terça-feira, 19 de maio de 2009

Acervo de Érico Veríssimo vai para o Rio de Janeiro

A secretária de Cultura do RS, Mônica Leal, esteve reunida com Fernanda Veríssimo (foto acima), neta do escritor Érico Veríssimo, para reafirmar o interesse em manter o acervo do escritor no Estado. Fernanda, porém, reiterou a posição da família de transferir o material para o Instituto Moreira Salles, no Rio de Janeiro. Os motivos apresentados foram à infra-estrutura superior e a possibilidade de rápida digitalização e viabilização dos documentos para consulta através da Internet. Apesar da decisão da família, permacerá no Estado três grandes acervos do escritor, dois particulares e outro no Museu Érico Veríssimo, em Cruz Alta. Mônica ressaltou os esforços da Secretaria em manter a cultura e a memória de seus escritores.


Nota do blog- Na edição do último sábado, o caderno Cultura de Zero Hora trouxe uma reportagem a respeito desse assunto. No mapa dos acervos, ZH destacou a obra do santiaguense Caio Fernando Abreu, cujo material encontra-se no Instituto de Letras da UFRGS, totalizando mais de mil ítens. Porto Alegre clama pela valorização da obra de Caio.
Já aqui em Santiago, se tudo der certo, teremos Auditório Multicultural com o nome de nosso escritor maior e, quem sabe, dedicar também um espaço especial para a obra e a vida de Caio. É o que promete o vereador Miguel Bianchini, presidente da Câmara. Tal obra também contará com o apoio do prefeito Júlio Ruivo, que me afirmou a intenção de realizar esta obra em convênio com o Legislativo.

Nenhum comentário: