quinta-feira, 9 de abril de 2009

Malas diretas

Não basta a gente abrir o e-mail e se deparar com a invasão de notícias de deputados como Edson Brum, Perondi, blá, blá, blá. Os carteiros também nos trazem um lote de informativos, com papel requintado e acabamento de primeiríssima linha. E é claro que tais informativos são pagos com dinheiro público, impressos nas gráficas oficiais. Se os deputados parassem de imprimir as chamadas malas diretas que ninguém lê e só larga direto no lixo, é certo que o meio ambiente agradeceria. Menos árvores seriam derrubadas para produzir papel...

Nenhum comentário: