domingo, 23 de setembro de 2007

Muito além de Cidadão Kane Parte I



Assisti ontem ao documentário chamado "Muito Além de Cidadão Kane", produzido pela BBC de Londres e que fala sobre a criação da Rede Globo, bem como o monopólio das comunicações que a emissora detém. Uma produção que foi proibida de ser difundida no Brasil mas que, no entanto, obteve exibição em diversos outros países. O documentário mostra as relações escusas da emissora com o Governo e o tipo de mídia a que se propõe, onde esconde os fatos reais e esconde a sua verdadeira face sob um verniz de "padrão de qualidade global". Dizer que a Rede Globo é a melhor simplesmente porque é a mais bonitinha, sem dúvida é uma grande ignorância. Não importa o quão bela seja, importa sim, o desserviço que ela presta à população. Se hoje temos uma geração que não sabe pensar, nem exigir os seus direitos, tampouco exercer um papel crítico, a Rede Globo possui uma grande parcela de culpa. Se hoje temos uma geração "Malhação", extremamente consumista, agradeça a Rede Globo. Se hoje temos a glamourização da prostituição frente aos olhos de nossas crianças, agradeça a Rede Globo. O título "Muito Além de Cidadão Kane" faz uma referência ao famoso filme dirigido por Orson Welles, em 1940, apontado pelos críticos como o melhor de todos os tempos e que acompanha a trajetória de um magnata da comunicação. Assistindo ao documentário é possível ver o outro lado de uma história sórdida, nunca antes discutida em nosso país e que abre uma discussão: para quê os governos investem em mídia? Qual o retorno social disso, efetivamente? O que o povo tem que ver com propaganda institucional? É necessário os governos investirem muito mais em mídia do que em educação? Quem realmente se beneficia dessas relações? Assista e pense de novo quando a Rede Globo apontar que, tal ou qual político é um corrupto, quando na verdade, Roberto Marinho foi um dos maiores. Creio que, a mídia, sem dúvida é uma ferramenta importante para a sociedade, quando ela se propõe a divulgar a verdade e não uma verdade encomendada, usando da notícia como moeda de troca. Que tipo de vantagens a mídia obtém quando ela se cala? Que tipo de vantagens a mídia obtem quando ela divulga algo? Quando a mídia fecha os olhos para o que realmente é errado e se propõe a obter vantagens individuais mostra que é muito mais corrupta do que qualquer político sujo possa ser. Assista e tire suas conclusões críticas. A Globo diz que é a maior e que por isso é a melhor. Será? Você realmente é capaz de acreditar nisso? É fato que a Rede Globo atinge totalmente o território nacional. Mas isso é algo positivo? Que tipo de imprensa queremos: a que nos fala a verdade ou a que fala a verdade que é conveniente para um grupo? Que tipo de notícia queremos: a verdadeira ou a mascarada? Que tipo de jornalistas queremos: os idealistas ou os mascarados? Que tipo de imprensa queremos? Clique, deixe carregar e depois assista aos capítulos deste documentário....

Nenhum comentário: