segunda-feira, 24 de novembro de 2008

Tabuleiro político


E inicia a última semana do mês de novembro, ou seja: a partir de semana que vem entramos em dezembro, o último mês do ano. Dizer que o ano passou rápido é um clichê, mas foi o que aconteceu. Algumas perspectivas que eu tinha para 2008 se concretizaram, outras não. Outras perspectivas ficaram pelo caminho, outras ficam para o futuro e outras ainda para uma realidade alternativa ou a ser vivida na 4ª dimensão (ou Quarta Vertical, como diria Einstein).


Pois bem. A expectativa no mundo político é com relação a futura administração do prefeito Júlio Ruivo. Sempre disse por aí que ele é um político que tem uma das mais belas carreiras de nossa cidade, tendo desempenhado diversos cargos e demonstrado competência em todos eles.


Pois bem, é certo que o Ruivo promoverá mudanças no secretariado. Como gosto de jogar xadrez, eu apostaria a minha rainha que o Frederico Peixoto não irá continuar como secretário de obras. É bem possível que o novo prefeito mexa nessa peça aí do tabuleiro.


Quem ele colocaria no lugar? Eu apostaria no Fernando Nascimento, que já desempenhou a função e, na verdade, foi excelente no lugar. Mas e aí, bruxo? O Frederico sairia fora da jogada? Diria que não. Ruivo iria avançar o peão e colocá-lo numa outra casa, ou seja, talvez na Secretaria de Administração.


Tá, mas vem cá? Se o Fernando é deslocado em "L" (como o cavalo no tabuleiro de xadrez) para as Obras, quem assumiria o Planejamento? Aí, creio que Ruivo faria uma outra jogada. Pegaria o bispo Ademar Canterle e levaria para o Planejamento, colocando-o no jogo. Outras mudanças? Não arriscaria dizer, mas acho difícil que ocorram.


Mas a população tem reclamado da Secretaria de Saúde que, depois da saída de Ruivo, vem deixando a desejar. Outras secretarias poderiam ser criadas e ou desvinculadas? É possível. Falta saber que peças mexer no tabuleiro...

Nenhum comentário: