domingo, 28 de outubro de 2007

Marquei cinco gols

Quebrei uma unha de um dedo do pé esquerdo jogando futsal. Mas não dá nada. Pelo menos, marque cinco gols e dei passe para mais dois. No total, fizemos dez gols. Não deu para comemorar muito, pois empatamos com o outro time. Saímos no prejuízo e começamos a nos recuperar. No início, fiquei jogando atrás, na zaga. Mas sou desastroso na zaga. Não sei desarmar, não enfio a cabeça na bola, pois erro. Me atrapalho. Odeio jogar na zaga. Pior ainda se jogar como goleiro. É frango atrás de frango. Lá pelas tantas, o Divaldo deu a dica, sabendo que o meu forte é jogar na frente. Trocamos de lugar e fui para a frente. Aí, começamos a marcar. Cinco gols meus, três do Chico e dois do Divaldo. O outro time era muito entrosado, mas conseguimos equilibrar a partida. Fui o artilheiro e uns jogadores novos ficaram surpresos com meu desempenho futebolístico. Hoje, de fato, me baixou o espírito do Garrincha, acredite se quiser. No entanto, tenho uma explicação para o meu desempenho no placar: jogo mal que é um peixe, no entanto, o meu forte é que eu tenho mira. Consigo chutar em direção ao gol com facilidade. Quando não vai na rede ou vai na trave ou vai na mão do goleiro. Para fora, é difícil eu mandar. Legal, cara. Odeio assistir jogos de futebol, mas gosto de jogar. Só para suar e me exercitar. O jogo foi ótimo e domingo que vem, tem mais. Quem quiser ir lá nos assistir, fique à vontade. Viva o Chicão por ter construído o ginásio da Belizário.

Um comentário:

Patricia Ronsani disse...

Aizá Márcio...Tá virado no Ronaldinho..Rsrs
Nem sabia que vc jogava...
Bjus