sexta-feira, 3 de abril de 2009

Fim do...

O céu estava lindo nessa madrugada. Fiquei um bom tempo olhando para as estrelas e percebendo a imensidão de todo esse universo acima de nossas cabeças. E dizer que cada estrelinha lá em cima é um sol e que em torno de cada um desses sóis há planetas, com possibilidade de vida. E nós aqui, na Terra, somos um pedacinho de algo que é impossível ser concebido por nossas mentes limitadas. O universo é tão, tão vasto e o conhecimento é algo tão, tão infinito que, ao invés de percebermos nossa insignificância (e consequentemente nos tornarmos verdadeiramente humanos) preferimos fazer o contrário: enaltecer a nossa importância, nossa origem divina, de filhos prediletos de Deus, de guardiões da razão e da verdade, de dignos, verdadeiros e leais. E que venha o Hercólubus duma vez...

Nenhum comentário: