!!

Música do Dia: Strani Amori

0 comentários


Renato Russo

quarta-feira, 21 de outubro de 2009

Parabéns, sargento Cassal!

1 comentários

O Cassal Machado Brum é um grande amigo, de muitos anos (muito troquei revistas em quadrinhos com ele). Portanto, foi com muita alegria que fiquei sabendo que ele entrará numa nova fase em sua carreira na Brigada Militar. É que ele acaba de ser promovido a sargento. Algo que há muito tempo esperava e que, finalmente, aconteceu. Uma conquista que merece ser celebrada.

O Cassal é desses seres humanos raros, de presença agradável, inteligente, sagaz, de caráter notável e um amigo sem igual. É honesto, sincero e íntegro. É uma pessoa que muito dedica o seu tempo para ajudar aos outros, alertando contra os perigos das drogas, promovendo palestras nas escolas. Seja como policial ou como cidadão.

Aliás, o único defeito que eu vejo no Cassal é que ele é muito fã de cúmbia, um ritmo musical latino que não me agrada muito. (Mas o pior ainda é ver esse amigo requebrando o pescoço e se reborqueando toda vez que ouve os tum-ti-tum-tim-tum-tum de alguma banda de cúmbia. Visão do inferno. Ehehehe).

Brincadeiras à parte, o Cassal é uma pessoa maravilhosa e merece toda a felicidade. Clique aqui e conheça o blog dele.

Shakira lança novo CD........ (medo)

0 comentários
Atualização: Depois dessa postagem, pude ouvir o novo CD. E devo dizer: não gostei! É para fanáticos da Shakira, não para fãs. Parece que, do início ao fim, só toca a mesma música, já que as batidas se assemelham. Para mim, ficou ruim o CD. Confira a postagem original:

Sou fã da Shakira desde que ela surgiu com o disco Pies Descalços, em 1996. E tenho quase todos os CDs lançados por ela a partir disso, além de um DVD acústico MTV que é ótimo. E justamente por eu gostar muito da Shakira é que eu tenho quase certeza de que não vou gostar do novo disco, o She Wolf.

Ele me dá medo já na capa e nos clips divulgados, prenunciando aquele estilo de prostituta musical que ela vem assumindo desde que foi adotada pelos americanos. E com isso, involui ao invés de evoluir como artista. E perde fãs por isso...

De uns anos para cá, a Shakira tem adentrado num estilo musical muito sexy-pornô, rivalizando com figurinhas como Beyoncé, Britney Spears e até, barbaridade, Pussycat Dolls. É claro que as letras que ela produz, por menos inspiradas que sejam, são infinitamente melhores que dessas outras aí.

Mas a Shakira é bonita e inteligente. Não precisaria ficar mostrando a (bela) bunda grande que tem rebolando e remexendo os quadris. Ela é ótimo cantora, uma letrista de primeiríssima grandeza. Mas, infelizmente, se prostitui musicalmente para os americanos.

O meu sonho é vê-la voltar a ser o que era. Cantar as canções que pareciam dizer aquilo que muitas pessoas também sentiam. É isso que faz falta. Olhando para a Shakira de hoje, tenho ainda mais saudades da Shakira que ela era, quando cantava canções como Inevitable, Moscas em La Casa, Octavo Dia, Tu, No, Em tus Pupilas e várias outras. Queria ter o prazer de comprar discos como Donde Estan Los Ladrones, que é ótimo do início ao fim. Ficamos na torcida. Abaixo, dois clips. Um da nova fase. Outro, da antiga.

Qual Shakira você prefere?



Shakira 2009- She Wolf (como os americanos gostam...)


Shakira 1999- Tu (Honrando a sua latinidade)

Miguel Marques: o tenor gaúcho lança novo disco

0 comentários

Um assunto quase inédito no blog: música gaúcha. Tá. Eu sei que outro dia eu disse que não gostava muito de músicas nativistas. Mas depois abri retifiquei e disse que gosto, sim, mas de músicos verdadeiramente bons e que fogem daqueles clichês do gauchismo. E citei o nome de Miguel Marques como um dos que admiro. O cara realmente é muito bom e tem uma voz de tenor. Se morasse em São Paulo ou Rio, é certo que ele seria reconhecido entre os melhores cantores do Brasil. No entanto, ele mora aqui, na cidade de Santiago. Mas espraiou o seu talento por todo o Rio Grande. É impossível não viajar o pensamento ao ouvir o Miguel Marques cantar a música "Ainda existe um lugar":

Venha sentir a paz que existe aqui no campo
O ar é puro e a violência não chegou
O céu bem limpo e muito verde pela frente
E uma vertente que não se contaminou
Pela manhã o sol nascente vem sorrindo
E os passarinhos cantam hinos no pomar
O chimarrão tem um sabor de esperança
E a criança traz o futuro no olhar

De tardezita vem os banhos no riacho
Jogo de truco junto à sombra do galpão
Uma purinha que faz rima com outro mate
E um cão que late contra o guacho no oitão
O anoitecer nos apresenta mais estralas
Entre o silêncio que dá paz para o luar
De vez em quando um cometa incandescente
Se faz presente pra um pedido repontar
Aqui a verdade ainda reside em cada alma
Se aperta firme quando alguém estende a mão
Se dá exemplo de amor, fraternidade
Aos da cidade que não sabem pra onde vão

De tardezita vem os banhos no riacho
Jogo de truco junto à sombra do galpão
Uma purinha que faz rima com outro mate
E um cão que late contra o guacho no oitão
E um cão que late contra o guacho no oitão.

Essa música aí foi gravada por outros artistas como Oswaldir e Carlos Magrão e Wilson Pahin, entre outros. Mas, esqueça! É na voz de Miguel Marques que essa letra ganha vida.

Pois então. Sexta-feira, (23 de outubro de 2009) o Miguel vai estar lançando o seu novo disco, intitulado Manhãs. Será o 16º de sua carreira, que é marcada por muitas outras canções tão bem interpretadas por ele. O lançamento da obra vai acontecer lá no salão da Artilharia em um jantar-baile. Fica o registro, afinal, esse é um blog multicultural.

A Set voltou a ser como era. E isso não é bom...

0 comentários

A revista Set de cinema mudou de novo. E ficou ruim de novo. Neste ano de 2009, a publicação teve duas mudanças drásticas em sua formatação tradicional. Foi cancelada em abril desde ano, mas voltou a dar as caras alguns meses depois. Porém, com uma equipe totalmente nova e editora nova. À princípio, recebi a nova revista com desconfiança. Mas depois, como leitor, aprovei 100% a mudança. A revista tinha ficado muito melhor, com um conteúdo menos noticioso e mais opinativo a respeito dos filmes, brindando os leitores com reportagens muito criativas e colunistas de alto gabarito. Mas, como dizem que o que é bom dura pouco, a Set mudou de novo de editora e esta trouxe a antiga equipe de volta. Ou parte dela.

O problema é que o conteúdo da última Set (e como ela tradicionalmente vinha se apresentando) é facilmente superado pela velocidade da internet. Basta ler o Omelete, que é o melhor site de cinema ou outros do gênero, que a revista impressa se tornava obsoleta.

Mas, para mim, o problema maior (e que estraga realmente a Set) é a sessão de cartas. Durante o curto período em que ela esteve sob a batuta de uma nova equipe, tudo ficou muito bem e muito bom. Agora, voltou aquela palhaçada de responder os leitores com gracinhas e ironias. E isso é um saco. Em verdade, até acho engraçadas algumas das respostas debochadas, mas elas ficariam melhores numa revista de videogame ou qualquer outra coisa. Menos numa revista de cinema, que é a considerada a sétima arte. Debochar dos próprios leitores por causa do seu nível de conhecimento sobre cinema é realmente lastimável. E, isso, a nova-velha Set faz, infelizmente...

Tenho muito carinho pela revista que sempre compro e algumas vezes assinei. E que, por vários anos foi a melhor fonte de informação sobre cinema do Brasil.

Fica aí meu registro como leitor (e apreciador da mídia de entretenimento): a revista Set mudou de novo. E ficou ruim de novo.

Música do Dia: Equalize

0 comentários


Pitty

Às vezes se eu me distraio
Se eu não me vigio um instante
Me transporto pra perto de você
Já vi que não posso ficar tão solta
Me vem logo aquele cheiro
Que passa de você pra mim
Num fluxo perfeito

Enquanto você conversa e me beija
Ao mesmo tempo eu vejo
As suas cores no seu olho, tão de perto
Me balanço devagar
Como quando você me embala
O ritmo rola fácil
Parece que foi ensaiado

E eu acho que eu gosto mesmo de você
Bem do jeito que você é
Eu vou equalizar você
Numa freqüência que só a gente sabe
Eu te transformei nessa canção
Pra poder te gravar em mim

Adoro essa sua cara de sono
E o timbre da sua voz
Que fica me dizendo coisas tão malucas
E que quase me mata de rir
Quando tenta me convencer
Que eu só fiquei aqui
Porque nós dois somos iguais

Até parece que você já tinha
O meu manual de instruções
Porque você decifra os meus sonhos
Porque você sabe o que eu gosto
E porque quando você me abraça
O mundo gira devagar

E o tempo é só meu
E ninguém registra a cena
De repente vira um filme
Todo em câmera lenta
E eu acho que eu gosto mesmo de você
Bem do jeito que você é

Eu vou equalizar você
Numa freqüência que só a gente sabe
Eu te transformei nessa canção
Pra poder te gravar em mim

terça-feira, 20 de outubro de 2009

Lula, o filme

0 comentários

Será lançado em breve o filme Lula, o Filho do Brasil, que conta a vida do presidente da República. A produção parece seguir os moldes de 2 Filhos de Francisco (este, um bom filme) e a trilha sonora foi escolhida pelo próprio Lula, que sugeriu canções de Zezé Di Camargo e Luciano, Luiz Ayrão, Altemar Dutra e outros tantos. O critério, segundo os produtores, foi de usar músicas que tenham sido marcantes na vida dele. A direção é do Fábio Barreto, o caro que “cometeu” aquele atentado ao cinema nacional chamado A Paixão de Jacobina (Meeeeeedo).

Veja o trailer:


Vem aí...

0 comentários

Em novembro, Santiago vai ganhar o Flashback!!!

Mas não me perguntem o que vai ser isso, porque que meu amigo A... não me autorizou a contar ainda. Em breve. Só posso dizer que é algo inédito e que vai ser muito legal mesmo!!!

Casa do Conhecimento

0 comentários

Tenho acompanhado passo-a-passo a construção da Casa do Conhecimento. Afinal, moro bem ali pertinho da antigo prédio da RFFSA. Outro dia, era umas 18h tava lá o prefeito Júlio Ruivo fiscalizando o andamento da obra. Aproveitei e fiquei assuntando com ele sobre o que ia ter o que não iria ter na referida construção. E ele foi me falando, muito empolgado, sobre esse projeto. A inauguração deve ocorrer em novembro ou dezembro e será algo inesquecível.

Fico feliz que, em nossa cidade, finalmente a cultura esteja ganhando um destaque especial. E fico na expectativa de que a Casa do Conhecimento se torne um ponto de referência em toda a região e que seja bastante utilizado. Estou com preguiça de falar mais sobre esse assunto. Então, como dizem que uma imagem vale mais que mil palavras, fica aí uma foto que tirei há poucos dias.

Música do Dia: Quelqu'un M'a Dit

0 comentários


Carla Bruni

Sandra Bullock...

0 comentários


...troco duas de 20 por essa, de 45.

28 Sintomas de Advogado Pobre

0 comentários
Em homenagem aos amigos que vão fazer a prova da OAB e outros que estão ralando no curso de Direito. E também, claro, para os jovens advogados de nossa cidade. (Inclusive um que é meu vizinho e não cumprimenta ninguém, só porque comprou um carro novo)

1. Depois de 5 anos de formado, descobrir que não vai ganhar dinheiro como advogado e prestar concurso para Oficial de Justiça;
2. ‘Incorporar’ ao escritório uma imobiliária, despachante, serviço de Junta Comercial ou de cópias xerográficas;
3. Convencer a mulher a trabalhar como secretária (para não ter de pagar salário), e a filha a fazer ‘Direito’ na USP, para estudar de graça (e depois também trabalhar de graça);
4. Ensinar à secretária a fazer as petições mais simples, para não ter de pagar estagiário;
5. Ir a casamentos, batizados ou festas de aniversário usando o anel de formatura e o broche da OAB, AASP ou do escritório preso na roupa;
6. Ir a qualquer evento social e distribuir o seu cartão para todo mundo (inclusive manobristas, garçons…);
7. Trazer garrafa térmica com água quente de casa e servir café solúvel aos clientes;
8. Aceitar fazer uma execução de 50 reais e tentar fazer um acordo;
9. Tentar a conversão de uma separação litigiosa em consensual para receber os honorários mais depressa;
10. Dizer ao estagiário: ‘O seu maior pagamento é o que você aprende aqui’;
11. Lembrar todos os dias ao estagiário que cursa quinto ano da faculdade que ‘gratidão é uma coisa muito importante’;
12. Perder prazo e colocar a culpa no estagiário;
13. Tentar convencer amigos e parentes que queiram prestar vestibular para Direito a não fazê-lo, alegando que o mercado já está muito saturado;
14. Economizar o dinheiro do almoço, passando vinte vezes na sala da OAB no Fórum para tomar café e comer bolacha de graça (a despeito da anuidade, mas esta também não é paga);
15. Quando se envolver em alguma discussão no trânsito, dizer: ‘Você sabe com QUEM está falando?’ – e mostrar a carteira da OAB;
16. Dar carteirada de OAB no guarda;
17. Ter dois ou mais adesivos de ‘Consulte sempre um Advogado’ nos vidros do carro;
18. Inscrever-se na assistência judiciária e ligar todo santo dia para o fórum, OAB ou Procuradoria para saber se ‘pintou’ alguma coisa;
19. Entulhar as prateleiras do escritório com um monte de livros que você nunca leu;
20. Ter aquela ‘balancinha’ de latão pintada de amarelo sobre a mesa do escritório;
21. Gravar na secretária eletrônica de casa: ‘Residência do DOUTOR FULANO DE TAL…;
22. Ir visitar a mãe e orientar a secretária para dizer que você está em um congresso;
23. Ficar sem emprego por mais de um ano e dizer que está estudando para concurso da Magistratura;
24. Ficar de olho nos fotógrafos em eventos em uma foto que possa ser publicada no jornal (nem que seja atrás de alguém) e, se for mesmo recortá-la e colar na parede do escritório;
25. Garantir ao cliente que a causa está ganha e, quando a coisa ficar preta, substabelecer;
26. Comprar a ‘Agenda do Advogado’ e anotar os compromissos em guardanapos de papel;
27. Vender rifa e produtos da Natura e Avon no escritório;
28. Ofender-se com piadas de advogados.


Retirado de: Hora do Tédio.

segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Humor...

0 comentários
Tenham Medo
Desmotivado.com

Saramago diz que a Bíblia é um "catálogo de crueldade"

0 comentários


O escritor José Saramago, que é autor do Evangelho Segundo Jesus Cristo, está novamente na mira da Igreja Católica. Ele, que é merecedor de um prêmio Nobel de Literatura, está lançando o livro Caim, onde mostra uma visão crítica sobre a vida do primeiro filho de Adão e que, segundo a Bíblia, matou o irmão, Abel. Para Saramago, a Bíblia é um "catálogo de crueldade e do pior da natureza humana".

Claro que os religiosos não gostaram da pitada e, muito menos, da ousadia de Saramago, ateu declarado, em debochar novamente de preceitos religiosos e já saíram contra o novo livro. Ou seja: será um sucesso de vendas.

Mas o Saramago tá certo mesmo. A Bíblia traz de, fato, relatos sobre o pior da raça humana. Só para ilustrar, que tal a passagem onde Ló recebeu dois "anjos" em sua casa e, em seguida, foi visitado por uma turba de pessoas que queriam "ter relações com eles". Para impedir que os "anjos" fossem molestados, Ló ofereceu duas filhas virgens para que fossem estupradas, mas que os "anjos" fossem poupados. Que tal?

Religulous
Uma dica para quem compactua da mesma ideia (e considera a Bíblia mais como uma farsa literária do que um livro divino e absoluto) é o documentário Religulous (Religião + Ridículo), que é produzido por Bill Maher e dirigido por Larry Charles (o mesmo de Borat). O filme apresenta várias entrevistas com religiosos, colocando-os e mostrando a farsa das religiões e o simplismo das crenças, além das benesses desfrutadas por seus líderes. Além disso, Maher faz questionamentos inteligentes e pertinentes acerca de diversas passagens bíblicas. Impossível ficar impassívo depois de ver. Ou você ama, ou odeia.

Como é dificílimo de se encontrar nas locadoras (e o próprio Bill Maher diz que é para difundir o assunto abordado) , eis o link para baixar o filme:


Já assisti três vezes e recomendo.

Peça teatral em Santiago

0 comentários


Amanhã, terça-feira, 20 de outubro, acontece a apresentação do espetáculo teatral Sabrina, 40 fantasmas e mais uns amigos & outras histórias. Será às 15h no salão nobre no GSSGS, sendo que a entrada custa qualquer ítem de material escolar. A peça será encenada pelo grupo teatral "Cuidado que Mancha" e faz parte do projeto Lâmpada Mágica, desenvolvido pela AES Sul. Nesse horário, estarei trabalhando e não vou poder ir, mas fica a dica para as escolas municipais levarem os seus alunos.

O menino que quer ser mulher

1 comentários

EUA- O menino Joseph Romero tem só oito anos, mas já sabe o que quer ser quando crescer: uma mulher. Segundo a mãe, Venessa, desde que o garoto aprendeu a falar, ele diz que é uma menina e rejeita carrinhos ou roupas de guri. Tanto insistiu que os pais cederam. Agora, ele já se chama Josie e, em breve, vai começar a tomar hormônios para inibir a puberdade masculina e, mais tarde, fazer uma cirurgia de mudança de sexo. A história do garoto é contada no documentário Sex, Lies and Gender (Sexo, Mentiras e Gênero).

- O maior problema que ele enfrenta é a discriminação na escola. Mas a Josie é uma pessoa forte. Será uma grande mulher

Diz a mãe, Venessa.

Megan Fox...

0 comentários

... Onde tem para vender?

(* Melhores efeitos especiais de Transformers 2.)

Brincando com comida

0 comentários
Quando eu era criança, minha mãe vivia me alertando para "não brincar com a comida". Pois bem, só que tem gente que faz isso para ganhar dinheiro e reconhecimento e ainda é chamado de artista. Veja só os trabalhos acima feitos com cenouras, batatas e melancias.

Eu também podia ter feito isso, mas minha mãe não deixava. Não, não...

Música do Dia: Pra ser sincero

2 comentários


Engenheiros do Havaii (Humberto Gessinger)

Pra ser sincero
Não espero de você
Mais do que educação
Beijo sem paixão
Crime sem castigo
Aperto de mãos
Apenas bons amigos...
Pra ser sincero
Não espero que você
Minta!
Não se sinta capaz
De enganar
Quem não engana
A si mesmo...
Nós dois temos
Os mesmos defeitos
Sabemos tudo
A nosso respeito
Somos suspeitos
De um crime perfeito
Mas crimes perfeitos
Não deixam suspeitos...
Pra ser sincero
Não espero de você
Mais do que educação
Beijo sem paixão
Crime sem castigo
Aperto de mãos
Apenas bons amigos...
Pra ser sincero
Não espero que você
Me perdoe
Por ter perdido a calma
Por ter vendido a alma
Ao diabo...
Um dia desse
Num desses
Encontros casuais
Talvez a gente
Se encontre
Talvez a gente
Encontre explicação...
Um dia desses
Num desses
Encontros casuais
Talvez eu diga:
-Minha amiga
Pra ser sincero
Prazer em vê-la!
Até mais!...
Nós dois temos
Os mesmos defeitos
Sabemos tudo
A nosso respeito
Somos suspeitos
De um crime perfeito
Mas crimes perfeitos
Nunca deixam suspeitos...

Filmes de vampiros: os melhores

1 comentários
Desgraça pouca é bobagem. Eu achava que filme algum podia ser pior que Crepúsculo, mas vem aí, "Lua Nova", continuação daquela porqueira e tão ruim quanto. Ou talvez pior. A julgar pelas cenas que vi no trailer (sim, me dignei a ver), teremos mais uma tosqueira caça-níquel pela frente. Ou, como defendem os fãs, "uma história de amor com um temperinho sobrenatural".

Ontem, o PC e eu estivemos conversando e durante alguns momentos ruminamos nossa fúria nerdística contra o lixo chamado Crepúsculo, fãs que somos de filmes que respeitam a mitologia dos vampiros (Ou seja, nada de Blade, Van Helsing, Anjos da Noite ou Crepúsculo). Por falar nisso, quem gosta do gênero, aí vai uma dica de cinco filmes que considero os melhores nessa linha.


Mas, fora da lista "oficial", há dois bons filmes, para divertir os fãs do gênero:

sábado, 17 de outubro de 2009

A história de nós dois

2 comentários

Nem "Titanic", nem "Romeu e Julieta". O filme mais romântico que assisti não possui demonstrações grandiosas de amor. É apenas a história de um casal comum. Mas uma história tão humana e verdadeira, que é impossível não se emocionar.

Já assisti a umas cinco, seis, sete vezes e mesmo sabendo o final, choro. Bruce Willis é Ben, Michelle Pfeiffer é Kate, são casados há 15 anos e tem dois filhos. Nos primeiros anos, a paixão era intensa, a empatia total, a vida a dois, o mar de rosas sonhado.

Mas a paixão é narcisista (só enxerga as afinidades), e os anos de convivência revelam defeitos que se tornam insuportáveis. Kate tem mania de coordenar a vida de Ben e ele detesta isso. Por sua vez, ela não suporta a forma imatura com que o marido leva as coisas.Ben e Katie Jordan, após 15 anos, estão lutando com o paradoxo universal: por que as qualidades que os fizeram loucos apaixonados agora são os motivos para que eles se afastem?

Chega um ponto em que acreditam que o fogo da paixão há muito se apagou. Em seu casamento só existe a incompreensão, se irritam por qualquer coisa e se odeiam em silêncio. Até que um dia, se separam e buscam viver livres sem ter que tolerar um ao outro.

Mas aí, vem o vazio.

A lembranças dos detalhes tão pequenos deles dois e que, veja só, significavam tanto. Kate sabia reconhecer os dias em que Ben estava mau-humorado, só pela posição de sua sobrancelha. Começava a sentir falta de seu braço, da maneira como brincava com os filhos. Já Ben, se sentia perdido sem Kate para lhe dizer que rumo tomar. Achava que era um defeito dela, mas agora via, também era uma qualidade. O final dessa história?

Kate explode num desabafo emocionado, que sempre me faz chorar como um bobo, dizendo que jamais poderia recordar, ao lado de outra pessoa, momentos tão mágicos de sua vida, compartilhados ao lado de Ben. Ela chora lembrando que todos os erros, defeitos, problemas eram menores diante da história deles dois. E Kate e Ben se beijam, descobrindo que a paixão de outrora, de fato, acabou. Mas que o amor de ambos era eterno. E ponto final.

****
"Existe uma história aqui, e......histórias não acontecem de um dia pro outro. Sabe, na Mesopotâmia, ou na Tróia antiga...em algum lugar no passado, há cidades construídas sobre outras cidades...mas eu não quero construir outra. Eu gosto desta cidade. Eu sei o seu humor quando você acorda, pelas suas sobrancelhas...e você sempre sabe que sou calada de manhã e compensa isso.
Esta é uma dança que se aperfeiçoa com o tempo! E é muito mais difícil do que
eu pensava que seria, mas...há mais coisas boas do que más. E não se pode desistir! E não é pelas crianças... mas eles são crianças ótimas, não são? Quero dizer, Deus!
Nós os fizemos!Pense nisso! Eles não eram pessoas, e depois viraram pessoas, e depois...eles cresceram! E...
Vamos encarar. Todos têm manias que nos stressam. E não são só as suas manias. Eu também não sou fácil, mas...
Deus, nós somos bons amigos, e bons amigos são difíceis de encontrar"..

Kate Jordan (Michele Pfeiffer)