terça-feira, 4 de novembro de 2008

Hospital e Feira do Livro


Gostei de ver que a dupla Bruno e Marrone gravou uma chamada para rádio e RBS TV pedindo para a comunidade apoiar o Hospital de Caridade de Santiago. Acostumados a cachês milionários, os cantores gravaram as vinhetas de graça, sem cobrar nada do HCS. Bacana a iniciativa deles, achei legal. O mérito é do Ruderson Mesquita, administrador do Hospital, que convenceu os cantores com uma boa conversa ao pé do ouvido. É como dizem: conversando as pessoas se entendem. Agora, mais do que a figura dos cantores na propaganda, a mensagem é que é importante, a de colaborar com o hospital. Hoje, Santiago pouco deve aos grandes centros, estando com uma instituição muito bem equipada e preparada para fazer todo o tipo de intervenções. Desde cirurgias complexas até as plásticas. Em breve, o Hospital também terá uma UTI e o seu centro de hemodiálise. Só esses investimentos todos já justificariam da população priorizar o HCS na hora de fazer exames (ao invés de buscarem outros centros ou clínicas particulares, cujos donos investem mais em bois do que em seres humanos), permanecendo em Santiago. Mas existem outras questões: o atendimento dedicado que é prestado por todos os profissionais da instituição. O HCS hoje em dia tem um clima de otimismo, bom astral. Ou seja, perdeu aquela coisa de "cara de hospital", clima deprê. E até ganhou um salão de beleza interno dia desses, cuja idéia é justamente melhorar a estima de seus pacientes antes deles retornarem aos seus lares. Além disso tudo, o HCS tem o retorno social. São mais de 250 funcionários, 250 famílias que tiram seu sustento da instituição. Ou seja, colaborar com o Hospital é realmente precisar dele, confiar nele, investir nele. E que bom saber que temos lá uma equipe tão bem preparada, sob a direção do Ruderson, da doutora Sônia Nicola, do seu Sagrillo.
-------
"Tá fazendo propaganda do hospital, né"? Alguém pode dizer após ler essas minhas palavras. E o que eu diria? É claro que estou. Se até o Bruno e Marrone abrem mão do cachê para apoiar a nossa instituição, que é de todos os santiaguenses, como poderia eu não colaborar, no mínimo, com algumas poucas palavras elogiosas? Tenho certeza de que o Hospital de Caridade de Santiago é um orgulho para todos nós. Para mim, é.
-------
Feira do livro
Inicia nesta quinta, 06, a 11ª Feira do Livro de Santiago, que é promovida pela Secretaria Municipal de Educação e Cultura. Passei pela praça e vi o pessoal empenhado em montar a estruutra dos estandes e shows. A exemplo dos últimos anos, é certo que a Feira do Livro será um sucesso. Afinal, nós que somos a Terra dos Poetas precisamos de uma feira cada vez mais forte e consolidada. Entre as várias atrações, estou curioso com o lançamento dos novos livros da coleção Santiago do Boqueirão, seus Poetas quem são? Cujos homenageados desta feita são Ayda Bochi Brum e Caio Fernando Abreu. O projeto da Rosane Vontobel e acadêmicos do curso de Letras é, tenho certeza, o maior projeto cultural já criado em toda a nossa região.

Nenhum comentário: