terça-feira, 13 de outubro de 2009

Deixa Ela Entrar



Comentei numa postagem que Crepúsculo foi uma das maiores baboseiras que assisti (e sinceramente, tenho vontade de vomitar cada vez que lembro que esse lixo existe). Como não podia deixar de ser, alguns leitores do blog defenderam o filme e outros concordaram que aquilo lá não presta mesmo. Fã que sou de obras como Entrevista com Vampiro e Drácula de Bram Stoker, odiei ver aqueles vampiros idiotas da série Crepúsculo. E para mim não cola essa de que "se trata de uma história de amor, onde o tema vampirismo é só u
m algo a mais". O filme Crepúsculo é mal escrito pacas (o filme, não sei dos livros. Mas eis que existe vida depois da morte. E a prova disso vem da Suécia, eis que há um filme chamado "Deixa Ela Entrar" que renova o gênero e honra a tradição de Drácula e Lestat.


O filme conta a história de Oskar, um garoto de 12 anos, que é maltratado por colegas de colégio. Ele engole as humilhações diárias e, em silêncio, sonha com uma vingança sangrenta. Até que conhece Eli, uma garota que aparenta ter a sua idade, com quem constrói uma amizade intensa. Aos poucos, eles vão descobrindo algo cada vez mais forte, um misto de amor e medo. Afinal de contas, a garota é uma vampira. Falar mais sobre o filme pode estragar as surpresas de um dos filmes mais profundos, tensos e intensos dos últimos tempos. E para quem detesta americanismo, uma informação preciosa: essa pérola de filme é da Suécia.

O título, Deixa Ela Entrar, faz uma referência à mitologia dos vampiros que eles só entram numa casa se forem convidados. E uma vez, fazendo isso...

2 comentários:

Cristiano disse...

O título, Deixa Ela Entrar, faz uma referência à mitologia dos vampiros que eles só entram numa casa se forem convidados. E uma vez, fazendo isso... - Caraca... lembrei de outro filme e tem justamente essa frase nele: "Só entrei na sua casa porque fui convidado". Era no filme a Hora do Espanto. Era um filme com humor e sustos. Agora sobre o filme Crepúsculo. Não assisti e provavelmente nem assista mais depois do seu comentário. rsrs

Márcio Brasil disse...

Dae, Cristiano. Mas não deixe de assistir Crepúsculo. É bom falar mal!

Abração!!