quinta-feira, 27 de março de 2008

Uma breve aventura

3 comentários
No corre-corre diário, nem sempre encontramos tempo para estar com tantos amigos que gostaríamos, afinal, cada qual tem os seus afazeres. Vivemos ocupados e escravos do relógio. O tempo é impiedoso e nós jogamos com ele, agendando compromissos para amanhã ou para daqui há um ano. Na última quarta-feira, ao meio-dia, marcamos um almoço entre amigos, a professora Lígia Rosso, o estudante César Braga e eu. Em meio a falta de tempo dos três, exigimos de cada um, uma pausa para conversar (seu lugar na mesa estava lá, Mayara). O César tem uma frase que eu acho genial. Ele diz que “a vida é uma grande aventura, da qual nenhum de nós sairá vivo”. Já a Lígia costuma dizer que a gente perde tanto tempo pensando no futuro ou lembrando do passado, que deixamos de lado o que mais importa: o presente. Afinal, é só o que temos, pois o passado se foi e o futuro é totalmente incerto.

Mas, como diz o César, existe uma certeza. Nenhum de nós sairá vivo no final dessa aventura. Uma outra certeza é a de que todos envelhecemos. A beleza física é filha do tempo e se esvai a cada momento. Ficam as marcas e as lembranças. Sendo assim, nada mais inteligente do que a sociedade atual repensar a forma como trata os mais velhos. Eles são seres humanos de grande valor e experiência, portanto, merecem o respeito devido. Por que a sociedade insiste em ignorar o idoso, renegando-lhe o papel de sábio patriarcal de outrora? É certo que o jovem que hoje desrespeita alguém mais velho, pode ser o desrespeitado de amanhã. Assim, nada mais inteligente do que exigir uma vida digna aos que nos antecederam. Afinal, nós vamos chegar lá um dia. E dessa aventura...

quinta-feira, 20 de março de 2008

A teoria da bola azul

0 comentários

"A vida é como jogar uma bola na parede. Se for jogada uma bola azul, ela voltará azul, se for jogada uma bola verde, ela voltará verde, se a bola for jogada fraca, ela voltará fraca, se a bola for jogada com força, ela voltará com força. Por isso, nunca jogue uma bola na vida de forma que você não esteja pronto a recebê-la." Essa frase é do físico Albert Einstein e é bem mais simples de ser assimilada do que a sua teoria da relatividade. Qualquer um é capaz de entendê-la, não necessitando compreender nada de Física. Ao mesmo passo em que nós, humanos, avançamos tecnológicamente e científicamente, a cada instante diminuímos também o nível de amor ao próximo e a humanidade cada vez mais robótica e desprovida de sentimentos, como se aos poucos fôssemos nos tornando robôs, de contos saídos da mente de Isaac Azimov. Senão, como explicar tantas formas de violência e crueldade em nosso meio?
******
Atos de selvageria e maldade, que ora dispensam exemplificações. Na imprensa, vemos notícias de roubos, assaltos, agressões e tantos atos indignos contra nossos semelhantes. A insegurança e a impunidade caminham juntas, privando a liberdade de tantas pessoas de bem. Cada vez que um humano levanta a mão para agredir a outro, da maneira que for, estamos todos descendo rumo à incivilidade. Se um dia evoluímos do macaco, estaríamos fadados a regressar a esse estágio? São nossos governantes quem tem mais culpa, pois possuem meios legais de combater o mal, seja através de educação e segurança etc, mas somos nós que temos o dever de exigir o que o Estado nos reserva por direito. À esses que cometem tantos crimes diariamente, é certo que a bola azul voltará com força contra eles, na mesma medida em que a jogaram contra seus semelhantes. Feliz Páscoa.

quinta-feira, 13 de março de 2008

Pecados e pecadores

3 comentários

Estou passando para atualizar rapidinho o meu blog, mas será uma atualização curta. Fui dormir tarde hoje, fiquei trabalhando até por volta das 4h. Acordei às 11h e dei uma fuçada nos blogs e sites que sempre acesso. Também dei uma atualizada num outro blog que eu tenho, sobre HQ no cinema, que é um pequeno hobby para exercitar a escrita, diferente da que mantenho profissionalmente, de contos, crônicas, críticas e notícias. É um blog só de histórias em quadrinhos que se tornaram filmes. Coisa de fã e colecionador desse tipo de cultura inútil, mas que vale como escapismo.

--------

Estive lendo sobre os novos pecados capitais. Além dos sete que todos conhecem (Gula, Luxúria, Avareza, Ira, Soberba, Vaidade e Preguiça), eis que o Papa nos brinda com outros que são São Poluir o Meio Ambiente,Usar drogas, Manipular Genética Humana, Pedofilia, Aborto e Desigualdade Social. Então, agora temos 13 pecados capitais. Saco. Não gostei do número.

-------

Mas essa história me lembrou um fato de minha infância/adolescência. Eu participava de um grupo de jovens da Igreja Católica e estava fazendo a catequese, aquela convenção que existe para chegar à primeira comunhão, que é receber a hóstia. Era uma coisa que me intrigava, a tal de hóstia. Que gosto teria aquilo? O pessoal fazia fila e o padre dava uma para cada um. O pessoal colocava na boca, fazia uma cara de penitente e o sinal da cruz e, em seguida, retornava santificado para o lugar onde estava sentado. "É o corpo de Jesus", eles diziam.

-------

Até que eram legais as aulas de catequese, por causa da turma que a gente tinha e da bagunça que a gente fazia. No entanto, num sábado, o futebol me chamava bem na hora da catequese. No outro, a gurizada queria ir tomar banho de sanga. E, assim, aos poucos fui abandonando a catequese e já tinha faltas irrecuperáveis. Portanto, não fui merecedor de participar da Primeira Comunhão e receber a Hóstia.

------

Mas ainda tinha a curiosidade sobre o sabor da tal de Hóstia. E, um dia, antes de minha avó ir para a missa, eu pedi de brincadeira que ela me trouxe um pedaço da hóstia. E quando imaginei que ela, católica fervorosa, iria mesmo trazer? Só que ao me entregar aquele produto "misterioso", ela advertiu. "Pode comer. Mas tu estará cometendo um pecado porque não fez a Primeira Comunhão", e saiu para tomar mate. E eu fiquei com aquela hóstia na mão, só pensando. Olhava, analisava e pesava. E se eu a engolisse, que consequências teria? O que Deus faria comigo, depois? Por um momento, quase mandei tudo às favas. "Quer saber, eu pago para ver". Mas não paguei. Resignadamente, levantei pesaroso, como se quase tivesse cometido um pecado e entreguei a hóstia para a minha avó, sem dizer nada. "Tu fez bem", ela disse e engoliu a hóstia entre um gole de chimarrão. Foi um alívio para mim...

quinta-feira, 6 de março de 2008

O mundo é delas

1 comentários

Não há dúvidas de que são elas quem dominam o mundo. Para início de conversa, à esse planetinha perdido no universo damos o nome de Terra. A Terra. "A". (Olha aí elas). Tudo bem, você pode até argumentar que quem criou tudo isso e o resto foi Deus. "O" Deus? Acontece que tenho sérias dúvidas de que "Ele", na verdade é "Ela". Afinal, se Deus (a) criou os humanos à sua imagem - e tendo ele o poder de gerar a vida- a quem mesmo ele concedeu dom semelhante? À elas. Além de, claro, ter lhes concedido beleza, delicadeza, intuição, inteligência etc. Sem dúvida elas, além de mandarem no mundo (e consequentemente em nós), tem acesso privilegiado a quem as criou. OU seja, se Deus fosse um provedor de Internet, nós homens teríamos uma simples conexão de linha discada (aquela que muitos só usam depois da meia-noite, do barulho irritante Uiuiuiiiiiiiirrrrrr...), já as mulheres navegariam com ADSL Banda Larga, 24 horas. (E sem o barulhinho).

É por isso que somos a minoria. Pode pesquisar, há muito mais mulheres do que homens. E, para não nos sentirmos inferiores, criamos esse tal de Dia Internacional da Mulher, oficializando à elas, apenas um dia, como se os outros 364 fossem "nossos". Ledo engano. As mulheres mandam em nós, tanto na segunda quanto no sábado, seja na forma de mães, namoradas, esposas, sogras ou chefas. Por causa delas assistimos Smallville (ai, ai...os belos olhos da Lana), por causa delas compramos flores, por causa delas fazemos a barba. Elas dominam nossos atos durante 364 dias e ainda ganharam de lambuja, um dia só "delas". Onde as reverenciamos. Parece deboche. Em todos os dias do ano, carregamos móveis, consertamos coisa, limpamos o pátio e as levamos para onde querem. Precisamos urgentemente criar um "Dia do Homem". Antes que elas resolvam ocupar todos os outros.


PS- A crônica acima é uma sátira. Ou um alerta.

terça-feira, 4 de março de 2008

1 comentários
Uma das coisas que gosto em ir nas festas de aniversário do Alessandro Reiffer é que cada convidado deve levar uma poesia, de algum autor (ou de sua própria autoria) e ler perante todos os convidados. Foi o que fizemos no último domingo, durante horas de muita parceria e amizade, bebendo vinho, coca-cola e comendo frios. Cada um, teve o seu momento para recitar algum poeta. No caso do Alessandro e da Luana (a quase-namorada do Chico), eles optaram por recitar poesias escritas por eles. Já eu e o resto da turma nos dividimos entre Augusto dos Anjos, Carlos Drummond de Andrade e outros autores. Depois disso, fomos todos jogar Mau-Mau, que é um jogo de cartas inventado pelo Reiffer.
-----
Ok, mas isso acima foi o que aconteceu no meu domingo. E o que eu fiz no sábado? Ah, no sábado, estive na casa de minha amiga Camila, onde aproveitamos para conversar um monte. Adoro essa menina, que é minha vizinha há muitos anos. Ambos somos moradores da Vila Itu e até falamos da possibilidade de criarmos uma comunidade no Orkut, do tipo, "Moro na Vila Itu". Além de conversarmos, a gente aproveitou para estudar um pouco.
-------
Outro ponto emocionante da noite deste sábado na casa da Camila. Ela botou aquele urso de estimação (que ela chama de Mell, uma são-bernardo enorme) para tentar pegar cria com um outro são-bernardo. De repente, um tumulto no canil e o jaguarão foge e foi uma loucura para pegar o bicho. Aliás, não é de hoje que a Camila agencia os cachorros dela. É uma verdadeira "cafetina". Além de prostituir a Mell, ela também agencia o "Enzo", que é outro guaipeca que ela bota para tirar cria com outras cachorras por aí. É um desses cachorros de raça e delicados.
--------
Até gosto de cachorro. Mas não os de raça. Prefiro o meu jaguara Samurai, que tem um cor de burro quando foge (com diarreia), só sabe comer, latir e dormir. Mas é um bom amigo. Certa vez, até colocou a pata em meu ombro quando estava chorando no portão, ao descobrir que meu gato Frodo havia morrido. O cachorro entendeu meus sentimentos.
-------
Dito isso, quero dizer que gosto de gatos. São animais místicos, independentes e elegantes.
-------
Me corrigiram com relação as pessoas que estariam na festa na casa do Reiffer. É claro. Eu escrevi aquele texto (anterior), antes de ir à festa e apenas fiz uma projeção sobre quem estaria lá. Eis a lista dos convidados que lá estavam: Alessandro, Liziane, Chico, Luana, Ben-Hur, Paulinha, Christian, Marcus Vinícius, Gracieli e Alan. Ah, e eu.
------
Em breve, o Movimento Juventude com Atitude reiniciará suas atividades em 2008. Vamos reunir a turma poderosa para fazer mais ações pelo bem. E, sim, devemos fazer uma segunda edição da Feira dos Artistas.
-------
Não tenho nada contra o azul ou o vermelho. Afinal, o que seria do verde, se todos gostassem só do amarelo??
--------
Tenho trocado e-mails com minha amiga Cíntia Toledo. Ela está em Porto Alegre e está bem. Comprou um apartamento e, nesse momento, está procurando decorá-lo à sua maneira. Em breve, estará reiniciando suas atividades profissionais. Afinal de contas, é uma grande educadora e quem deve a oportunidade de conviver com ela, sabe disso.
--------
Hoje o João Lemes e eu estivemos em São Francisco de Assis, onde acompanhamos a sessão na Câmara de Vereadores de lá. Aliás, fazia alguns anos que a gente não ia junto até São Francisco. Costumávamos fazer isso sempre (fomos nós que desencadeamos uma série de reportagens que culminou nas denúncias que motivaram a criação de uma CPI contra o prefeito anterior, Paulo Carvalho). Pois bem, lá estámos nós, de volta à sessão da Câmara assisense.
------
E, devo dizer, que fomos muito bem recebidos por eles. A Câmara de São Francisco de Assis é palco de calorosos debates, mas é de um alto nível político invejável. Tive a grata satisfação de conversar com o Horácio Brasil, que adora dizer que é meu primo. Com o Cria, que é um bom vereador. Conversamos também com o Valteron, o Silon, o Matheus, que é quase um clone do Julio Ruivo, e o Jeremias. Além deles, vereadores, conversei com o amigo Rodrigo, que é o presidente da Juventude do PMDB em São Chico. É um grande ser humano, pessoa bastante agradável.
------
Após os compromissos, rumamos para a Câmara de Manoel Viana. Lá, sim, devo dizer que os debates são bastante sonolentos.
------
Meu amigo Francisco está bastante contente. Afinal, está começando a engatar um namoro com a Luana. Espero que os dois se acertem, pois gosto muito dos dois. Valeu!

domingo, 2 de março de 2008

Antes do domingo terminar...

0 comentários

A foto acima é um pequeno flagrante da amiga Eliziane Mello durante seus exercícios diários na academia Pró-Vita. Eliziane procura sempre manter a forma e, em poucos meses, estará em campanha para vereadora em Maçambará, onde desde já, é uma liderança respeitada e promissora. Ela faz parte de uma nova geração política que traz no discurso e na atitude a tão esperada mudança que a população espera. Sem dúvida, tornar-se vereadora será o primeiro passo de uma carreira que promete muito mais.
-------
Domingo é um dia bacana para descansar e assistir filmes. Foi o que eu fiz. Além de dormir um pouco à tarde, aproveitando o som da chuva no telhado, aproveitei para assistir ao filme "Ratatuille", que é uma graça. Muito legal mesmo e levou o Oscar de Melhor Animação no domingo passado. Merecidamente.
--------
Outra coisa que gosto de fazer, especialmente aos finais de semana, é cozinhar. Hoje, o cardápio foi peixe frito, arroz, feijão, salada e pure de batatas com molho. Alguém pode dizer que não é o que se convenciona comer em um domingo, mas eu sou assim mesmo. Muito pouco convencional.
-------
Quis homenagear alguns amigos, citando-os em minha coluna no Expresso Ilustrado da última sexta-feira. No entanto, ratiei e escrevi o nome do Rodrigo Vontobel sem o "r" do meio. Ficou "Rodigo". Liguei me desculpando. Ele não muita bola, mas é algo chato ver o seu nome escrito errado.
--------
Na sexta-feira estive em uma reunião na Câmara de Vereadores, onde o amigo Itacir Flores discursou a respeito da postura da OAB em relação aos bacharéis. Gostei muito da explanação de Itacir e tenho observado a sua consagração como uma grande liderança.
--------
Outro dia estive passeando lá para os lados da ponte para a saída de São Francisco. Descobri que a nossa Prefeitura pretende construir mais casas populares dentro do projeto "Minha Casa". Como já disse anteriormente, o projeto é maravilhoso. Tenho alguns amigos que moram ali próximo e fiquei curioso em conhecer o enorme terreno que abrigará as casas. Perguntei para três moradores em pontos diferentes da rua se eles sabiam de quem a prefeitura havia comprado os terrenos. As três pessoas deram a mesma resposta. "O terreno é do Brum". Fiquei contente pelo negócio. É dinheiro para o Brum e casas para famílias carentes, que é o mais importante. Que o grande arquiteto do universo abençoe mais este empreendimento de sucesso.
--------
Eu, particularmente, não tenho ficha no PT, mas tenho grandes amigos no partido e até um parente meu. Portanto, não posso negar que possuo vínculos no partido de Lula. E simpatia.
-------
Em uma postagem há algumas semanas comentei sobre o majestoso pórtico que a URI estava construindo. Pois bem, está pronto e ficou muito bonito, flor de especial. Só não sei se existe alguma mensagem subliminar, mas as cores escolhidas para adornar o referido pórtico me parecem bem conhecidas, PoPularmente conhecidas como vermelho e azul. Alguém justificou que era para "agradar gremistas e colorados". Putz, essa doeu até na alma: acho que a grandiosidade de uma instituição de ensino está muuuuito além de paixões futebolísticas, então....conta outra.
--------
Dia 08 de março tem show do amigo Anderson Mireski na Convexo Pizzaria. Não esqueça de se agendar e conferir essa programação. Leve sua esposa, namorada ou amiga para um programa especial e não esqueça de homenagear as mulheres pelo seu dia.
--------
Fiquei muito contente com uma postagem do amigo Cassal, em seu blog, onde ele se referiu a mim como um possível secretário de cultura, elogiando meu trabalho. Valeu pela confiança, Cassal. Obrigado pela amizade e pela parceria.
--------
Na semana que passou concedi entrevista ao blog de meu amigo Júlio Prates, onde falei de diversos assuntos. Minha nossa senhora, o que teve de gente me comentando sobre a entrevista não foi brinquedo. Se você não leu e quer conferir, clique aqui. Agradeço ao Júlio pelo espaço, que me permitiu expressar o meu pensamento.
--------
Também quero aproveitar para dizer que sou fã do Paulo Pinheiro. Apresentador do programa "Santiago Atualidades", ele é um profissional bem informado, diplomático e com senso crítico elevado. Não só substituiu à altura o trabalho de Paulo Bandeira, como levou o programa a um outro patamar, dando-lhe um roupagem mais dinâmica e opinativa.
--------
Na noite deste domingo irei na casa de meu amigo Alessandro Reiffer que está comemorando aniversário. Lá, me reunirei com a turma de sempre: Alessandro, Eliziane, Chico, Luana, Christian, PC, Alberto, Marcus e Gracieli.
--------