segunda-feira, 17 de agosto de 2009

Um pedido...


Se por esses dias ou outros, eu venha a morrer (sabe-se lá o que se pode acontecer), peço que ninguém me acenda velas.

Não sou santo. E nunca tive intenção de ser.

Um comentário: