quinta-feira, 19 de março de 2009

Alessandro Reiffer...


Conheço ele desde 1999. Ou seja: somos amigos há 10 anos. Ele sempre se veste de preto. Sempre. E da mesma forma que eu sei com que cor vai estar vestido, também sei que ele mantém o mesmo caráter, pois não é volúvel. O Alessandro é formado em Administração e Letras pela URI-Santiago. E é um dos maiores conhecedores de Literatura Brasileira e Portuguesa que eu conheço, fora, claro o seu conhecimento sobre a literatura universal. Eu não tenho 2% da bagagem cultural dele e ele sabe muito bem disso. No entanto, jamais me tratou com desprezo ou desdém, até pelo contrário: sempre valorizou a minha opinião e a de outros amigos à sua volta.
-----
Jamais vi ele tratar a alguém com desprezo. Com todo o conhecimento que possui, Alessandro Reiffer nunca deixou de incentivar qualquer um que se aventurasse no universo da escrita. Com todo o potencial que tem, nunca despejou amarguras para cima dos outros e sempre procurou ser gentil para com os amigos. Não é, todavia, capaz de alisar ninguém pela frente e jogar pedras pelas costas. Não é do tipo que fala coisas para agradar ou puxar saco. E também não enaltece sua obra ao extremo, como se fosse a coisa mais importante do mundo.
----
Há anos ele namora com a minha querida amiga Liziane Serafini. Uma união fiel e duradoura.
-----
E não só isso: é firme em suas opiniões, doa a quem doer. É um amigo verdadeiro, honesto, sincero. Há quem não goste desse tipo de conduta, ainda mais vindo de alguém jovem como ele. Por fim, sou testemunha em 10 anos de amizade que não há nada que desabone a sua conduta. É um ser humano valoroso e um amigo que eu sei que sempre poderei confiar. Posso falar e dar o testemunho a respeito desse amigo, pois eu o conheço e convivo com ele.

2 comentários:

JÚLIO CÉSAR SCHMITT GARCIA disse...

Belo depoimento, Márcio. Amigo é para essas horas, também. Tomei contato com seus poemas através do seu blog. Eu considero o Alessandro um bom poeta, na verdade o melhor, juntamente com o Froilan, na atualidade da Poesia santiaguense.
Lamentável a postura do Oracy ao tentar rebater uma crítica (bem construída) realizada pelo Alessandro. Ele poderia ter usado outros argumentos, não ataques pessoais tão rasteiros. Admiro o poeta Oracy mas não posso deixar de reprovar veementemente sua atual postura.
Lamentável.

A. Reiffer disse...

Muito obrigado, Márcio, pelo teu apoio e tua amizade. Uma pessoa como tu é rara. Com o teu talento teu caráter raramente vemos hoje em dia. Tu sabe que, apesar de divergirmos em algumas opiniões, na maioria estamos de acordo. Parabéns pela tua postura sempre irrepreensível. Abração! Agradeço também ao Júlio Garcia pelo seu comentário.