segunda-feira, 2 de fevereiro de 2009

Caminhoneiros querem destruir a Rua dos Poetas


Como diz o Mulita, eu fico "poooodre de nojo". Não dá para querer. Todo dia está se comentando que os calçamentos no centro da cidade estão precários por causa do fluxo de caminhões. E não é que já avistei quatro, cinco vezes caminhões cruzando ali pela Rua dos Poetas?? E isso que tem placas proibindo a circulação desse tipo de veículo pesado naquele local. Tanto que em frente da Farmácia São Leandro as pessoas já podem verificar que o calçamento já afundou em alguns pontos.

Mas será o pé da coruja?? Por isso eu sempre digo que conscientização não adianta de nada para quem não tem consciência. Tem mais é que multar mesmo! E outra, tchê, cadê os brigadianos que ficam de tró-ló-ló por ali? E os guardas de trânsito? Putz, vão deixar que os caminhoneiros afundem aquela bela via?? Só eu já vi várias vezes. Tem que multar, tem que multar. Para que não se torne uma sistemática e vá afundando o calçamento.

Toda vez que um caminhoneiro desses passa na Rua dos Poetas causa prejuízos ao calçamento e ao patrimônio público. Portanto, é justo que leve uma multa e aprenda a não cruzar por ali.

Fiquei puto da cara agora.
-----
Ô, Jones Diniz e Paulo Pinheiro. Comentem sobre esse assunto na Rádio Santiago...


(PS: Eu sei que o título dessa postagem está "forte", mas causou impacto, não? É isso que tem que botar na cabeça desses motoristas)

Nenhum comentário: