quinta-feira, 17 de janeiro de 2008

É madrugada. Há pouco o João Lemes me deu uma carona. Saímos há pouco da redação do Expresso, eu, o Lemes e meu amigo Éverton Gerhard. No percurso até nossas casas, conversamos sobre as manchetes que o Expresso trará na próxima sexta-feira. Vai ser uma edição muito boa.
--------
Ainda estou no meu ritmo de férias, depois de ter encerrado meus trabalhos na Câmara de Vereadores. Semana passada estive acampando com amigos. E nessa semana sigo um ritmo de dormir a manhã toda. Se bem que na segunda-feira, eu emendei e só acordei lááááá pelas 19h. Preciso realmente descansar.
-------
Venho de um ritmo alucinante de vários anos sem descansar, emendando um trabalho atrás do outro. Não que eu reclamo, pois gosto de estar envolvido com várias coisas.
-------
Ontem recebi uma ligação de meu amigo Noé Machado, que é diretor do Departamento de Cultura da SMEC. Me convidou para participar da encenação da Paixão de Cristo. Me ofereceu o papel de Pilatos. Justamente o único papel que eu disse ao meu amigo Jones Dinizque faria, se me convidassem. O interessante é que eles não se falaram sobre isso. Legal. Lavo as minhas mãos. Vou voltar a fazer teatro esse ano.
-------
Falando em teatro, nunca contabilizei quantos textos eu escrevi para teatro. Deixa eu ver: A Visita da Sogra, que ganhou o primeiro Santiago Encena; Talia Drink, que era uma peça super-violenta. Depois eu escrevi aquela peça açucarada chamada "A Menina de Olhos Verdes". Depois, A Paixão de Cristo e o Alto de Natal. Uma outra peça que nunca foi encenada chamada "(Re) Criação e "O Clube dos Monstros que o Jones vai encenar esse ano no Santiago Encena.
------
Na tarde desta quarta-feira, o Anderson Taborda e eu nos dirigimos ao bairro Ana Bonato. Um menino de 13 anos havia visto um corpo boiando no riacho que corta o bairro. Chegamos lá e havia dezenas de pessoas observando o trabalhos dos bombeiros. Putz, não é fácil ser bombeiro. O coitado retirando os restos mortais do cara. Só fiz fotos da multidão, do movimento. Deixei para o Anderson a tarefa de fotografar o corpo de perto. Não gosto disso.
-------
Nesta quarta-feira pela manhã troquei algumas palavras via MSN com algumas pessoas que me são especiais: Patrícia Ronsani, Mari campanher e Jaqueline Minuzzi.
-------
Nesta sexta-feira, o jornal Expressso Ilustrado vai publicar uma matéria sobre um santiaguense que está atuando com destaque no cinema brasileiro. Trata-se de Houssen Minussi. Ele integra o elenco do filme "Meu Nome Não é Jonnhy", que está fazendo um grande sucesso nos cinemais e já é o de maior bilheteria esse ano, no país. NO elenco, Selton Mello e Cléo Pires. Houssen já dividiu a tela com Selton Mello no filme "O Cheiro do RalO". Aliás, eu tenho esse filme e é excelente.
------
Houssen é filho da dona Helena Minussi, da loja Helena Noivas. É irmão do Sani, que é namorado da Jaqueline, que por sua vez, é minha amigona. Taí a ligação.
------
Aliás, o Sani é o maior fã do irmão. Acompanha todos os passos da carreira do brother.
------
Falando em brother, agora lembrei quem o Sani me lembra. Aquele ator de Lost que faz o papel do Desmond. Não muito, mas lembra.
------
E falando em Lost, eu parei na terceira temporada e não assisti mais. Só os dois primeiros episódios. Depois que assisti Heroes, ficou difícil retomar Lost. Ainda mais a terceira temporada que é devagar quase parando.
------
Acho que vou fazer mais uma tatuagem, estive conversando com o PC a respeito disso. O PC é um grande amigo de muitos anos. Grande amigo e grande talento. Já fez mais de 40 tatuagens. E a que eu tenho no ombro foi a primeira de sua carreira. Orgulho para mim.
-------
Hoje, quando peguei uma câmera fotográfica nas mãos e olhei através da lente, me dei conta do quanto gosto de fotografia. Putz. Sei que deixei para trás uma profissão onde eu sei que teria dado muito certo. Há algum tempo, tinha sonhos de abrir um estúdio de fotografia. Isso acabou ficando pelo caminho. Um sonho roubado...
------
Mas, como dizem, não se chora sobre leite derramado. E, falando em leite, vou tomar um li'dileite para ver se consigo dormir.
-----
Dormir, dormir...talvez, sonhar!

Um comentário:

Patricia Ronsani disse...

Oi patinho.Sabe tambem quero fazer uma tatuagem,na verdade duas, uma nó pé e uma no pescoço mas não sei ainda não encontrei alguem q me de segurança.Mas queria fazer esse ano.Pequena e simples.
Sobre fotos uma pena seu sonho ter se perdido, tambem adoro fotos, na verdade ser fotografada...hehe
Bjão, te adoro.Saudades...