quarta-feira, 31 de outubro de 2007

O vendedor de sonhos


Era um homem bem vivido, de cabelos de prata. Aliás, esse era o seu apelido: "cabelo-de-prata". No entanto, era mais conhecido por seu ofício de vendedor de sonhos, deliciosos sonhos, irresistíveis sonhos. Dos quais, só ele tinha a receita. Nenhum sonho se igualava aos dele, vendidos numa carrocinha ambulante, extremamente saborosos. Lá vinha o vendedor de sonhos. As crianças devoravam despreocupadas de etiqueta e os adultos não resistiam a vondade de provar, ainda que receosos de lambuzarem-se. E ele vendia os seus sonhos. Os quais, além de massa, doce de leite e açúcar eram permeados de uma estranha magia. Uma mistura de idealismo, amor e perseverança.Quem provava daqueles sonhos via-se envolvido, extasiado com uma sensação de poder.


De poder fazer algo, de poder contribuir, de poder somar, de poder realizar. Sentia-se grandioso, irmão das estrelas, galáxias e constelações. Também sentia-se em sintonia com as particulas atômicas de uma pétala dourada num imenso jardim. Via-se em consonância com as formigas ou com as aves livres no céu. Na esquina, o vendedor oferecia os seus sonhos. A cada mordida, a possibilidade de mudar o mundo. Em cada grão de açúcar, um segredo do universo. Não se sabe se os sonhos teriam perdido o gosto ou se os clientes tenham perdido o desejo. Hoje é mais difícil de provar daqueles sonhos, o vendedor sumiu. Ele e suas frases enigmáticas ao anunciar seus produtos pela vizinhança: "Sonhos. Sonhos transformam o mundo"; "A grandiosidade de um homem pode ser medida por seus sonhos"; "Sonhos, dão sabor à vida", ele dizia, enquanto apertava uma buzina...

3 comentários:

Patricia Ronsani disse...

Pode ir l� no meu blog me pedir desculpa por me chamar de loira....
Vc que tem que pintar os cabelos heim....
Bjus...

Cláudia Célia Lima do Nascimento disse...

Hummmmmm, que vontade de experimentar esses sonhos! Tens certeza que não que não sabes onde anda esse vendedor e suas receitas de sonhos? Fique encantada em conhecer tuas letras. Parabéns e felicidades.

Ivânia Garcia Felipe disse...

Fiquei com vontade de experimentar. Onde será que anda o vendedor de sonhos?